O país do(s) (professores) Salário Mínimo

Entre 2015 e 2022, segundo o Ministério do Trabalho, o salário médio no país aumentará 10,1% (+96€) enquanto o salário mínimo nacional subirá 39,6% (+200€), o que determinará que o salário mínimo, em percentagem do salário médio, aumente de 53,1% para 67,3%. E isto admitindo que o salário mínimo nacional aumente para 705€ como anunciou o governo. Se subisse para 850€, aquela percentagem aumentaria para 81%.” (Eugénio Rosa)

Depois admiram-se que não haja pretendentes a professor?

Se se concretizar o aumento do SM para 850€ por mês, os trabalhadores indiferenciados terão ordenados mais elevados do que alguns constantes, neste momento, como ofertas de emprego no site do IEFP para engenheiros de várias áreas.

Os professores contratados com um horário de 18 horas levarão para casa um Salário Mínimo com todas as despesas inerentes à profissão de professor contratado. A falta de professores em algumas zonas do país pode ser justificada com este facto. Um professor para ganhar o Salário Mínimo arranja um emprego perto de casa onde as despesas são menores e está perto da família, não vai para Lisboa ou para o Algarve (ou para fora da sua zona de conforto) ser professor por amor à camisola.

Acho piada quando ouço os membros do ME dizer que querem valorizar a profissão docente e captar os melhores. O ME ou qualquer membro de outro ministério. A administração pública está a cometer o mais “profundo erro desta política de remunerações, com consequências dramáticas para inovação e modernização do país, e para o crescimento económico e desenvolvimento de Portugal. E isto porque sem trabalhadores altamente qualificados essa modernização e inovação, esse crescimento económico e desenvolvimento será impossível. Para além disso, o país despende uma parte importante dos seus recursos em formar nas universidades jovens altamente qualificados que depois o abandonam e vão contribuir para o desenvolvimento de outros países, porque não encontram no seu país remunerações e condições de trabalho dignas. O que está a suceder no SNS devia abrir os olhos aos políticos para esta realidade: os profissionais mais qualificados – médicos e enfermeiros – estão a trocar o SNS pelos grandes grupos privados de saúde, que os atraem oferecendo melhores remunerações e condições de trabalho, com o objetivo de degradar o SNS, o que estão a conseguir devido à inercia do governo e dos partidos políticos, para dominarem o setor de saúde.
Mas tudo isto passou à margem do debate do OE-2022, ou recebeu muito menos atenção e preocupação
que foi dada ao aumento do salário mínimo nacional, quando esta questão é, a meu ver, tanto ou ainda
mais importante que a subida do salário mínimo nacional em 40€ ou mesmo em 185€. E até porque uma
subida muito elevada do salário mínimo nacional, sem que aumentem os outros salários, agrava ainda
mais as distorções salariais.” (Eugénio Rosa)

A falta de professores agudizar-se-á nos próximos anos e as soluções serão as de contratação de qualquer outro profissional “à rasca” ou podemos, mesmo, voltar à contratação à saída do secundário… para esses já não será necessário justificar, apenas, o Salário Mínimo.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/o-pais-dos-professores-salario-minimo/

10 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • cunha on 7 de Novembro de 2021 at 20:29
    • Responder

    nao percebo como é que a atual “juventude” com mestrado e nao só, nao se mexe!!!!!

    ninguem sai á rua?

    • Rui on 7 de Novembro de 2021 at 21:28
    • Responder

    Que dizer dos gestores de empresas que ganham 52 vezes mais que os seus trabalhadores.

    • Maria on 7 de Novembro de 2021 at 22:12
    • Responder

    Eu deixei ensino e sou mais feliz!Ganho o ordenado mínimo mas estou ao pé de casa!Não trago trabalho para casa e não sofro malcriadices!

    • Maria on 7 de Novembro de 2021 at 22:14
    • Responder

    Em Lisboa paguei para trabalhar! Jurei nunca mais!

    • Jose Pereira on 7 de Novembro de 2021 at 22:21
    • Responder

    Professor Karamba… professor ????tenha vergonha….não sabe o diz!!!! Karamba…O seu pai quando o senhor nasceu deu-lhe o nome de Professor Karamba, só pode, porque para se ser professor é porque se ama o que se faz….não pelo o que se ganha….e fala quem sabe porque para o fazer tenho que ter outras fontes de rendimento….trabalha-se muito caríssimo….já agora se conseguir ler está resposta agradeça a todos os seus professores.
    JP

    • FL on 7 de Novembro de 2021 at 22:55
    • Responder

    Kamramba, outra vez a mesma merda?!!!!!!
    Sempre que publicasses essa merda deviam cancelar a mensagem. Já mete e metes nojo.

      • Sardão pró karamba on 7 de Novembro de 2021 at 23:24
      • Responder

      Deixa-o. Ele é feliz assim, ou seja, a postar aqui as postas de pescada depois de ter sido sardoado!

    • Sardão pró Karamba on 7 de Novembro de 2021 at 23:22
    • Responder

    Ó karamba, essa do + o cartão da ADSE é boa! Devias ter tirado a ideia do Cartão do Sardão, enfiado no teu rabo, de que és portador. Toma juízo!

    • 123oliveira4 on 8 de Novembro de 2021 at 2:36
    • Responder

    No teu entender, quanto é que achas que um professor devia ter de ordenado?

    • Adeus on 8 de Novembro de 2021 at 7:49
    • Responder

    Subsídio de alimentação;
    Professor, 104,94€;
    Funcionário do continente: 165,00€.
    🤣🤣🤣🤣
    Vai tu dar aulas, caramba.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: