As Consequências (Óbvias) de uma Decisão Criminosa

Ex-Alt

Março 11, 2020 às 10:42 pm

Eu hoje tive que explicar a uma senhora investigadora com algum renome na sua área o quão perigoso seria não fechar as escolas. Até fiz um pequeno exercício de Sistemas Dinâmicos, com retroacção positiva pois, como é óbvio, o virus não fica nas escolas, é passado entre estudantes, para pais e mesmo avós. Como mais pais infectados, mais quarentenas, menor suporte médico, menor resposta dos serviços etc etc.E fecho inevitável de escolas quando chegar aos mil ou mais casos e ai estaremos na explosão.

A investigadora que defendia o não fecho de escolas, louve-se, percebeu tudo e disse com algum ar de pânico: “Mas porque não explicam isso a toda a gente?”

 

Estamos tramados com este nível de gestão…

Se eu fosse professor pedia atestado médico de 2 meses. Seria lindo se quase todos os fizessem…

 

PS:

Maria Pereira

Março 11, 2020 às 11:09 pm

Deve haver algo pior a circular do que o Covid-19… esta gente parece que está sob o efeito de substâncias nefastas, discute-se o fecho das escolas como se o que estivesse em causa fosse resolver os problemas pontuais de alguns elementos da comunidade, os outros países é que são uns irresponsáveis, por obrigarem a população a tomar medidas de contenção drásticas, como o fecho de escolas, serviços não essenciais, quarentena imposta, etc.

As escolas não podem fechar em Portugal, são centros de assistência social primordiais que, a fecharem, causarão a morte de muitos, não por Covid-19, mas por miséria social.

Enfim, que Nª senhora de Fátima,o senhor Santo Cristo dos Milagres e outros Santinhos da singela devoção portuguesa, afastem o vírus do rectângulo, estamos entregues a gente sem coluna vertebral, forte com os fracos, como sempre… Está tudo bem e controlado… 5 horas de espera em isolamento num automóvel, pessoas que vão às urgências escondendo factores de risco, porque não são atendidas na LS 24, infetados internados sem control viral, porque não vieram de zonas vermelhas…

Se isto não ficar como Itália dentro de 15 dias, será milagre, Fátima verá reposta a habitual peregrinação que agora parece que está em baixa económica!

Se ficar, dirão que tudo foi feito para evitar o descalabro, as pessoas é que não lavaram as mãos, nem seguiram as indicações da digníssima e competente autoridade da saúde.

Nem sei porque ainda somos surpreendidos pela crónica incompetência e desonestidade dos governantes.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/03/as-consequencias-de-uma-decisao-criminosa/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • J.F. on 12 de Março de 2020 at 0:00
    • Responder

    Concordo e como já mencionei, noutro blogue, a propósito do teatro de hoje (tarde e noite):

    Vergonhoso!!!
    A isto chama-se: ineficiência absoluta após horas e horas de convívio e troca de experiências ( só pode)!
    Zero, zero, zero! Nada de novo, tudo na mesma!
    Continuaremos à espera do crescimento exponencial e da exaustão (e doença) do pessoal hospital e incapacidade técnica e material de dar resposta!

    As denúncias de falta de equipamentos e materiais nos hospitais, de falta de condições de higienização adequada nas escolas onde nem sabão existe nas casas de banho dos alunos, de pessoas que a linha de saúde manda trabalhar ( quando as terceiras vias de infecção foram ultrapassadas), o pessoal que continua a chegar, nomeadamente, via aérea e marítima, sem qualquer controle,…

    Macau não serviu de exemplo… apesar das fortes consequências económicas que teve… Por cá, as consequências económicas e sociais (onde a corrupção engole o erário público) serão muito mais avassaladoras e dilatadas no tempo… e a incapacidade, dramática, de resposta já testemunhada na Itália, chegará cá… a esta pequenez de pequenos recursos!

    Mas… está tudo bem que as eminências é que sabem!

    • Amorim on 12 de Março de 2020 at 0:09
    • Responder

    Doentes /alunos com COVID 19 com poucos sintomas, sem aulas a conviver, em Shopping, bares,cafés,piscina ou praia como em algumas escolas em Portugal que já fecharam, por exemplo Felgueiras, o risco é ainda maior. Sem obrigação de quarentena , o COVID vai avançar como em Itália. Fechar as escolas só resolve o problema com obrigação de quarentena com controlo policial / ameaça de prisão, sair para a rua só em caso de necessidade urgente, esse é o problema. Basta ver as praias hoje em Portugal em certas zonas de Portugal.


  1. Que Bicharada.
    Os professores são mesmo zero para esta gente.
    “Como é que ficariam estes meninos. Ficariam com os pais ou um dos pais? (Exatamente). Ou com os avós que teria consequências muito piores dada a sua fragilidade”.
    Alguns dos professores do 1º ciclo, por exemplo, são mais velhos que os avós destes meninos, mas siga para a 1ª linha.
    As crianças são belos transmissores deste tipo de vírus, resistem aos sintomas e espalham-no com muita facilidade.
    Um bom exemplo do que os professores devem a este tipo de governantes.
    Vai ser bonito.

    • Chico on 12 de Março de 2020 at 0:17
    • Responder

    Gostava de levantar uma questão: há muitos docentes doentes crónicos, colocados por mobilade ou não, com funções letivas normais, ou não – que não vem para o caso -mas que estão, pela sua condição, mais expostos a quaisquer contágios. Como é que é? Devem, por sua iniciativa, meter atestado médico? … Devem aguardar estoicamente até serem contagiados? Haverá alguém que, no meio de tanto drama e tanta viagem de finalistas, se lembre deles?
    Quer queiramos, quer não, este é o panorama de muitas das nossas escolas.


  2. A avozinha palerma no seu melhor. Verifica-se que os locais onde foram encerrados serviços a disseminação foi controlada, mas esta iluminada acha que não.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: