Suspensão letiva contestada em Tribunal

Pai de aluno contesta suspensão de aulas. Tribunal aceita queixa e vai avaliar

Ao contrário do que aconteceu no primeiro confinamento, em março do ano passado, as escolas encerraram, mas desta vez o Governo optou por transformar esta pausa de pelo menos 15 dias numa espécie de férias antecipadas, sem possibilidade de aulas à distância, devendo esta interrupção letiva ser compensada mais à frente, no período do carnaval, Páscoa e final do ano escolar. A decisão acabou por ser genericamente aceite pelos colégios, mas está longe de ser pacífica. E já chegou aos tribunais.

Intimação para a proteção da liberdade de aprender e ensinar foi apresentada no Supremo Tribunal Administrativo e aceite. Governo tem cinco dias para responder.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/01/suspensao-letiva-contestada-em-tribunal/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Maria Teresa Marques Canhão on 26 de Janeiro de 2021 at 18:30
    • Responder

    Dever-se-ia ter deixado no E@D, o 3º Ciclo e o secundário. Seria menos complicado e quiçá, teria a concordância de um maior número de pessoas. Escolas abertas com aulas presenciais, até aos 12 anos (6º Ano)? Sim!!!

    • Mira on 26 de Janeiro de 2021 at 18:35
    • Responder

    5 dias para responder ehehehehe

    quando responder ja estas ferias acabaram

    é so treta

    • Fernando, el peligroso de kas verdades. on 26 de Janeiro de 2021 at 19:39
    • Responder

    Se calhar até é um verdadeiro grunho, que está farto de aturar o seu petiz grunho e nem o consegue aturar. Precisa é vê- lo longe de si!
    Será que o anormal não percebe a situação em que se encontra o mundo?

    • Phill on 26 de Janeiro de 2021 at 20:59
    • Responder

    Mas ficou claro que os colégios podem oferecer aulas de apoio online. O que não pode é essas aulas contarem como dias letivos. O direito de aprender e ensinar não foi proibido, apenas não se considera a EAD como substituta ao sistema presencial oficial (ainda).

    • Carlos on 27 de Janeiro de 2021 at 11:31
    • Responder

    Ainda há pessoas que não perceberam a gravidade da situação em que nos encontramos. Ou ele pensa que a família dele também não vai apanhar COVID. Esta a precisar de dar uma voltinha pelos hospitais para abrir os olhos, porque isto não acontece só aos outros.

    • E.T. on 27 de Janeiro de 2021 at 14:33
    • Responder

    Pelos vistos não há só pais “grunhos”, como alguém disse! Também há pessoas como Maria Teresa Canhão (será docente?) que parece que parou no tempo…e ainda está com o discurso do fecha/não fecha para o 2º/3º ciclo ou para os “outros” !!!!!! NÃO TEM ACESSO A INFORMAÇÃO??? E porquê ainda esta fixação com os pequeninos???Sabe como funciona uma EB? Um JI???

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: