Quem é que andará desatento, Tiago?

 

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, sublinhou esta terça-feira na Básica e Secundária do Cerco que, este ano letivo, as escolas estão mais bem preparadas para lidar com as dificuldades geradas pela pandemia, destacando que só “um diretor muito desatento” é que poderia dizer que o Governo está a pedir que os docentes e não docentes façam mais com o mesmo.

Questionado sobre a falta de recursos denunciada por alguns diretores de agrupamentos escolares, o ministro refere que “existe, este ano, um reforço de mais 3.500 professores que podem trabalhar nas tutorias, nos projetos pedagógicos das escolas. Temos mais técnicos especializados, através dos planos de intervenção em cada uma das escolas – de desenvolvimento social e comunitário. Só um diretor muito desatento é que poderia eventualmente dizer isso”.

“Obviamente que os diretores, assim como as organizações que representam os trabalhadores, querem sempre mais. Mas é nesse equilíbrio que nós conseguimos construir estes planos”, assinala Brandão Rodrigues.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/quem-e-que-andara-desatento-tiago/

2 comentários

    • Lucas on 14 de Setembro de 2021 at 20:04
    • Responder

    Eu acho que os diretores devem continuar a lamber o cuuu do ministro e amigos…

    Um dia a recompensa aparece.

    • Fartinho desta gente on 15 de Setembro de 2021 at 8:38
    • Responder

    Podia por começar por pagar a quem, finalmente, passou para o 5.º e 7.º escalões, por contabilizar a última tranche do faseamento em junho (339 dias) e colocar no escalão devido a quem progrediu desde junho. Para que isto suceda tem de abrir a plataforma Progressão na Carreira. A tal que estaria sempre aberta, excepto na 1.ª semana de cada mês, e que não abre desde maio. Uma vergonha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: