Quais as Escolas onde faltam mais professores?

Os Agrupamentos que mais horários solicitaram estão claramente concentrados nos QZP’s 7 (Lisboa e Vale do Tejo) e 10 (Algarve). Falamos apenas de horários acima de 8 horas, que não foram ocupados nas Reservas de Recrutamento.

O AE das Laranjeiras, em Lisboa, é aquele que mais horários solicitou (20 durante os 10 dias de outubro) e há um óbvio destaque da zona de Lisboa neste campo, mas também o Algarve aparece representado nas primeiras 12 posições (Silves e Portimão).

Parece evidente nesta lista a clara “hegemonia” das escolas dos QZP’s 7 e 10, mas a situação é ainda mais surreal ao percebermos que só a partir da posição 120º começam a aparecer as escolas do norte. (Clicar na tabela acima para ver o quadro completo)

Isto torna evidente que a falta de professores não se manifesta em todo o país da mesma forma. É verdade que há ainda milhares de professores no desemprego e que a norte a sua falta raramente se faz sentir, no entanto parece agora óbvio para todos que a sua escassez é uma realidade nalgumas regiões.

Mas desenganem-se aqueles que acham que esta escassez pode marcar uma mudança radical das políticas educativas:  se  não houver cedências, aproximação de posições e compromissos a médio prazo, assistiremos brevemente ao recrutamento “avulso” de professores sem qualificação; à ainda maior sobrecarga letiva dos restantes professores existentes nos Agrupamentos ou outros “mecanismos” que apenas afundarão ainda mais a classe docente e a Educação em geral.

Basta recuar poucos anos para se perceber como surgiu a componente de estabelecimento; os 1100 minutos; o fim de pares pedagógicos, estudo acompanhado e área de projeto… as possibilidades são inúmeras e a imaginação não tem limites quando toca a poupar no recrutamento de professores ou a  sobrecarregar os poucos existentes.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/10/quais-as-escolas-onde-faltam-mais-professores/

2 comentários

4 pings

    • ALEXANDRA on 10 de Outubro de 2020 at 18:48

    Por que será??? Alguém sobrevive com o nosso salário a pagar casa, ou duas, ou viagens?? Brincam eternamente connosco, mandam-nos imigrar, nunca tiveram professores desempregados, mas candidatos a…e agora o quê? Faltam?? Temos pena! Respeitem-nos! E deem-se ao respeito! Podendo….menos uma! Estamos velhos e cansados de tanta falta de tudo! Conseguiram o que sempre desejaram.. arruinar a Escola Pública! OBRIGADA estado democrático!

    • Ana on 10 de Outubro de 2020 at 18:51

    Não há falta de professores, há é falta de colocar os professores que todos os anos são contratados no quadro, ganhando assim o salário por inteiro.

    Professores escravos que pagam para trabalhar, tem de acabar.

  1. […] o blogue especializado em ensino DeAr Lindo, a Escola Básica 2,3 Professor Delfim Santos é, ao nível nacional, aquela que mais horários […]

  2. […] o blogue especializado em ensino DeAr Lindo, a Escola Básica 2,3 Professor Delfim Santos é, ao nível nacional, aquela que mais horários […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog no Facebook