Chumbo dos irmãos de Famalicão dependente da ‘boa vontade’ do Ministério

 

Alunos podem recuar um ano na segunda-feira. Pais ponderam apelar a Brandão Rodrigues que repense a decisão (mas de boas vontades está o inferno cheio)

Chumbo dos irmãos de Famalicão dependente da ‘boa vontade’ do Ministério

mais velho tem 15 anos e frequenta o 10º ano, o mais novo tem 13 e iniciou o 8º no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, em Vila Nova de Famalicão. Mas as matrículas destes dois irmãos são provisórias. Estiveram até agora seguras por arames legais, providências cautelares que suspenderam o chumbo de ambos desde o ano letivo de 2018/2019 por faltas não justificadas à disciplina obrigatória de Cidadania e Desenvolvimento, que não frequentaram por decisão dos pais, que alegaram objeção de consciência. Falhado o último pedido apresentado no Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Braga, ontem a retenção dos adolescentes ditada pelo Conselho de Turma voltou a estar ativa, implicando o regresso do mais velho ao 9º ano e do mais novo ao 7º.

Na segunda-feira, em teoria, serão esses os anos que os dois irmãos irão frequentar. “Eu diria que sim, que vão recuar mesmo”, confirma ao Expresso João Pacheco Amorim, o advogado da família, atestando que a posição do seu constituinte não mudou. Ainda vai apresentar um recurso à recusa da última providência cautelar, mas este não tem efeito suspensivo (a não ser que a juíza o determine, por razões imperiosas), não travando a decisão. “Abre-se assim a possibilidade de a escola executar o seu próprio ato. A partir de segunda-feira a direção da escola pode fazer o que quiser.”

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/11/chumbo-dos-irmaos-de-famalicao-dependente-da-boa-vontade-do-ministerio/

11 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Dário Tavares on 7 de Novembro de 2021 at 8:39
    • Responder

    Democracia portuguesa séc. XXI : Qualquer aluno pode transitar de ano reprovado a várias disciplinas, mesmo que sejam português, matemática, etc. Mas se reprovarem à disciplina do regime, mesmo com 5 a tudo, mesmo com um comportamento exemplar reconhecido pelo Conselho de turma, mesmo com os professores a reconhecer que são bons cidadãos e solidários, não podem passar de ano. O regime não deixa! Há diferença para o regime de Salazar? Sim na altura havia Ministro da Educação :Veiga Simão

    • JOSE FERREIRA on 7 de Novembro de 2021 at 11:30
    • Responder

    Para sua informação: nenhum aluno pode transitar de ano com excesso de faltas a qualquer disciplina.

      • EMRC vs Currículo on 7 de Novembro de 2021 at 11:55
      • Responder

      Muito bem.

      Por outro lado, abria-se a “panela de pandora” e qualquer papá poderia entender que o seu rebento não necessitaria da disciplina de Mat ou outra qualquer do currículo ,pois estaria condicionada à liberdade de escolha do EE … passe o exagero.

        • Dário Tavares on 7 de Novembro de 2021 at 12:36
        • Responder

        Salazar concordaria consigo.
        Obrigado pela correcção quanto às Faltas. Tanto quanto sei os alunos que faltam têm de ser submetidos a um trabalho para mostrar que recuperaram. Sabe se foi o caso?
        Sabe de alguém que tenha reprovado por faltas excessivas a EMRC? Não acha ridículo reprovar alunos que têm nível 5 a tudo? Não acha ridículo reprovarem a uma disciplina que pretende ensinar a viver e ser solidário em sociedade quando os professores são os primeiros a testemunhar que eles são cidadãos exemplares?

          • Maria on 8 de Novembro de 2021 at 22:56

          Não acho ridículo, ridículo seria o contrário. Pode recuperar faltas quando ultrapassa o limite máximo, mas … não pode voltar a faltar.
          Este País precisa de perceber que a lei é para cumprir.

          • Dário Tavares on 9 de Novembro de 2021 at 7:27

          Já percebi Maria a sua ideia. A lei é para cumprir. Chumbando alunos com 5 os políticos corruptos que nos desgovernam vão aprender que a lei é para cumprir e vão corrigir-se é devolver tudo o que roubaram

    • Mila on 7 de Novembro de 2021 at 12:29
    • Responder

    Na minha escola tudo passa com 5 negativas.
    Na minha escola qualquer cigano com 200% de faltas passa de ano.

    Quem falta á disciplina promovida pelo Tiago e pelo João Costa ,Chumba.

    • A César o que é de César. on 7 de Novembro de 2021 at 15:08
    • Responder

    Foi pouco inteligente ou pura casmurrice por parte do EE.
    Se assim fosse , eu como professor do E.Sup.de Finanças, podereria achar que o meu filho não teria que ter aulas de Economia no E. Sec. pois, ninguém melhor que eu explicar-lhe a Economia segundo a minha ideologia política.

      • Dário Tavares on 7 de Novembro de 2021 at 18:06
      • Responder

      Ou será casmurrice idiológica do ministro(?) da educação, que devia ser idiologicamente neutro? Ou casmurrice da constituição com os deveres e direitos que dá aos pais? Ou da carta universal dos direitos humanos?

    • Valentim Meireles on 7 de Novembro de 2021 at 22:10
    • Responder

    Se se pensa que vivemos em democracia é melhor tirar o cavalinho da chuva!
    Ditadura Maçónica, amoral e imoral, pura e dura!

    • BB on 9 de Novembro de 2021 at 10:03
    • Responder

    TANTA CIDADANIA E nunca HOUVE TANTO ÓDIO NEM TANTA INTOLERÂNCIA como agora e não vejo que isso tenda a diminuir, antes pelo contrário. MALDITA CIDADANIA e malditos sejam todos quantos a apregoam. DEIXEM LÁ essas crianças e esses pais em paz. Tenham moral e valores , pois e isso o que nos faz falta.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: