18 de Novembro de 2021 archive

Passamos de professores a técnicos de educação e em regime de avença

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/passamos-de-professores-a-tecnicos-de-educacao-e-em-regime-de-avenca/

Quem quer ser professor?

É preciso que a profissão seja atractiva, sob pena de serem cada vez menos os que a querem. É preciso que quem está nas escolas não seja esmagado pela burocracia e haja condições efectivas para ensinar, sobretudo em zonas mais desfavorecidas e com mais problemas sociais.

Quem quer ser professor?

O estudo que o Ministério da Educação apresentou nesta quarta-feira é um murro no estômago: em dez anos, 39% dos professores vão reformar-se. Precisaremos de mais de 34 mil profissionais, no mínimo, até ao ano lectivo 2030/31, já contando que também haverá uma redução do número de alunos nas escolas, fruto da quebra de natalidade dos últimos anos. No ensino pré-escolar, o cenário é tão grave quanto isto: seis em cada dez educadores actualmente no activo estarão aposentados em 2030.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/quem-quer-ser-professor/

44 ofertas ativas de AEC no site da DGAE, fora o resto…

 

A falta de professores há muito que chegou às AEC, mas ninguém fala disso.

A Tasck-force da DGAE e da DGESTE também irão tratar desta falta de professores (em muitos caso considerados técnicos)?

O problema está muito bem identificado. Os horários são reduzidos, neste momento na plataforma estão no intervalo entre 1 e 10 horas, e consequentemente o vencimento é inferior ao ordenado mínimo. Os horários disponíveis não se conjugam com os de docentes que poderiam querer acumular (só até 6 horas para horários completos).

Os alunos ficam entregues a assistentes operacionais (sempre fica mais barato) o que prejudica não só os mesmos como o trabalho a ser desenvolvido e da competência das assistentes operacionais. Cria desigualdades atentando contra a equidade de que tanto se fala (mas só se fala).

Por aqui se vê qual o problema que se vive nas escolas de todo o país, faltam professores para tapar buraquinhos com horários reduzidos, ordenados reduzidos e difíceis de conjugar com outras atividades profissionais que permitam uma sobrevivência digna de qualquer ser humano (os professores também são humanos para espanto de muitos).

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/44-ofertas-ativas-de-aec-no-site-da-dgae-fora-o-resto/

A violência continua… e o ME assobia. Quando acontecer o pior, acordará.

 

A PSP e os bombeiros foram acionados, pelas 15h58 desta quinta-feira, para a escola EB 2/3 General Humberto Delgado, em Santo António dos Cavaleiros, devido à ocorrência de distúrbios entre duas alunas.

Fonte dos bombeiros disse ao CM que as duas menores se envolveram em agressões mútuas, e sofreram ferimentos.

Ambas foram transportadas para as urgências do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures.

A PSP enviou vários carros-patrulha para o local, e terá elaborado expediente deste confronto entre alunos.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/a-violencia-continua-e-o-me-assobia-quando-acontecer-o-pior-acordara/

Pré-aviso de greve às horas extraordinárias de 22 a 26/11

 

 Pré-aviso de greve às horas extraordinárias

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/pre-aviso-de-greve-as-horas-extraordinarias-de-22-a-26-11/

Número de docentes em funções no ano letivo de 2018/19 e evolução dos que permanecem ativos por ano letivo

Uma queda acentuada do número de docentes que advém da sua estrutura etária envelhecida com muitos docentes próximos da idade de reforma dos 66 anos. Segundo o Perfil do Docente de 2018/19 (DGEEC, 2020b), a idade média dos docentes no sistema público era de 54 anos na educação pré-escolar, de 48 no 1º CEB, de 51 no 2º CEB e de 50 no 3º CEB e ensino secundário. Excetuando o 1º CEB, nos restantes ciclos de ensino a percentagem de docentes com mais de 50 anos era de mais de 50%.

Número de docentes em funções no ano letivo de 2018/19 e evolução dos que permanecem ativos por ano letivo

 

Estas projeções indicam o seguinte:
a) dos 8.189 educadores na educação pré-escolar em 2018/19, estimamos que apenas 3.200 não se terão reformado até 2030/31, ou seja, uma redução de cerca de 61%;
b) no 1º ciclo do ensino básico, dos 24.167 docentes em 2018/19, apenas 16.726 estarão ainda ativos em 2030/31, ou seja, uma redução de aproximadamente 31%;
c) no 2º ciclo, dos 18.709 docentes em 2018/19, apenas 10.192 ainda não se terão reformado até 2030/31, correspondendo a uma queda de 46%;
d) para o 3º ciclo e ensino secundário, dos 61.095 docentes em 2018/19 apenas para 37.736 permaneceram ativos até 2030/31, uma queda de 38%.
e) quanto aos docentes de Ensino Especial, Língua Gestual Portuguesa e Educação Moral e Religiosa, do pré-escolar ao ensino secundário, dos 8.209 destes docentes em 2018/19 apenas não se terão reformado 5.547 em 2030/31, uma queda de 32%.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/numero-de-docentes-em-funcoes-no-ano-letivo-de-2018-19-e-evolucao-dos-que-permanecem-ativos-por-ano-letivo/

Projeções da evolução do número de alunos até 2030

 

Observamos, Estudo de diagnóstico de necessidades docentes de 2021 a 2030, que:
a) Na educação pré-escolar, o número de alunos entre 2018/19 e 2030/31 manter-se-á relativamente constante acima dos 121 mil alunos resultante da evolução demográfica observada recentemente e aquela que é projetada para os anos incluídos nesta análise.
b) No 1º ciclo do ensino básico, prevê-se que o número de alunos, após uma queda inicial que deverá durar até 2022/23, estabilize em valores próximos dos 290 mil, chegando a 285.631 alunos em 2030/31, equivalente a uma queda de cerca de 11% face a 2018/19.
c) No 2º ciclo do ensino básico, prevê-se que o número de alunos desça dos 176.287 observados em 2018/19 para cerca de 151.570 em 2030/31, o que corresponde a uma queda de 14%.
d) Os alunos matriculados no 3º ciclo do ensino básico e no ensino secundário deverão descer dos 512.597 registados em 2018/19 para 402.074 em 2030/31. Tal corresponde à maior queda prevista, em cerca de 22%.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/projecoes-da-evolucao-do-numero-de-alunos-ate-2030/

Necessidades de recrutamento cumulativas de novos docentes em Portugal Continental, 2021/22 a 2030/31

As necessidades de recrutamento anuais de novos docentes vão-se intensificar ao longo do período nove anos, sendo de 3.050 em 2021/22 e de 4.107 em 2030/31

 

 

Necessidades de recrutamento anuais de novos docentes em Portugal Continental, 2021/22 a 2030/31

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/necessidades-de-recrutamento-cumulativas-de-novos-docentes-em-portugal-continental-2021-22-a-2030-31/

Estudo de diagnóstico de necessidades docentes de 2021 a 2030

 

Estudo de diagnóstico de necessidades docentes de 2021 a 2030

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/estudo-de-diagnostico-de-necessidades-docentes-de-2021-a-2030/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: