Vamos arejar um bocadinho…

Parece que a Graça e o ME andam a ler o blog e seguem as nossas recomendações… é triste que se tenha que dizer certas coisas aos diretores que tanto gritam por autonomia.

Ministério da Educação recomenda arejar salas de aula nos intervalos

A recomendação surge depois de ter sido revelado o facto de alunos e professores terem usado mantas, gorros, luvas ou cachecóis nas salas de aula. Pandemia obriga a janelas abertas para circular o ar.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/01/vamos-arejar-um-bocadinho/

10 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Fernando on 8 de Janeiro de 2021 at 16:21
    • Responder

    Mas quais intervalos!!??
    Eu quero a minha sala com porta e janelas abertas!

    Uso cachecol, luvas quando possível, chapéu se necessário, camisolas grossas, casaco grosso, dois pares de meias, o que for preciso. É um ano excecional, há que aceitar medidas e condições excecionais!
    Numa altura de grande crescimento do número de infeções, do aparecimento de novas estirpes mais contagiosas, de quase rutura do SNS, aligeirar medidas de segurança é uma perfeita estupidez, um contrassenso, muito especialmente quando não estão esgotadas as medidas de proteção contra o frio. Como é o caso.

    Continuo a ver a quase totalidade dos alunos sem usar cachecóis, muitos com camisolinhas fininhas de algodão, sem luvas. Alguns até os casacos tiram quando entram na sala. Isso de que andam todos de cachecóis, luvas, mantas e cobertores, é uma treta. Há casos. Está muito longe de ser a norma. E que fosse? Antes fosse!

    Temos obrigação de ensinar aos alunos a estabelecer prioridades. Pelo que temos também nós saber fazê-lo.
    Antes do conforto, estou interessado em exercer a minha profissão em segurança. E estou interessado em que os alunos se protejam. Do vírus e do frio. Se, depois de fazerem de facto tudo para se protegerem do frio, isso não é possível, então teremos que ver como o poderemos fazer, com o mínimo de risco para a contaminação pelo COVID.

    Agora, aligeirar porque está frio? Não obrigado.

    Sinto que, se for obrigado a fechar janelas e porta, não terei condições de segurança para o exercício da profissão. Já basta aos professores terem que estar sem distanciamentos mínimos, com dezenas de alunos, num mesmo espaço, durante horas. Condições que não se recomendam a ninguém. Agora querem fechar esses espaços!!?? Mas estão a brincar?

    Vocês aqui tanto reclamam com a falta de condições de segurança para o exercício da profissão, como desfraldam bandeiras de aligeiramento das medidas de segurança. BRAVO!!!

      • ora m'essa! on 8 de Janeiro de 2021 at 18:31
      • Responder

      Concordo, plenamente, consigo. Na minha aula ainda mando eu, como tal as janelas ficam abertas e a porta também. Não concordam, internem-me por insanidade.

    1. Concordo em absoluto.
      Quem manda arejar apenas nos intervalos (políticos, DGS, dirigentes) devia ser obrigado a estar uma manhã completa numa sala de aula com 28 ou 29 alunos, seja com janelas abertas seja com janelas fechadas.

      “O vírus não chega cá, as máscaras não são aconselháveis, nas escolas há poucos riscos de contágio ou as aulas podem funcionar com arejamento apenas nos intervalos” (sem saberem que intervalos existem), são apenas algumas pérolas a que já estamos habituados.

      Compare-se as medidas nas escolas com as exigências de outros serviços públicos ou privados – Bancos com 80m2 por pessoa, lojas com 20m2, serviços públicos sem atendimento presencial, figuras públicas testados para Covid após cada contacto seja qual for o risco, escolas … máscaras, gel e siga!

    • Silvia on 8 de Janeiro de 2021 at 17:20
    • Responder

    ta tudo parvo ?????
    as janelas tem de estar abertas

    salas com 30 pessoas mesmo com mascara é um risco

    ha escolas que nem intervalos tem

    • Pedro on 8 de Janeiro de 2021 at 20:34
    • Responder

    Existem escolas onde, nos intervalos, os alunos ficam nas salas e comem. Esta ideia é parva e não tem respeito pela segurança de professores e alunos dessas escolas. Sugiro que o senhor diretor passe os seus dias fechado com 30 alunos em salas para 24.

    • Vale a pena pensar... on 8 de Janeiro de 2021 at 22:46
    • Responder

    Jornalistas abandonam conferência do “Chega”, por falta de condições sanitárias (distanciamento). Por que não vão ver o que se passa nas salas de aula?????? Teriam de abandonar todas!!!!
    Marisa Matias acusa Ventura de mentir e enganar. E as MENTIRAS com que o “Bloco “ tem enganado os professores nos últimos SEIS anos ( recuperação do tempo de serviço e regresso da democracia às escolas, por exemplo)??? Tão mentirosos e ordinários quanto o outro…eventualmente até mais, pois já o são/fazem há vários anos.

    • Fernando on 8 de Janeiro de 2021 at 23:16
    • Responder

    Tu deves ser mentecapto para defender o Chega!

    Para mostrar que não há condições de higiene e segurança nas salas de aula, não é preciso usar os porcos do Chega.

      • !!! on 9 de Janeiro de 2021 at 10:18
      • Responder

      Mas quem defendeu o Chega????!!!!!
      Apenas está comparado ao Bloco, factualmente!
      Deve ser por causa de professores destes, que não têm capacidade de abrir os olhos, que todos têm sido humilhados.

    • Fernando. el peligroso de las verdades. on 8 de Janeiro de 2021 at 23:30
    • Responder

    Ó Fernando, tu deves gostar mais é das porcas do Bloco. Até nem te fica mal, se não fores mariconço!

    • Roberto Paulo on 9 de Janeiro de 2021 at 15:59
    • Responder

    Mas voceses estão a falar de que realidade? Das zonas onde se entra às 8, 30 com 4 e 5 graus negativos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: