Category: Livresco

Opinião / Raquel Varela – Os camionistas a defender a nossa democracia

Os camionistas a defender a nossa democracia | Opinião | PÚBLICO

O perigo da extrema-direita não vem de um sindicato a lutar por 900 euros. Vem do desenho autoritário que o Governo está a querer impor.

Raquel Varela / Historiadora, Universidade Nova de Lisboa

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/opiniao-raquel-varela-os-camionistas-a-defender-a-nossa-democracia/

Crónica Diária da República das Bananas – Esquadras da PSP encerradas porque polícias estão a conduzir camiões

Polícias estão a substituir motoristas. Sindicato denuncia esquadras encerradas

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/cronica-diaria-da-republica-das-bananas-esquadras-da-psp-encerradas-porque-policias-estao-a-conduzir-camioes/

A Recusa do Trabalho a Tempo Parcial para os Professores pelo Público Lisboa – 12 agosto 2019

Os meus agradecimentos ao Luís Cansado do grupo do Facebook Professores Contratados.

Sim, ando por ai também…

Sim, Portugal é uma República das Bananas …e Podres.

Download do documento (PDF, 845KB)

 

Download do documento (PDF, 668KB)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/a-recusa-do-trabalho-a-tempo-parcial-para-os-professores-pelo-publico-lisboa-12-agosto-2019/

Pelo Educare – Fenprof acusa Governo de bloquear renovações a técnicos perto da vinculação

Fenprof acusa Governo de bloquear renovações a técnicos perto da vinculação » Educare – O Portal de Educação

A Fenprof acusou hoje o Ministério da Educação de violar a lei ao bloquear a renovação de contratos de técnicos especializados nas escolas para impedir que fiquem numa situação de vinculação automática no próximo ano.

Em comunicado, a Federação Nacional dos Professores (Fenprof) afirma que que os sindicatos estão a receber “inúmeras queixas” de direções de escolas “sobre a impossibilidade de procederem à renovação de contratos de técnicos especializados que reúnem as condições para tal na aplicação eletrónica” e sobre “a falta de resposta formal e escrita aos inúmeros pedidos de esclarecimento que têm endereçado à DGAE [Direção-Geral da Administração Escolar]”.

Segundo a Fenprof, a resposta tem apenas sido dada por telefone e “está a causar uma enorme indignação junto das direções das escolas e dos técnicos especializados”.

“Está a ser informado pela DGAE que apenas os técnicos especializados aderentes ao Programa de Regularização Extraordinária dos Vínculos Precários na Administração Pública (PREVPAP) estariam em condições de renovar os contratos! A mesma resposta está a ser dada aos técnicos especializados que se têm dirigido à DGAE, acrescentando que são ‘indicações internas’… Ora, a candidatura ao PREVPAP era só para técnicos não docentes, e como tal, os formadores com atividades docentes estavam impedidos de concorrer a esse programa”, lê-se no comunicado da federação.

Anabela Sotaia, dirigente da Fenprof, explicou à Lusa que em causa estão sobretudo casos de formadores no ensino profissional e ensino artístico especializado que, na prática, são professores, mas que legalmente são considerados técnicos especializados por não haver um grupo de recrutamento para a sua área de ensino.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/pelo-educare-fenprof-acusa-governo-de-bloquear-renovacoes-a-tecnicos-perto-da-vinculacao/

Colégio do grupo GPS, financiado pelo Ministério da Educação, acusado de violar as normas no que concerne as matrículas [Público, 10-08-2019]

Download do documento (PDF, 130KB)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/colegio-do-grupo-gps-financiado-pelo-ministerio-da-educacao-acusado-de-violar-as-normas-no-que-concerne-as-matriculas-publico-10-08-2019/

A Ler com Atenção – 4ª Feira

4ª Feira | O Meu Quintal

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/a-ler-com-atencao-4a-feira/

Pelo DN – Dez anos depois do Magalhães, faltam computadores e internet nas escolas

Dez anos depois do Magalhães, faltam computadores e internet nas escolas

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/08/pelo-dn-dez-anos-depois-do-magalhaes-faltam-computadores-e-internet-nas-escolas/

Emprego científico: os vergonhosos estatutos da exclusão democrática

Emprego científico: os vergonhosos estatutos da exclusão democrática | Opinião | PÚBLICO

Nuno Peixinho

“Aquele que chega ao principado com ajuda dos grandes mantém-se com mais dificuldade do que aquele que o atinge com a ajuda do povo.”

Maquiavel, in O Príncipe

Se alguém ainda se pergunta qual a verdadeira razão pela qual o Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) tudo fez para impedir a mísera passagem a contrato a prazo de alguns investigadores — ao abrigo do funesto e paliativo diploma do Estímulo ao Emprego Científico —, preferindo mantê-los a todos, e para todo o sempre, como bolseiros e nada mais do que bolseiros, eu respondo: uma questão de poder!

Se alguém ainda tem dúvidas, bastará olhar para os novos Estatutos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), de 16 de julho de 2019.

Mantém-se, como é costume, a existência de uma Assembleia de Faculdade, que elege o seu diretor, e um conselho científico que, entre mil e uma outras coisas, pratica os atos previstos na lei relativos à carreira docente e de investigação e ao recrutamento de pessoal docente e de investigação, e uma comissão científica para cada departamento que, por sua vez, elege o diretor do departamento e apresenta propostas relativas à carreira docente e de investigação e ao recrutamento de pessoal docente e de investigação. Estão todos a ver a importância do conselho científico e das comissões científicas quanto às contratações, certo!? Perceberam que quem apresenta propostas de contratação é a comissão científica e que o conselho científico apenas “pratica os atos”, certo!?

Rogo, agora, a vossa paciência para algumas linhas dos estatutos para verem quem elege e quem pode ser eleito: “A Assembleia da Faculdade é constituída por 15 membros: a) 11 docentes ou investigadores; b) três estudantes, sendo um de doutoramento; c) um trabalhador não docente e não investigador.” Logo a seguir, esclarecem: “Para os efeitos (…) consideram-se: a) docentes ou investigadores, os docentes e investigadores de carreira que exercem funções docentes e ou de investigação na faculdade […]” Perceberam a subtileza!?

Explico melhor: os investigadores contratados pela “Lei do Estímulo ao Emprego Científico” não são da carreira! Como se não bastasse terem um contrato a prazo, que em nenhuma circunstância poderá exceder os seis anos, e ganharem menos 1000 euros por mês do que os investigadores da carreira — embora realizando as mesmíssimas funções —, estão também administrativamente afastados da possibilidade de serem eleitos representantes na Assembleia, que é o órgão que nomeia o diretor. Supimpa!

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/07/emprego-cientifico-os-vergonhosos-estatutos-da-exclusao-democratica/

Dizem Eles que Não Há Dinheiro…

Fogo! (Ou Phosga-se!) | O Meu Quintal

E a Educação também dá muito dinheirinho para os amigos:

Mais 118.500 Euros Para Aqueles Senhores (Que, Por Acaso, Até São Conhecidos) | O Meu Quintal

Eu Nem Sabia Que Existia Um “Sistema SI-FSE Balcão 2020″… | O Meu Quintal

Tarefa (Leve Mas Útil) De Férias | O Meu Quintal

PS:

E por falar em dinheirinho (assim também eu monto empresas…):

À dúzia é mais barato. 12 Socialistas e familiares envolvidos no caso das golas inflamáveis – ECO

Giro é encomendar testes a dedo:

Teste conclui que golas antifumo não se inflamam mas ficam perfuradas – País – RTP Notícias

E não noticiar o que interessa sobre o dito teste, como o Ministro dos Negócios Estrangeiro Santos Silva e Companhia, Lda.:

(…) Centro de Estudos sobre Incêndios Florestais da Universidade de Coimbra estudou golas e revela que o material em poliéster, a 30 centímetros das chamas, não inflama mas perfura. Pano de algodão testado a 20 centímetros das chamas ficou intacto. (…)

Quando também:

Golas antifumo podem provocar crises respiratórias agudas, alerta associação

E depois fico parvo com a falta de memória (e a falta de vergonha):

Secretário de Estado da Proteção Civil admitiu há um ano que gola antifumo era inflamável – Observador

Na SIC, há mais de um ano, José Artur Neves confirmou que as golas antifumo não eram feitas com tecido não inflamável. “Devem humedecer-se”, disse no programa de Júlia Pinheiro.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/07/dizem-eles-que-nao-ha-dinheiro/

Crónica Diária da República das Bananas – Golas inflamáveis e kits: adjunto do secretário de Estado indicou empresas

Golas inflamáveis e kits: adjunto do secretário de Estado indicou empresas

Francisco José Ferreira, líder do PS/Arouca e adjunto do secretário de Estado da Protecção Civil, admitiu ter recomendado fornecedores para as 70 mil golas antifumo inflamáveis e para os 15 mil kits de emergência e panfletos no âmbito do programa Aldeia Segura, avança o Jornal de Notícias (JN) esta segunda-feira. Os contratos foram coordenados pela Secretaria de Estado da Protecção Civil, sob instruções de Francisco José Ferreira.

A ANEPC pagou 350 mil euros à empresa Foxtrot Aventura — cujo proprietário é o marido de uma autarca do PS de Guimarães — e à Brain One pelos materiais.

Uma consulta ao portal da contratação pública BASE revela que a Brain One tem desde 2017, ano da sua fundação, cinco adjudicações (ajustes directos e consultas prévias) da associação Geoparque de Arouca e da Câmara de Arouca, onde José Artur Neves foi autarca durante 12 anos.

Continue a ler

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/07/cronica-diaria-da-republica-das-bananas-golas-inflamaveis-e-kits-adjunto-do-secretario-de-estado-indicou-empresas/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog