11 de Fevereiro de 2021 archive

Um debate de professores para professores (a ver e ouvir)

 

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/um-debate-de-professores-para-professores-a-ver-e-ouvir/

Questionado sobre o Plano de Regresso às Atividades letivas…

 

… António Costa afirmou que é muito prematuro começas a discutir a abertura da sociedade.

Quase 5 minutos depois de discurso em circulo, não deixou de não dizer nada de concreto.

Mais tarde afirmou, “Afirmar, se vamos voltar à escola, antes da Páscoa, ou depois da Páscoa, é absolutamente prematuro.”

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/questionado-sobre-o-plano-de-regresso-as-atividades-letivas/

Confinados até ao final de março…

Não é um momento para começar a discutir desconfinamentos.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/confinados-ate-ao-final-de-marco/

Concurso externo extraordinário de vinculação de professores vai abrir na Madeira

 

Foi um compromisso assumido pela Secretaria Regional da Educação depois de reuniões com os sindicatos.

O referido concurso ainda não tem datas nem regras definidas, mas… vamos ver. Primeiro é necessário alterar o diploma de concursos para professores da RAM, depois logo se vê se se preconiza.

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/concurso-externo-extraordinario-de-vinculacao-de-professores-vai-abrir-na-madeira/

Rantanplan, ou a improvável caricatura do Ministro da Educação…

 

Nos últimos tempos, tem-me vindo ao pensamento a lembrança da imagem de uma personagem de Banda Desenhada que, pelo seu carisma e pelas características da sua personalidade, me consegue transmitir boa-disposição e me faz nutrir por si um carinho especial…

Falo de Rantanplan, fidelíssimo companheiro de aventuras de Lucky Luke, a quem, cruelmente (digo eu…), foi atribuído o epíteto de “cão mais estúpido do Oeste Americano”. Trapalhão, pouco inteligente, medroso, ingénuo, desprovido de faro e sempre esfomeado, são as suas principais características. Rantanplan é, assim, uma espécie de antítese de Herói ou, se se preferir, um Anti-Herói, mas, para mim, o espécime canino mais adorável de todos os géneros literários…

Por tudo o que se tem visto e ouvido por parte do actual Ministro da Educação, já não é possível levá-lo a sério, nem atender ao que é proferido por si…

Um Ministro que costuma estar “desaparecido” na maior parte do tempo; que tem uma presença incerta e que quando “aparece” profere declarações patéticas, não fundamentadas em factos científicos, mas atribuindo-lhe esse valor; que denota incapacidade de assumir erros cometidos ao nível interpretativo e ao nível executivo; que adopta uma postura de negação face às evidências provindas da realidade; que não prevê nem antecipa e que nunca apresenta soluções atempadas, mas apenas perspectivas meramente remediativas, à partida, condenadas ao fracasso; que tem melhor prestação ficando calado do que quando fala, não parece ser um Ministro corajoso, nem competente, nem verídico, nem credível…

Em suma, o lema deste Ministro parece ser: “sempre em frente, até ao precipício final…”

Um Ministro assim não pode deixar de fazer sorrir sarcasticamente a comunidade científica, mas também aqueles que tutela… A imagem do Ministro da Educação parece estar moribunda, insanável de enfermidades embaraçosas e confrangedoras…

 E isso também não pode deixar de ser qualificado como desconcertante, deprimente e até, de certa forma, perturbador… Nunca é agradável ver alguém, penosamente, a arrastar-se na lama…

Cumprir ordens ou decisões de alguém, apenas por via da imposição hierárquica e da ascendência política, não é o mesmo que genuinamente respeitar quem ocupa um determinado cargo…

Um Ministro deve ser alguém capaz de suscitar o respeito e de cativar a atenção de quem o rodeia, concorde-se ou não com as suas políticas. Um Ministro não pode ser uma mera caricatura, nem pode ser redutível a um alvo de piada fácil ou vexatória, nem ter uma imagem negativa irrecuperável junto daqueles que tutela…

Com o devido respeito institucional, se há uma caricatura do actual Ministro da Educação, essa caricatura corresponde ao Rantanplan, mas sem a boa-disposição e sem o carinho…

Este texto “ligeiramente satírico” tem como principal objectivo tentar aliviar a carga dramática do momento actual, mas não é, nem pretende ser, um ataque ad hominem. Não se pretende atacar a pessoa em si mesma ou o seu carácter, mas sim o seu desempenho governativo, profundamente errático, pleno de contradições, desastroso e atabalhoado, a fazer lembrar o comportamento habitual de Rantanplan…

Perante isso, não se compreende, e causa verdadeira perplexidade, o facto de o 1º Ministro manter, obstinadamente, a confiança política em alguém que, enquanto Ministro, já deixou de existir há muito tempo… Ou talvez nunca tenha existido… Que desígnios, porventura, insondáveis, terá o 1º Ministro? Ou será que também ele perdeu a noção do ridículo, consequência mais óbvia da sua arrogância?

Ao Ministro não resta outra alternativa a não ser demitir-se, a bem da sua própria dignidade e honra e a bem da preservação da sua imagem ou do que ainda possa restar dela… O seu tempo acabou, ainda que o mesmo possa não ter dado por isso… Alguém, bondosamente, o chame à razão…

Nota: E porque é de imagens caninas que se trata, devo dizer que a figura do 1º Ministro também me faz recordar, vagamente, a personagem Ideiafix, indissociável companheiro de Astérix e de Obélix, apesar de o Ideiafix ter um comportamento muito mais honesto, fiável e confiável do que o Chefe do Governo… Partilham apenas as ideias fixas…

Já eu, se tivesse uma caricatura de um cão da Banda Desenhada, estaria neste momento a tentar imitar o inigualável riso sarcástico e irónico de Muttley, apesar de me faltar o jeito…  

(Matilde)

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/rantanplan-ou-a-improvavel-caricatura-do-ministro-da-educacao/

Um suposto estudo COVID nas escolas de referência

 

Pelos vistos, os AO’s e professores de algumas escolas de referência andam a ser testados ao SARS-CoV-2. Até aí tudo bem.

A testagem teve início durante a interrupção letiva forçada de janeiro, com os alunos já em casa. Durante esta semana os mesmo, nem mais um, voltam a ser testados e terão de ser testado mais uma vez. Estas duas últimas vezes com alguns alunos nas escolas, mas em número muito reduzido.

Este suposto estudo está em curso, mas o mais estranho será, a ser verdade, que os intervenientes, leia-se testados, não têm conhecimento que estão a ser estudados. Não sei! parece-me estranho.

Estranhas deverão ser as conclusões. Se tivessem testado e estudado esta amostra enquanto as escolas funcionavam normalmente os resultados poderiam ser bem diferentes, mas as variáveis aplicadas o dirão…

Coisas mais estranhas já por aí foram vistas e ninguém se queixou.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/um-suposto-estudo-covid-nas-escolas-de-referencia/

Como o governo não cumpre os seus compromissos…

Outros intervenientes entram em ação.

O exemplo que aqui deixo é um entre muitos das autarquias por esse país a fora. Quando o poder local tem que se sobrepor às intenções do Estado Central…

Vivemos no país do desenrasque, cada um desenrasca-se como pode e aumenta as disparidades entre regiões e concelhos, mas o ME diz que faltavam componentes para fabrico dos, tais, equipamentos…

 

“O Município de Vila Nova de Paiva investiu no reforço do equipamento informático e de acesso à internet, para auxílio dos alunos no ensino à distância.
Os equipamentos anteriormente adquiridos, foram agora reforçados com a compra de mais computadores portáteis e kits de acesso à internet que serão cedidos, a título de empréstimo, aos alunos do Agrupamento de Escolas, que demonstraram a falta destes recursos para o acesso às aulas online.
Mediante as necessidades registadas e, em articulação com o Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Paiva, estes equipamentos serão distribuídos de forma célere.”

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/como-o-governo-nao-cumpre-os-seus-compromissos/

Mas quando é que chegam às escolas?

Anuncia-se a mesma coisa duas, três e mais vezes, mas, o que era interessante era abrir os concursos com a maior brevidade possível para que o novo rácio fosse cumprido.

 

Governo reforça escolas com mais dois mil funcionários

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/mas-quando-e-que-chegam-as-escolas/

Um “Balha-m’adeus” de horário…

Mas será que isto é norma?

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/02/um-balha-madeus-de-horario/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: