5 de Março de 2020 archive

Orientações às Escolas para a elaboração do Plano de Contingência

 

Download do documento (PDF, 380KB)

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/orientacoes-as-escolas-para-a-elaboracao-do-plano-de-contingencia/

Aprovado D.L. da esmola de aumento de 0,3%

 

“Foi ainda aprovado o decreto-lei que atualiza a base remuneratória da Administração Pública e o valor das remunerações base mensais nela existentes.

Em cumprimento do Programa do Governo, que aponta para um aumento anual da massa salarial em torno dos 3%, as despesas com pessoal são reforçadas em 854 M€, em 2020, o equivalente a um aumento de 3,8% face a 2019. O referido acréscimo resultará, numa primeira fase, do impacto das medidas relativas ao descongelamento das carreiras, que se sentirá de forma significativa até 2020, do aumento do emprego público promovido nos últimos anos e do efeito extraordinário da reposição do tempo em algumas carreiras, que se concluirá em 2021.
Deste modo, os trabalhadores que aufiram a base remuneratória da Administração Pública ou cujo valor da remuneração base mensal se situe até ao valor do montante pecuniário do nível 5 da Tabela Remuneratória Única (TRU) terão, em 2020, uma atualização salarial de €10,00, sendo a remuneração dos trabalhadores que não se encontrem nesta condição atualizada em 0,3%. Estas atualizações são retroativas a 1 de janeiro.
Ao proporcionar melhores e mais dignas condições de trabalho e de vida aos trabalhadores de todas as carreiras e categorias que auferem remunerações mais baixas, o Governo está a contribuir para o reforço da coesão social e do combate à pobreza.”
Conselho de Ministros de 5 de março de 2020

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/aprovado-d-l-da-esmola-de-aumento-de-03/

Comunicado – Governo cria concursos especiais de ingresso no ensino superior através de vias profissionalizantes e especializadas

Governo cria concursos especiais de ingresso no ensino superior através de vias profissionalizantes e especializadas

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira, dia 5 de março, o Decreto-Lei que cria os concursos especiais de ingresso no ensino superior para os estudantes que tenham concluído o ensino secundário através das vias profissionalizantes e de cursos artísticos especializados.
O Decreto-Lei tem por objetivo a criação de uma nova via de ingresso para os estudantes que concluam o ensino secundário através de ofertas educativas e formativas profissionalizantes e de cursos artísticos especializados e que queiram frequentar o ensino superior, reduzindo, desta forma, as desigualdades que ainda persistem relativamente a estes estudantes no momento de ingressarem no ensino superior.
O Decreto-Lei prevê que os estudantes façam exames nas próprias instituições de ensino superior às quais se candidatam, tendo em vista avaliar se dispõem dos conhecimentos e competências consideradas indispensáveis ao ingresso e progressão no ciclo de estudos aos quais apresentem candidatura.
Atualmente 45% dos estudantes do ensino secundário frequentam as vias profissionalizantes e é propósito do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior valorizar a especificidade e identidade do ensino profissional, reequilibrando a igualdade de oportunidades no acesso ao ensino superior.
A medida agora proposta vem no seguimento dos desígnios do Governo, inscritos no Contrato de Legislatura, e que passam por alargar a base social de participação no ensino superior garantindo que até ao fim da Legislatura cerca de 40% dos estudantes do ensino profissional prossigam estudos no ensino superior, o que representa cerca de 10 mil inscritos até 2023. Isto significa mais do que duplicar o número de inscritos registado em 2017-18, altura em que o número se fixava em 4500.
O Decreto-Lei segue em linha com uma recomendação da OCDE aquando da avaliação aos sistemas de ensino superior, ciência, tecnologia e inovação, concluída em 2018, na qual aquela organização sugeriu que o sistema de acesso ao Ensino Superior se adaptasse à diversidade de estudantes provenientes do ensino secundário e ao tipo de competências dos mesmos, eliminando a desigualdade que atualmente se verifica entre os estudantes que realizam o ensino secundário na via científico-humanística e aqueles que o concluem através das vias profissionalizantes e de cursos artísticos especializados.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/comunicado-governo-cria-concursos-especiais-de-ingresso-no-ensino-superior-atraves-de-vias-profissionalizantes-e-especializadas/

SNS 24 mandou professora infetada ir trabalhar, diz diretor da escola da Amadora

Pelo que conheço deste diretor, ele não é de falar por falar…

SNS 24 mandou professora infetada ir trabalhar, diz diretor da escola da Amadora

“Foi-lhe aconselhado a vir trabalhar quinta e sexta-feira [dias 27 e 28], na segunda-feira de manhã a professora ligou para a escola a questionar o que faria [uma vez que só lecionava à tarde]. Eu assumi o risco de dizer à professora para não vir trabalhar enquanto não tivesse o resultado e ela a partir de segunda-feira não voltou a lecionar nesta escola”, afirmou o diretor da escola da Amadora tendo esta quarta-feira vindo-se a confirmar que esta estava infetada.”

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/sns-24-mandou-professora-infetada-ir-trabalhar-diz-diretor-da-escola-da-amadora/

Escola da Amadora onde trabalha professora com coronavírus foi evacuada e encerrada

Mais virão?

Escola da Amadora onde trabalha professora com coronavírus foi evacuada e encerrada

Uma professora da Escola Básica 2/3 Roque Gameiro, na Amadora, está infetada com coronavírus. A escola foi evacuada e encerrada esta quinta-feira.

A TSF avança que a mulher foi hospitalizada esta quarta-feira, que leciona a disciplina de Fisico-Química aos alunos do 7.º ano e que esteve de férias em Itália durante o Carnaval.

O blogue sabe de fonte segura que a escola se mantém aberta e em funcionamento.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/escola-da-amadora-onde-trabalha-professora-com-coronavirus-foi-evacuada-e-encerrada/

Funcionários das escolas estão desmotivados

 

Funcionários das escolas estão desmotivados mas sentem que trabalho é respeitado, diz estudo

Resultado: os trabalhadores sentem-se desmotivados. De norte a sul do país, 36,6% admitiram estar completamente desmotivados ou ter um nível motivacional baixo, enquanto 43,4% disseram estar mediamente motivados. “Apenas 19% apontou um nível motivacional elevado”, disse Lúcia Miranda.

Apesar da pouca motivação e salários baixos, a maioria sente que o seu trabalho é reconhecido por alunos, pais, professores e diretores. No entanto, “há 30% que considera que o seu trabalho não é respeitado por ninguém”, disse a autora do estudo e vice-presidente do STAEE da zona norte.

Para os investigadores, o perfil identificado no estudo apresenta um grupo de trabalhadores – mulheres, já com alguma idade e sobrecarga e desgaste profissional – que tendencialmente poderão vir a usufruir de baixas médicas e a necessitar de apoio médico e psicológico.

Os funcionários queixam-se também de não serem chamados a participar nas decisões que dizem respeito a alterações ao seu local de trabalho.

Lúcia Miranda deu como exemplos as mudanças de horário de trabalho, a mobilidade dentro da própria escola ou quando as autarquias decidem mudar um funcionário de uma escola para outra.

No total, “72,7% dizem não participar nas decisões. É uma percentagem muito elevado”, criticou a investigadora em declarações à Lusa.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/funcionarios-das-escolas-estao-desmotivados/

Medidas para acautelar a proteção dos trabalhadores da SS devido ao perigo do COVID 19

 

Download do documento (PDF, 285KB)

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/medidas-para-acautelar-a-protecao-dos-trabalhadores-da-ss-devido-ao-perigo-do-covid-19/

Os efeitos da municipalização perto de ti…

 

As escolas que já estão sob a alçada da gestão municipal, começaram a sentir os efeitos negativos da dependência decisória do executivo camarário. A aquisição de materiais e serviços estão condicionados pela vontade da autarquia, limitando o trabalho escolar. Um exemplo: o pedido para aquisição de produtos de desinfecção para mitigar a epidemia que está a decorrer, está a ser ignorado em várias autarquias sem justificação, ficando as escolas reféns da decisão politica de cada autarca. E não é só neste tipo de produtos mas em muitas outras necessidades para desenvolver o trabalho exigido no modelo curricular da flexibilidade e inclusão.

Se alguém ainda não tinha percebido os efeitos da descentralização/municipalização, então basta conhecer o que se está a passar nos concelhos em que as câmaras municipais assumiram a descentralização/municipalização da educação…

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/03/os-efeitos-da-municipalizacao-perto-de-ti/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog