Setembro 2021 archive

Estudantes portugueses em greve climática

 

Estudantes portugueses em greve climática com agenda alargada

O movimento ambientalista Fridays for Future convocou para esta sexta-feira uma nova greve climática estudantil com agenda alargada a outros problemas sociais, com mais de 1.500 ações em vários pontos do mundo, incluindo protestos em 14 localidades portuguesas.

Albufeira, Aveiro, Braga, Caldas da Rainha, Coimbra, Faro, Funchal, Guimarães, Lisboa, Mafra, Porto, Santarém, Sines e Viseu são as localidades portuguesas para as quais estão marcadas manifestações que reclamam “planos concretos” contra a crise climática, que o movimento equipara a “outras crises socioeconómicas como o racismo, o sexismo, a discriminação de deficientes e desigualdade de classe” e que relaciona com os problemas ambientais.

Em Lisboa, a concentração está marcada para as 10:00 no jardim Amália Rodrigues, no cimo do Parque Eduardo VII, e desfilará até ao Arco do Cego, enquanto no Porto os manifestantes se reúnem às 15:00 numa marcha entre a Praça da República e os Aliados.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/estudantes-portugueses-em-greve-climatica/

Listas Provisórias para a eleição do Conselho das Escolas

 

Nos termos do n.º 1, do artigo 15.º do Regulamento Eleitoral, anexo ao Decreto-Regulamentar n.º 5/2013, de 29 de agosto, procede-se à publicitação das listas admitidas provisoriamente ao ato eleitoral do Conselho das Escolas. 

QZP 01_Lista A

QZP 01_Lista B

QZP 02_Lista A

QZP 03_Lista A

QZP 04_Lista A

QZP 04_Lista B

QZP 05_Lista A

QZP 06_Lista A

QZP 07_Lista A

QZP 07_Lista B

QZP 08_Lista A

QZP 09_Lista A

QZP 10_Lista A

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/listas-provisorias-para-a-eleicao-do-conselho-das-escolas-2/

A situação de saúde do corpo docente português

Um quarto dos professores (24,6%) dizem sentir-se “clinicamente vulneráveis ” na abertura do ano letivo; menos de metade (43,5%) dizem-se “saudáveis” e só 21,9% assumem não pertencer a um grupo de risco. A consulta promovida pela Federação Nacional de Educação (FNE), às condições no arranque das aulas, concluiu que as maiores preocupações dos docentes são a “saúde mental e o bem-estar” (27%) e o “excesso de trabalho” (23,5%).

Um quarto dos professores dizem-se “clinicamente vulneráveis” no arranque do ano letivo

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/a-situacao-de-saude-do-corpo-docente-portugues/

Reserva de recrutamento n.º 04

Publicitação das listas definitivas de Colocação, Não Colocação, Retirados e Listas de Colocação Administrativa – 4.ª Reserva de Recrutamento 2021/2022.

Aplicação da aceitação disponível das 0:00 horas de segunda-feira dia 27 de setembro, até às 23:59 horas de terça-feira, dia 28 de setembro de 2021 (hora de Portugal continental).

Consulte a nota informativa.

SIGRHE – aceitação da colocação pelo candidato

Nota informativa – Reserva de recrutamento n.º 4

Listas – Reserva de recrutamento n.º

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/reserva-de-recrutamento-n-o-04/

Jornadas 21/23 Escola+

Vai realizar-se nos dias 27, 28 e 29 de setembro umas jornadas promovidas pela DGE para Diretores de escolas sobre o tema “Jornadas 21/23 Escola+“.

De acordo com o convite estas jornadas “serão uma excelente oportunidade de mobilização e envolvimento da escola no desenvolvimento de medidas de reforço das aprendizagens que ficaram comprometidas durante a fase crítica da pandemia”.

Que assim seja para quem for.

Quanto a mim dispensarei a presença pelas razões que já informei a própria DGE.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/jornadas-21-23-escola/

Faltam professores em 80% dos agrupamentos escolares de Lisboa

 

Problema tem vindo a agravar-se. Informática, Geografia, Física e Inglês são as disciplinas com mais horários por preencher. Lisboa, Setúbal e Faro os distritos mais afetados

Educação. Faltam professores em 80% dos agrupamentos escolares de Lisboa

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/faltam-professores-em-80-dos-agrupamentos-escolares-de-lisboa/

Directores de escolas alertam para agravamento de falta de docentes a partir de Janeiro

Directores de escolas alertam para agravamento de falta de docentes a partir de Janeiro

A falta de professores nas escolas irá agravar-se no início do próximo ano com a reforma de docentes que, neste momento, têm turmas atribuídas, alertou o presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE). Segundo uma estimativa da Federação Nacional de Professores (Fenprof), há actualmente cerca de 100 mil alunos sem todos os professores atribuídos, mas os directores escolares dizem que a situação “vai piorar já em Janeiro”. 
“Os professores que se vão reformar no próximo ano têm neste momento turmas atribuídas mas, quando chegar o momento de se irem embora, os alunos ficarão sem professor e as escolas terão de encontrar substitutos”, explicou à Lusa Manuel Pereira. 

Este ano, já se reformaram quase 1.600 docentes e os sindicatos estimam que irão ser mais de dois mil até ao final de Dezembro. No próximo ano a situação será semelhante, já que os professores no activo são uma classe cada vez mais envelhecida.

A maioria tem mais de 50 anos e é nas escolas públicas no norte e centro do país que a média de idades é mais alta, segundo dados da Direcção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC), que mostram que a percentagem de docentes com pelo menos 50 anos duplicou na última década.

É no pré-escolar público que se encontram os educadores mais velhos, com uma idade média de 54 anos.

continua aqui

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/directores-de-escolas-alertam-para-agravamento-de-falta-de-docentes-a-partir-de-janeiro/

Onde estão os dados de Covid-19 nas escolas do ano letivo passado?

 

No dia em que António Costa anuncia o afrouxar das medidas sanitárias nas escolas, impõe-se uma pergunta. Onde estão divulgados os dados de monotorização do impacto Covid-19 nos estabelecimentos de educação ou ensino recolhidos pela Dgeste?

Foi disponibilizada pela Dgeste, em outubro passado, uma plataforma onde os AE/ENA efetuavam o registo de cada novo caso e os respetivos contactos de risco. Os dados registados no ano letivo passado continuam fechados a 7 chaves em algum ficheiro da Dgeste, quando os dados referentes a este ano letivo já estão a ser registados.

Será que não é relevante divulgar esses dados para conhecimento da comunidade escolar e geral? Ou é só uma “coisa” burocrática para ocupar o tempo e encher chouriços? (se é a segunda, acabem lá com isso)

O registo de turmas em confinamento que transitaram do regime presencial para á distância, também foi realizado, mas nada se sabe disso também. Quantas turmas estiveram nessa condição? Quantas repetiram essa condição?

Nada, nada é divulgado. (é segredo…)

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/onde-estao-os-dados-de-covid-19-nas-escolas-do-ano-letivo-passado/

Máscaras vão deixar de ser obrigatórias nos recreios das escolas

Máscaras vão deixar de ser obrigatórias nos recreios das escolas

DGS irá atualizar dentro de dias normas para escolas.

O uso de máscaras nos recreios das escolas deixa de ser obrigatório e a Direção-Geral da Saúde vai atualizar as normas do isolamento profilático nos estabelecimentos de ensino, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro.

“Quanto ao ano letivo, o Conselho de Ministros tomou a decisão de clarificar que o uso de máscara não é obrigatório nos espaços exteriores das escolas, designadamente nos recreios”, disse António Costa, na conferência de imprensa da reunião do Conselho de Ministros desta quinta-feira, na qual o Governo aprovou a passagem à terceira fase de desconfinamento e as medidas associadas no âmbito da pandemia de covid-19.

 

O primeiro-ministro avançou também que a Direção-Geral da Saúde vai atualizar, nos próximos dias, as normas sobre o confinamento, que vão permitir “responder a problemas que ainda têm subsistido” em relação “ao isolamento de pessoas que estão vacinadas e tendo em conta o risco efetivo da transmissão da doença entre população escolar”.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/mascaras-vao-deixar-de-ser-obrigatorias-nos-recreios-das-escolas/

Lista de colocação – Contratação inicial 23 /09/2021

Lista de colocação – Contratação inicial

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/lista-de-colocacao-contratacao-inicial-23-09-2021/

A incompetência da DGS na abertura do ano lectivo


Isto de sermos os campeões da vacinação, afinal, (ainda) serve de pouco: somos os mais lentos a ajustar as normas sanitárias para garantir que as escolas podem realmente funcionar.

A incompetência da DGS na abertura do ano lectivo

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/a-incompetencia-da-dgs-na-abertura-do-ano-lectivo/

31 professores de Informática disponíveis para centenas de pedidos das escolas

 

Falta de professores de Informática nas escolas: só há 31 disponíveis para centenas de pedidos

A lista da Direcção-Geral da Administração Escolar (DGAE) revela que só restam 31 professores de Informática por colocar. A escassez de professores remete, segundo o jornal “Público”, para uma lacuna que passou a ser estrutural: nos últimos anos, por falta de formação ou por estarem noutros empregos, deixou de haver docentes de Informática para assegurar as horas de aulas de que as escolas e os alunos precisam.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/31-professores-de-informatica-disponiveis-para-centenas-de-pedidos-das-escolas/

No comments…

Quantas situações destas veremos se os concursos passarem para os municípios?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/no-comments-2/

150 mil alunos com pelo menos um professor em falta

Problema tem vindo a agravar-se. Informática, Geografia, Física e Inglês são as disciplinas com mais horários por preencher. Lisboa, Setúbal e Faro os distritos mais afetados

150 mil alunos com pelo menos um professor em falta

Ainda que não seja um problema extensível a todo o país, a falta de professores continua a agravar-se em várias regiões e disciplinas: mais de 150 mil alunos do básico e secundário têm pelo menos um professor em falta no início deste ano letivo. O levantamento — feito a partir das listas de horários por preencher — é de Davide Martins, professor de Matemática no Agrupamento de Escolas Dr. Carlos Pinto Ferreira (Vila do Conde) e colaborador do blogue especializado em educação.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/150-mil-alunos-com-pelo-menos-um-professor-em-falta/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: