Nota de Imprensa: Secretarias das Escolas – SINAPE

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/10/nota-de-imprensa-secretarias-das-escolas-sinape/

14 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • AT vs AO on 15 de Outubro de 2020 at 14:19
    • Responder

    Muito bem.
    Há quem tenha como habilitações o mestrado ou a licenciatura pré-bolonha para processar salários e facturação em programas informáticos.
    A exigência de conhecimentos técnico é cada vez maior e ,no entanto, a diferença de vencimento para os AO , nalguns casos, não chega a uma centena de euros.

    • Ana on 15 de Outubro de 2020 at 16:32
    • Responder

    Este espaço é um blog para docentes?

    • Professora DT on 15 de Outubro de 2020 at 17:40
    • Responder

    O “pessoal da secretaria” deixou de ser necessário, pois agora o trabalho burocrático é quase todo feito pelos professores, gente abnegada. Sobretudo pelos diretores de turma, que somam à profissão que escolheram a outra que lhes é imposta (de administrativo), auferindo apenas um vencimento.
    Digam lá se quem manda nisto tudo não sabe viver…

    • Atento on 15 de Outubro de 2020 at 18:41
    • Responder

    ———
    ——————————

    Uns anos atraz quem tirava as faltas eram os “continuos” (agora assistentes operacionais)…..agora quem tira as faltas e faz todo o trabalho administrativo são os professores.

    Uns anos atraz quem fazia o Serviço de Matriculas eram os funcionários das Secretarias…….agora quem faz esse trabalho são os Professores……

    Sei que estar um dia todo no Facebook e ir tomar uns cafés é desgastante e, de facto, não são necessários tantos conhecimentos académicos.

    Sei que pouco falta para serem os Professores a limparem as Salas de Aula…….

    E por aqui me fico……

    ————-
    —————————————-

    • Leandro on 15 de Outubro de 2020 at 18:56
    • Responder

    Uns anos atrás as pautas dos cursos profissionais eram geradas e manobras na secretaria , hoje são os DTs.

    • Ana on 15 de Outubro de 2020 at 19:19
    • Responder

    Engraçado tanto professor(a) a opiniar e com comentários de baixo nível, mas quando em coisas simples e de dever do seu conhecimento recorrem aos asssistentes administrativos. Dou como exemplo uma falta ao serviço é dever geral conhecer a legislação, no entanto chegam à secretaria e questionam qual o artigo que coloco. Outro exemplo, quando mudo de escalão. Preciso fazer um requerimento, não me arranja um modelo.
    Podia enumerar muito mais, mas coitados alguns tem 15, 20 ou 22 horas letivas por semana, fartam-se de trabalhar…

    • mila on 15 de Outubro de 2020 at 20:47
    • Responder

    Ana, os administrativos públicos tem essa função, esclarecer os seus clientes. Ou deixou de existir serviço de atendimento de balcão?

    • Lita on 15 de Outubro de 2020 at 20:50
    • Responder

    ana , quando vais ás finanças, cartório, seg. social, etc, não fazes essas perguntas no guichet de atendimento?

    • N. Ribeiro. on 15 de Outubro de 2020 at 22:02
    • Responder

    Alguns AT incompetentes deveriam ser substituídos por professores descontentes.

    Burocracia acima da pedagogia.

    • Nuno on 15 de Outubro de 2020 at 23:20
    • Responder

    Mal pagos é pouco!
    Ouvem professoras com manias de ” senhoras de nariz empinado “( quais marquesas do tempo em que Paris fervilhava de perucas e pó de arroz.)
    Atendem aos pedidos dos Exmos. Srs. Diretores e afins .
    Processam tabelas a toda a hora.
    Fazem arquivo.
    Atendem alunos e EEs.
    Lidam com salários, faturas e encomendas.
    Trabalham mais de 35h semanais e só ganham à volta de 650€…..!
    Fizessem greve e viam o poder q têm!

    • Carlos on 15 de Outubro de 2020 at 23:28
    • Responder

    Eu acho que deviam fazer greve.

    • Professora DT on 16 de Outubro de 2020 at 12:29
    • Responder

    Nuno, eu também faço isso tudo, mas andei seis anos a qualificar-me para ser professora. Os cortes de pessoal nas secretarias tiveram o objetivo de poupar ao estado, transferindo muito trabalho para os professores, e isso ninguém contesta (mais uma vez, onde andam os sindicatos?).
    Não estou contra os AT, pelo contrário. Devia haver muitos mais, para que o seu trabalho não estivesse a ser feito pelos docentes, sobretudo os DT.

    • Maria on 17 de Outubro de 2020 at 13:07
    • Responder

    É lamentável tanta opinião negativa relativa aos AT. Sou AT há 26 anos, adoro o que faço e tenho brio nisso. É triste meterem-nos todos no mesmo saco. Meu vencimento não chegou ainda aos 800 euros e nao vejo jeito de chegar. E na minha escola as matrículas continuam a ser feitas por nós. Cada escola terá a sua organização e não é culpa dos AT. Assim como podem haver AT menos competentes ou menos simpáticos, também existem professores assim. Não entendo é este sentimento de discriminaçao por parte dos professores para com os AT. Um sistema tem conexões entre os vários subsistemas os quais são, per si, interdependentes. Discriminar um ou vários subsistemas é dar tiros nos pés e correr o risco de sangria. Neste caso da sangria das escolas dando argumentos para a criação de serviços excedentes.

    • Elisabete on 22 de Outubro de 2020 at 15:30
    • Responder

    Subscrevo o que a minha colega disse.
    Bravo!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: