Aumento de restrições. Critérios e medidas do governo de combate à pandemia

Foram anunciados pelo primeiro ministro as seguintes medidas e critérios:

Critério geral de ECDS: 240 casos/100.000 habitantes nos últimos 14 dias (121 conselhos neste momento, lista revista a cada 15 dias. Lista disponível em covid19estamoson.gov.pt)

– Exceção para surtos localizados em concelhos de baixa densidade populacional

Para os concelhos considerados de alto risco as medidas são:

  • Dever cívico de recolhimento domiciliário
  • Desfasamento de horários obrigatório
  • Encerramento de todos os estabelecimentos comerciais a partir das 22 horas
  • Eventos e celebrações limitados a 5 pessoas
  • restaurantes encerram às 22:30h
  • Teletrabalho obrigatório quando possível

 

Estas medidas entram em vigor a 4 de novembro com reavaliação quinzenal.

Estes 121 concelhos abrangem 70% da população residente no país.

“É fundamental manter a economia a funcionar”

“É fundamental manter as escolas abertas”

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/10/aumento-de-restricoes-criterios-e-medidas-do-governo-de-combate-a-pandemia/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Rosinha on 31 de Outubro de 2020 at 20:21
    • Responder

    Já lias medidas todas. O Costa só pode estar a gozar. Não são medidas nenhumas. São apenas medidas políticas.
    Que nojo!

    • pretor on 31 de Outubro de 2020 at 21:15
    • Responder

    Estou a ouvir o Costa e é surreal.
    A única medida é restaurantes a fechar ás 22:30 para alguns concelhos.

    Escola tudo corre bem…diz ele.

    A solução para o Costa é instalar a app , lavar as mãos e usar a máscara. Ponto final parágrafo .

    Nota : profs não podem fazer teletrabalho.

    • Ana on 31 de Outubro de 2020 at 21:19
    • Responder

    Alguém me explica onde dormem e vivem os miúdos que frequentam as escolas?
    Alguém me explica se nas escolas só trabalham alunos?

    Alguém me explica pq é que as cantinas com cento e tal pessoas sem máscara são herméticas ?

    Alguém me explica pq é que salas super mal ventiladas com 28/30 alunos + prof, são seguras?

    • zaratrusta on 31 de Outubro de 2020 at 21:27
    • Responder

    Costa coloca toda a gente a salvo menos os professores, alunos e funcionários das escolas. Não sei porquê, mas as escolas começam a parecer-me campos de concentração.

    • PROFET on 31 de Outubro de 2020 at 23:32
    • Responder

    Enfim, a mesma m* de sempre. Cambada de retardados, negligentes e criminosos. Só quando o SNS entrar em rotura é que irão fechar as escolas. Vão pagar bem caro! Estas medidas que delinearam não irão diminuir as transmissões, porque elas estão a acontecer, claramente, dentro das nossas escolas e, de dentro para fora e de fora para dentro.

    • Nascimento on 1 de Novembro de 2020 at 1:08
    • Responder

    Quando enunciam os perigos de contágio, os especialistas evitam referir as escolas e quem as frequenta e lá trabalha, é como se não existissem; estranhamente, os jornalistas também não cumprem a sua função ao não os interrogarem sobre o assunto; e para o primeiro ministro, ministro da educação e autoridades de saúde está tudo a correr bem nas escolas. Aliás, o primeiro-ministro só referiu as escolas já em tempo de respostas aos jornalistas.
    Às vezes penso que, para toda essa gente, os professores e funcionários não contam para nada, querem é livrar-se dos filhos, ficarem descansados no seu teletrabalho e que os aturem nas escolas.

    Claro que se sabe que tudo isto é política, os jornalistas vão atrás, etc. Mas os médicos, os epidemiologistas, os virologistas e quejandos não terão obrigação ética de dar informação fidedigna, de alertar para os perigos, doa a quem doer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: