Uma proposta de alteração do ECD – Albrto Veronesi – VozProf

 

E Se Alterássemos O ECD?

Como sabemos, poderá estar para breve a revisão das carreiras especiais, onde se enquadra a dos professores. A principal premissa para que a queiram rever é perigosa porque vai no exato caminho da poupança na Educação e da desvalorização da profissão. Em primeiro lugar importa perguntar que medidas tomar para que os professores que estão no sistema não desistam da profissão? Melhorar a carreira quer na sua progressão, quer nos seus vencimentos, democratizar e desburocratizar a escola, valorizando a profissão docente. Serão estas as principais medidas a adotar? Acredito que sim. Sobre a carreira docente gostaríamos  de dar o nosso contributo.

Democratizar a escola: todos os cargos de chefia, médias, intermédias e de topo, nas escolas, deveriam ir a sufrágio direto. A comunidade escolar deveria poder eleger o seu diretor, o seu coordenador de departamento, o seu coordenador de escola, desde que estes fossem elegíveis, tendo a formação académica e de anos de experiência requeridos para o cargo a que se candidatem.

Finalmente relativamente aos escalões propunha 6 escalões de seis anos, com algumas nuances para os monodocentes. Haveria avaliação, num modelo a definir, séria, justa e reflexiva, que não interferiria com a progressão, mas que deveria ter em conta a melhoria de práticas do docente assim como o contributo de cada um numa escola que se deseja aprendente. Para atrair/manter os professores, que são das classes mais academicamente preparados, a carreira remuneratória devia ser revista em alta.

Suplementos Sub Diretor, coordenadores de departamento e de escola – 470€

Suplementos Diretor – 640€

Finalmente a redução da componente letiva:

Monodocência Escalão Regime Normal
25 1.º 2290€ (6 anos) 22
25 2.º 2415€ (6 anos) 22
25 3.º 2795€ (6 anos) 22
20 4.º 3175€ (6 anos) 18
16 a) a) 5.º 3555€ (4 anos) 

b) 5.º 3555€ (6 anos)

16 b)
16 a) a) 6.º 3835€ (4 anos) 

b) 6.º 3835€ (6 anos)

14 b)

A equipa VOZPROF

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/10/uma-proposta-de-alteracao-do-ecd-albrto-veronesi-vozprof/

12 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Trocatintas on 19 de Outubro de 2020 at 13:38
    • Responder

    Mais alterações? Não, obrigado!
    Durante os últimos 30 anos, cada alteração feita até hoje no ECD só serviu para estragar!
    Cumpra-se o existente e não se inventem manobras para não aplicá-lo ou deturpá-lo, como tem sido feito nas duas últimas décadas.

    • Tio on 19 de Outubro de 2020 at 14:20
    • Responder

    delírios esses aumentos de salarios…

    coloquem mas é os pseudo-contratados no quadro , fixem os profs qzp nos seus qzps e retirem a barreira de acesso ao 7º escalão

    • SapinhoVerde on 19 de Outubro de 2020 at 14:39
    • Responder

    Não seria mau… Mas os suplementos remuneratórios são um insulto a quem quer trabalhar, seria preferível atribuição de horas, já que Coordenador de departamento, coordenador de curso, diretor de turma, e outros cargos … exigem tempo e se formos pelo aliciamento monetário, já estou a ver o filme, o que interessa é receber, e não interessa se cumpriu ou não.

    • Carla B on 19 de Outubro de 2020 at 14:53
    • Responder

    Francamente, não consigo entender este desejo de mudança. O estatuto está ok, necessita é de ser cumprido. Deveríamos, sim, investir as nossas energias na exigência de condições para prestarmos um serviço de qualidade. Com informática e rede net obsoletas, 28-30 alunos por sala e e indisciplina consentida será difícil motivar novos docentes e preservar os que temos…

    • Atento on 19 de Outubro de 2020 at 15:23
    • Responder

    ——————-
    ———————————-

    O Estatuto da Carreira Docente (ECD) vai sofrer alterações.

    A alteração mais importante é ACABAR (de vez) COM A CARREIRA UNICA.

    Os docentes do Ensino Secundário devem ter uma Carreira Autonoma. Não faz qualquer sentido estarem na mesma carreira das BABAS (ex-AMAS e agora educadoras das infancias), Professores Primários (ex-Regentes Escolares e agora professores do 1º ciclo).

    CARREIRAS DISTINTAS……..

    Em todos os Países da Europa desenvolvida não existem carreiras unicas a não ser nos autocarros…..

    CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..CHEGA!……..

    ———————
    —————————————————–

    • maria on 19 de Outubro de 2020 at 15:31
    • Responder

    O ECD contém várias aberrações, sendo urgente a sua revisão :

    a) desde logo a definição do conceito de professor .
    A quem poderá ser outorgado esse título profissional? Neste momento, a todo o bicho- careta : seja doutor ou tenha a 4ªclasse; limpe o rabinho a meninos ou ensine matérias de grande complexidade; tenha o trabalho de preparar aulas , corrigir testes , ter responsabilidades nos resultados ou guarde crianças NEE ; opere com bolas e bolinhas ou ensine verdadeiramente ; “ensine” em disciplinas de carácter lúdico ou em disciplinas onde é necessário o saber e envolva responsabilidades . E por aí fora. Todos podem ser tratados por … professor !

    b) rever o estatuto remuneratório, adequando-o às funções ou níveis descritas em a) . Actualmente, quem não estudou foi premiado, quem estudou lixou-se ( vejam o escalão onde estão posicionados os madraços). Carreira única .. . única no mundo. Só em Portugal !

    c) as funções de director, avaliador, coordenador disto-e-daquilo, ficarem reservadas aos professores com elevadas qualificações e não a qualquer ” professor”, como hoje acontece.

    d) e por aí fora…

    • Manuel on 19 de Outubro de 2020 at 15:41
    • Responder

    É simples. Voltar ao ECD anterior ao que está em vigor. Primeira redução aos 40, 36 anos de carreira.

    • Professor on 19 de Outubro de 2020 at 16:46
    • Responder

    Ganhem juízo! Cada mudança foi em nosso prejuízo! Aconteceu como diz a Maria.

    • Diretor on 19 de Outubro de 2020 at 18:29
    • Responder

    Democracia nas escolas ?! Nem pensar!!
    Eu tenho tudo controlado com meia dúzia de lacaios no CG.

    • cel on 19 de Outubro de 2020 at 20:34
    • Responder

    Ó ATENTO…
    porque é que ainda vive no passado?
    tem estado muito desATENTO à passagem do tempo
    os regentes têm agora 80 e 90 anos, já estão reformados há anos
    as babás são brasileiras
    As amas são da S.C.Misericórdia
    Que coisa… sempre com a mesma conversa

    • gin on 19 de Outubro de 2020 at 21:42
    • Responder

    O Atento deve andar desatento…tem colegas primários (ou do 1ºciclo como lhes quiser chamar) que lhe dão 10 a zero …mas 10 a zero limpinhos quer em matemática , português, ciências, música, expressão motora, cidadania, direção de turma, TIC, pedagogia, educação inclusiva, artes, psicologia, coordenação, direção de turma, vigilância de intervalos, vigilância de almoço, formação…!
    Já agora..um prof de Ed. Física do secundário deve ganhar o mesmo que o prof de Física e Química? O prof. de Matemática deve ser o que deve ganhar mais…mas de longe…tou-me a marimbar para esses burros que ensinam artes. É que pelo seu raciocínio…ahahaha!

    • Isabel Bastos on 20 de Outubro de 2020 at 13:10
    • Responder

    Concordo que o ECD seja alterado, de modo a diminuir as descriminações, que o regulamento seja igual para todos os profissionais de educação. Que seja um ECD com rigor e que não seja regulamentado em função de duas interpretações. O ECD devia abranger todo o pessoal docente, que leciona para mais de 20 anos ou menos, quer sejam do quadro ou contratados.
    O artigo 79º do ECD prevê a possibilidade do pessoal docente beneficiar de redução de componente letiva, contudo apenas se aplica a professores do quadro. Sabemos à partida que há muito pessoal docente contratado, exausto, devido ao elevado número de turma, com 50 anos e com mais de 15 anos tempo de serviços, em que o artigo 79º não se aplica a eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: