A lista de escolas com casos COVID 19 da Fenprof

Neste momento, a FENPROF já identificou e confirmou a existência de casos de Covid-19 nos seguintes 122 estabelecimentos (106 públicos e 16 privados), distribuídos por 66 concelhos:

Bragança:

  1. AE Emídio Garcia

Vila Real:

  1. AE Diogo Cão (EB do Prado, Ferreiros)

Valença:

  1. AE Muralhas do Minho

Monção:

  1. AE de Monção

Ponte de Lima:

  1. AE António Feijó

Viana do Castelo:

  1. AE Monte da Ola; AE de Paredes de Coura;
  2. AE Santa Maria Maior;
  3. AE de Monserrate

Braga:

  1. AE D. Maria II;
  2. EB1 de São Mamede;
  3. Colégio Luso Internacional de Braga;
  4. EB de Lamaçães;
  5. EB de Tenões

Famalicão:

  1. EB de Gavião

Guimarães:

  1. Escola Secundária Francisco de Holanda;
  2. EB 2.3 Egas Moniz;
  3. EB 2.3 Caldas das Taipas

Barcelos:

  1. EB 2.3 Abel Varzim;
  2. Centro Infantil de Barcelos

Felgueiras:

  1. Centro Escolar da Lixa;
  2. Escola Secundária da Lixa

Lousada:

  1. Centro Escolar de Lustosa;
  2. EB 2.3/S de Lustosa;
  3. Escola Secundária de Lousada

Lourosa:

  1. JI de Fonte Seca;
  2. EB1 de Fonte Seca

Marco de Canavezes:

  1. Jardim de Infância de Alpendurada

Santo Tirso:

  1. AE D. Dinis

Póvoa de Varzim:

  1. Centro Social Bonitos de Amorim;
  2. Colégio de Amorim

Vila do Conde:

  1. AE Frei João;
  2. AE D​. Afonso Sanches

Porto:

  1. Colégio Eurythmia;
  2. Liceu Francês;
  3. Colégio de Nossa Senhora do Rosário;
  4. Escola Secundária Clara de Resende;
  5. Escola Secundária Carolina Michaellis;
  6. Escola Secundária Garcia da Orta;
  7. Escola Secundária Dr. Joaquim Gomes Ferreira Alves (Valadares)

Vila Nova de Gaia:

  1. EB 2.3 Teixeira Lopes;
  2. AE de Canelas;
  3. AE da Madalena (EB Marmoiral);
  4. EB Dr. Costa Matos

Vizela:

  1. EB de Caldas de Vizela

Matosinhos:

  1. Escola Secundária da Senhora da Hora;
  2. Escola Secundária da Boa Nova

Valongo:

  1. AE Vallis Longus;
  2. Escola do Calvário

Gondomar:

  1. Colégio Paulo VI

Espinho:

  1. JI da EB1 n.º 3

Aveiro:

  1. EB 2.3 Rio Novo do Príncipe (Cacia)

Penedono:

  1. EB 2.3 de Penedono

Cinfães:

  1. EB 2.3 de Cinfães 

Viseu:

  1. Escola Secundária de Viriato

Vila Nova de Paiva:

  1. AE de Vila Nova de Paiva;
  2. JI de Vila Cova à Coelheira

Guarda:

  1. Escola Secundária Afonso de Albuquerque

Seia:

  1. AE de Seia

Trancoso:

  1. AE de Trancoso

Aguiar da Beira:

  1. AE de Aguiar da Beira

Belmonte:

  1. EB Pedro Álvares Cabral

Covilhã:

  1. Escola Secundária Frei Heitor Pinto;
  2. Escola Secundária Campos Melo

Castelo Branco:

  1. Escola Secundária Nun’Álvares

Fundão:

  1. Escola Secundária do Fundão

Coimbra:

  1. EB1 Solum Sul;
  2. Escola Secundária da Quinta das Flores;
  3. Escola Secundária Jaime Cortesão;
  4. Centro de Bem-Estar Infantil do Movimento de Casais de Santa Maria;
  5. AE Rainha Santa Isabel (EB1 de Sargento-Mor);
  6. Escola Secundária Avelar Brotero

Cantanhede:

  1. EB 2.3 de Cantanhede 

Lousã:

  1. EB2 da Lousã

Leiria:

  1. Escola Secundária Afonso Lopes Vieira;
  2. EB2.3 D. Dinis;
  3. Escola Profissional de Leira

Santarém:

  1. AE Ginestal Machado;
  2. AE Alexandre Herculano;
  3. JI de Gançaria

Entroncamento:

  1. JI da Zona Verde;
  2. Escola Secundária do Entroncamento

Tomar:

  1. Escola Secundária Jácome Ratton

Torres Novas:

  1. EB1 de Santa Maria

Ourém:

  1. Escola Secundária de Ourém

Lisboa:

  1. Colégio do Planalto;
  2. EB1/JI das Laranjeiras;
  3. Escola Alemã;
  4. Colégio Mira Rio;
  5. AE das Olaias (JI do Armador);
  6. Escola Artística António Arroio

Loures:

  1. EB Luís Sttau Monteiro;
  2. Colégio Bartolomeu Dias (Santa Iria de Azoia)

Mafra:

  1. JI de Venda do Pinheiro;
  2. EB2.3 de Venda do Pinheiro;
  3. AE Bento Franco (Ericeira);
  4. AE Armando Lucena (Malveira);
  5. EB Dr. Sanches de Brito

Cascais:

  1. St. Julian’s School  (Carcavelos);
  2. Colégio Marista (Carcavelos)

Sintra:

  1. Escola Secundária de Leal da Câmara (Rio de Mouro);
  2. AE Miguel Torga

Almada:

  1. Escola Secundária Anselmo Andrade

Palmela:

  1. Escola Secundária de Palmela

Sesimbra:

  1. EB 2.3 Navegador Rodrigues Soromenho

Setúbal:

  1. EB 1.2 Brejoeira;
  2. EB 22.3 José Maria dos Santos

Portalegre:

  1. Escola Secundária Mouzinho da Silveira

Castelo de Vide:

  1. JI do AE de Castelo de Vide

Cuba:

  1. AE de Cuba

Faro:

  1. Escola Secundária Pinheiro e Rosa;
  2. EB 2.3 Afonso III;
  3. AE João de Deus

Portimão:

  1. AE Eng. Nuno Mergulhão;
  2. AE Poeta António Aleixo;
  3. EB Coca Maravilhas

Lagos:

  1. JI da Ameixeira (AE Gil Eanes)

Loulé:

  1. Creche da Fundação António Aleixo (Quarteira)

Olhão:

  1. JI de Moncarapacho

Tavira:

  1. Escola Secundária Jorge Augusto Correia

Castro Marim:

  1. AE de Castro Marim

Vila Real de Santo António:

  1. AE D. José I;
  2. AE de Vila Real de Santo António

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/10/a-lista-de-escolas-com-casos-covid-19-da-fenprof/

71 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Leandro on 9 de Outubro de 2020 at 13:15
    • Responder

    Bate certo com a D. Graça, 23 surtos.

    • João Pedro on 9 de Outubro de 2020 at 13:19
    • Responder

    A lista está incompleta…. O mais grave é que, quando algum aluno vai para casa em isolamento profilático nem sequer fazem testes aos professores e restantes alunos da turma. Continua tudo , como se nada tivesse acontecido.

    • Isa on 9 de Outubro de 2020 at 13:25
    • Responder

    Águas santas/ maia

    • Esclarecido on 9 de Outubro de 2020 at 13:27
    • Responder

    E ainda alter do chão

    • Corona on 9 de Outubro de 2020 at 13:31
    • Responder

    Lista muito incompleta como convém.
    Impera o medo na comunidade escolar . Estamos apenas por nossa conta.

    • José on 9 de Outubro de 2020 at 13:37
    • Responder

    Há duas escolas na Póvoa de Lanhoso que não se encontram nessa lista (Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso e Escola Gonçalo Sampaio).

    • Aura on 9 de Outubro de 2020 at 14:32
    • Responder

    .
    Falta aqui o Agrupamento de Escolas Infante D. Henrique no Porto http://www.infante.pt/

    Surgiram 2 casos confirmados de COVID 19 nos alunos…..um destes casos foi na turma 9º A e os pais dos restantes alunos recusaram-se a enviar os alunos para a Escola.

    Atenção: para existirem 2 casos confirmados é porque há mais porcaria……

    .

    • Aura on 9 de Outubro de 2020 at 14:34
    • Responder

    .
    Ponto de Situação COVID 19

    COMUNICADO 1 7 outubro 2020

    Cara Comunidade Educativa

    do Agrupamento de Escolas Infante D. Henrique,

    Informamos que foi confirmado pela Autoridade de Saúde Local um caso de COVID-19 na Escola Infante D. Henrique do nosso Agrupamento de Escolas.

    O nosso Agrupamento mantém-se em comunicação e articulação com a Autoridade de Saúde Local, que nesta situação decidiu o isolamento do caso confirmado e o isolamento profilático de dois contactos de alto risco. Tinha, anteriormente, sido decidido e comunicado pela mesma Autoridade, um caso de isolamento profilático por contacto de alto risco, esse na Escola Gomes Teixeira. Esclarecemos que a Autoridade de Saúde Local não determinou até agora qualquer outra medida de controle da transmissão de SARS-CoV-2 (que, além das já implementadas, poderiam também ser encerramento de uma ou mais turmas, encerramento de uma ou mais zonas da escola, encerramento de todo o estabelecimento de educação ou ensino), sendo a esta entidade, e só a ela, que cabe esse tipo de decisão.

    O SARS-CoV-2 é um vírus transmitido, essencialmente, pessoa para pessoa através de gotículas respiratórias de uma pessoa doente por COVID-19. Após esta exposição, os sintomas podem-se desenvolver até 14 dias desde o último contacto, sendo estes predominantemente de natureza respiratória (tosse, dificuldade respiratória) e febre (superior a 38ºC). Também, podem coexistir outros sintomas, como odinofagia (dor de garganta) e dores musculares generalizadas, perda do paladar ou do olfato, diarreia, dor no peito e dor de cabeça, entre outros. A pessoa doente pode também não apresentar sinais ou sintomas.

    Recomenda-se a todos os elementos da comunidade escolar, que se mantenham atentos ao surgimento de sintomas compatíveis com COVID-19. Se alguém da comunidade escolar ou do seu ambiente próximo desenvolver sintomas sugestivos de COVID-19, deve permanecer em casa, contactar os serviços de saúde por telefone (SNS 24 – 808 24 24 24) e seguir as recomendações dadas.

    Para os alunos em isolamento decidido pela Autoridade Local de Saúde, e só para eles, o AEIDH implementará medidas de acompanhamento pedagógico à distância a comunicar e articular entre Diretores de Turma e Encarregados de Educação.

    Queremos assegurar que a comunicação será mantida de forma fluída, não havendo de momento necessidade de adotar outros cuidados adicionais além da referida monitorização de sintomas.

    Manteremos toda a comunidade educativa informada com pontos de situação regulares.

    Para mais informações, pode consultar o site da DGS da COVID-19 (www.covid19.min-saude.pt).

    Com os melhores cumprimentos,

    Ada Pereira da Silva

    DIRETORA
    .

    • José on 9 de Outubro de 2020 at 14:56
    • Responder

    Há casos confirmados na Escola Damião de Goes, Alenquer (tanto na escola Secundária como na Básica).
    Mas ando tudo muito caladinho…

    • Alberto Miranda on 9 de Outubro de 2020 at 14:57
    • Responder

    Vila Nova de Gaia: Agrupamento dos Carvalhos, Agrupamento D.Pedro I, Agrupamento de Escolas Sophia de Mello Breyner, Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos e Agrupamento de Escolas António Sérgio .

    • !!!! on 9 de Outubro de 2020 at 15:00
    • Responder

    Só em Vila Verde há casos confirmamos em 4 escolas. Nenhuma na lista!!!!!

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 15:12
    • Responder

    *Vila Verde*
    – Escola EB 2/3 da Ribeira do Neiva surgiram 3 casos positivos de Covid-19 que levou à quarentena de 3 turmas
    – ATL em Marrancos um caso positivo obrigou colaboradora e restantes crianças a ser testadas.
    – Em Moure, no pré-escolar, duas crianças testaram positivo e levaram a turma para quarentena.
    – Colégio da Misericórdia de Vila Verde há conhecimento de um caso de um professor de música que testou positivo à Covid-19

    O Município continua em silêncio em relação a estes focos que trazem apreensão às famílias do concelho de Vila Verde.

    in: https://semanariov.pt/2020/10/07/covid-19-assombra-familias-e-escolas-no-concelho-de-vila-verde/

    • Maria on 9 de Outubro de 2020 at 15:16
    • Responder

    40 e 43 são a mesma escola.
    39 também pertence a v n Gaia e não Porto!
    Inacreditável!!!
    Que confusão…

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 15:20
    • Responder

    *Penafiel*

    – Dois-alunos-com-covid-19-na-secundaria-de-penafiel-obrigam-ao-isolamento-de-mais-estudantes

    in: https://www.imediato.pt/dois-alunos-com-covid-19-na-secundaria-de-penafiel-obrigam-ao-isolamento-de-mais-estudantes/

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 15:26
    • Responder

    *Maia*
    – além dos casos positivos das funcionárias, também duas crianças estão infetadas. Estas duas crianças foram testadas por iniciativa dos PAIS, de forma privada, tendo mesmo uma delas apresentado alguns sintomas do vírus. Os resultados foram comunicados à creche, pelos pais, nesta quinta-feira, dia 8. Ao NOTÍCIAS MAIA, Carlos Moreira explica que a situação foi atualizada junto da delegação de saúde mas que, até então, ainda não há mais nenhuma diretriz.

    in: https://www.noticiasmaia.com/duas-criancas-infetadas-na-creche-da-santa-casa-no-castelo-da-maia/

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 15:33
    • Responder

    *Portalegre*

    – Escola Profissional de Alter do Chão com 20 alunos e 12 professores em isolamento após resultado positivo

    in https://linhasdeelvas.pt/2020/10/07/covid-19-escola-profissional-de-alter-com-20-alunos-e-12-professores-em-isolamento-apos-resultado-positivo/

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 15:36
    • Responder

    Não é preciso muito para destapar a bosta que os nossos políticos estão a tentar esconder debaixo do tapete.

    Só pesquisei durante alguns minutos, deve haver muitas mais…

    • Doc on 9 de Outubro de 2020 at 15:37
    • Responder

    Escola Secundária de Moura

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 15:42
    • Responder

    Isto já para não falar na análise de dados que o profet faz e expõe, muito correctamente e de forma exasperada, pois é tão factual que é “impossível” mais ninguém se aperceber.

    Mas mesmo assim eles continuam a negar tudo, escudados pela sua retórica e semântica tecida com o propósito de embalar os portugueses e fazê-los acreditar em fábulas.

    • Mais uma ... on 9 de Outubro de 2020 at 15:49
    • Responder

    Vila Verde, Escola Secundária.

    • PROFET on 9 de Outubro de 2020 at 15:50
    • Responder

    Este governo vai pagar bem caro nas eleições… mas isso não salva a saúde e a vidas das pessoas. Devido a esta NEGLIGÊNCIA CONSCIENTE, se é que este termo existe, os responsáveis das entidades responsáveis e do governo devem ser submetidos a processos judiciais e pagar bem caro.

    Fechem as escolas, antes que seja tarde demais, ontem já era tarde. Avizinha-se, nas próximas semanas, o descalabro total, principalmente nos hospitais. Deixo aqui uma palavra de apreço aos “incansáveis” mas também humanos profissionais de saúde, que arriscam as suas vidas ainda mais do que os outros… nesta pandemia que poderia ter sido minimizada se tivessem direcionado os esforços, diligências e apetrechamento logístico, para uma melhor organização e planeamento do ensino à distância.

    Deixo aqui uma última nota, muito importante, o facto de os professores e funcionários das escolas estarem em situação de maior risco, pois continuam nas escolas, mesmo depois de detetados casos de proximidade com infetados, e nem sequer são testados… ao contrário dos profissionais de saúde, que devem ser testados regularmente, ou também não são?… eu já não me admiro de nada!

    Quase 1300 novos casos de Covid-19 ontem e quase 1400 novos casos hoje, e isto é exponencial, daqui a duas semanas, possivelmente, já ultrapassarão os 2000 diários, e daqui a um mês… é melhor nem deixar a estimativa!

    Promoveram o contacto social numa comunidade educativa com cerca de 2 milhões de pessoas, e que por sua vez, interceta quase toda a população, as suas famílias e depois as empresas em que trabalham… estes surtos nunca poderão ser detetados a tempo de evitar o pior, porque este vírus flui como a água que se difunde pelas redes de canalização… antes de se fechar um troço, já muitos copos de água foram consumidos.

    ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS, FECHEM AS ESCOLAS, POR FAVOR!

    • Paula Cardoso on 9 de Outubro de 2020 at 15:56
    • Responder

    Qual o interesse desta publicação?
    Cosquice pura
    O importante é cada um de nós faça o seu melhor, se proteja, cumpra as regras de higiene. O resto é fait-divers

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 16:00
    • Responder

    “Cusquice” Paula…

    Aquilo que aparentemente a Paula está a fazer ao ler um post que considera irrelevante para si e para os portugueses em geral.

    • fernandasobralinho on 9 de Outubro de 2020 at 16:08
    • Responder

    E uma escola em Évora, 4 turmas para casa e professores de um das turmas…não sei qual é a escola.

    • PROFET on 9 de Outubro de 2020 at 16:11
    • Responder

    Deixo aqui um alerta, muito importante a todos: Tenham muita atenção à máscara que usam e também à forma como a usam. Tenho observado atentamente as pessoas no dia a dia… Vejo muitas pessoas, sempre a ajustar a máscara com a mão na zona da boca e do nariz e depois vão tocar em objetos ou nelas próprias… vejo muitas pessoas a puxar a máscara para baixo destapando o nariz e muitas outras a puxar a máscara para o queixo com o intuito de respirar melhor ou até mesmo para falar ao telemóvel. Fazer isto é tão mau do que não usar máscara, porque a máscara é para filtrar as partículas do vírus, sendo que o vírus fica concentrado na máscara, se a deixam no queixo ou só na boca irão estar a respirar o cocktail de partículas do vírus que ali ficaram concentradas.

    • on 9 de Outubro de 2020 at 16:12
    • Responder

    “Cusquice”?!?!?
    Como se denunciar a violação dos direitos humanos, por exemplo, fosse cusquice!!!!!!
    Ao que chegamos!!!!

  1. escola Pedro de Santarem e secundaria Jose Gomes Ferreira LISBOA a juntar a lista de escolas com casos

    • fernandasobralinho on 9 de Outubro de 2020 at 16:14
    • Responder

    ” O resto é fait-divers”…Ai Paula…
    O resto, como diz, prende-se “só” com garantir o melhor possível a segurança às comunidades educativas!!!
    O resto, como diz, é haver transparência e informação da real situação que se vive nas escolas!!!
    O resto, como diz, é a verdade, com a qual se calhar não convive bem!!!
    Se é professora, lamento que ainda haja mentalidades como a sua…

    • Rui Ferreira on 9 de Outubro de 2020 at 16:24
    • Responder

    Estes dados não estão corretos.
    No meu agrupamento, Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves (Lisboa) já foram três turmas para casa e já se registaram vários casos de covid 19 entre alunos e não vem mencionado…
    Obrigado.
    Cumprimentos.
    Rui Ferreira, professor de Português

    • Joana Rodrigues on 9 de Outubro de 2020 at 16:26
    • Responder

    Agrupamento de Escolas Benfica – Lisboa

    • PROFET on 9 de Outubro de 2020 at 16:48
    • Responder

    Prof Possível… Não admira que o vírus se esteja a propagar tão facilmente, basta vir aqui e ler alguns comentários, que revelam a inconsciência e até mesmo a estupidez de muitos adultos. Sim, refiro-me, neste caso, à Paula Cardoso… talvez seja porque não perdeu nenhum familiar ou amigo devido a Covid-19… ainda. Quem não demonstra preocupação face à irresponsabilidade do governo e das entidades “responsáveis”, é também responsável e culpado pelo que estar a acontecer, porque lhe confere um determinado grau de conivência e de negligência enquanto cidadão, ou então, de pura ignorância.

    O povo português, de idade adulta, não é suficientemente consciente, responsável e regrado para que, por si só, impeça o alastramento exponencial do vírus, e muito menos as crianças o serão.

    A questão fulcral do problema é mesmo esta, não se pode conter uma pandemia exigindo exigência sanitária a uma população pouco consciente, pouco responsável e pouco regrada. Mas até me custa dizer isto, porque este governo é bem capaz de, no final, desresponsabilizar-se a si próprio, tentando culpar os cidadãos (aliás, já o fez). Teoria, teoria e mais teoria, vindo de irresponsáveis negligentes, que denomino de filósofos teóricos, mas deveras incompetentes na prática. Se fosse no Japão, até acreditaria que se minimize a pandemia, já que o comum cidadão japonês é bastante regrado… e de certeza que o seu governo é bastante mais responsável e competente do que o de Portugal, não só devido à sua cultura e história, mas também porque é mesmo muito difícil existir um governo mais incompetente e negligente do que este que temos.

    • PROFET on 9 de Outubro de 2020 at 16:53
    • Responder

    Errata: Onde se lê “pelo que estar a acontecer”, deve ler-se “pelo que está a acontecer”

    • Cascais on 9 de Outubro de 2020 at 17:00
    • Responder

    Agrupamento de escolas S.. João do Estoril. Casos de Covid. Pelo menos 4 turmas em quarentena

    • Manuel on 9 de Outubro de 2020 at 17:05
    • Responder

    Lista muito incompleta, como convém.
    Só em Lisboa, há muitas mais.

    Casos confirmados de vários alunos, funcionários e professores, mas o delegado de saúde só manda para casa os infectados e aos outros nada. Os alunos podem ficar em isolamento se os pais quiserem, sem consequências, e os professores, se quiserem, que metam atestado. Tudo ao molhe e fé em Deus.

    • Manuel on 9 de Outubro de 2020 at 17:07
    • Responder

    Rainha Dona Leonor e Pedro Nunes em Lisboa.

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 17:25
    • Responder

    Profet, a Paula não representa a generalidade dos portuguesesm espero eu.

    Nem me dei ao trabalho de rebater a alegada cusquice, pois há mínimos basilares de inteligência, conhecimento, racionalidade, honestidade intelectual e capacidade de argumentação para ser uma mais valia iniciar-se debates. Nem creio que a Paula seja uma docente.

    Neste momento a minha revolta dirige-se sobretudo aos nossos governantes, à nossa própria classe e a quem a representa. Nós profs fomos e continuamos a ser mansos.

    Nada disso me fez sair do conforto do meu lar até agora, por isso também fui uma grandessíssima mansa até há poucos meses.

    Até agora. A gravíssima crise sanitária com que nos debatemos e o acentuado agravar da situação que iremos enfrentar nos próximos meses, covid e não-covid, exigia competência e honestidade do governo.

    Foram competentes a colocar-nos confinados e a executar testes em massa no princípio da pandemia.

    O SNS não correspondeu, contrariamente ao que é apregoado. Respondeu à covid comparativamente a outros países europeus, mas fechou tudo o resto, (ou quase tudo). Isto não é ter capacidade de resposta.

    Agora os testes são feitos de forma muito selectiva, contrariamente ao que se passou no início pandemia. Não se testam profs nem alunos, a menos que hajam sintomas.

    Fazem-se rezas e lançam-se águas bentas para que os contaminados no seio escolar continuem assintomáticos, mas as bestas não percebem que a disseminação do vírus será voraz e inevitavelmente vai chegar às casas dos alunos, profs, locais de trabalho das famílias, transportes públicos colocando o SNS num colapso esmagador, como nunca antes visto.

    • Rui on 9 de Outubro de 2020 at 17:33
    • Responder

    AE D. Manuel I, Tavira (1 Professor).
    A direcção deste agrupamento obriga a que todos os conselhos de turma e reuniões de departamento sejam presenciais!!!

    • Joaquim on 9 de Outubro de 2020 at 18:04
    • Responder

    Falta o Agrupamento de escolas de Palmela escola de cabanas- turma do 3*ano e a pré escolar.

    • Jorge on 9 de Outubro de 2020 at 18:06
    • Responder

    Escola da Boa água em Azeitão. Tem vários, alunos quarentena

    • Mariana. on 9 de Outubro de 2020 at 18:23
    • Responder

    Falta o A.E.Laranjeiras-Escola Delfim Santos.

    • PipaII on 9 de Outubro de 2020 at 18:25
    • Responder

    Colégio Laura Vicunha em Vendas Novas. Mais do que um aluno da turma de 9º ano já testou positivo. Todos os professores e alunos da turma foram testados e estão de quarentena.

    • Esclarecido on 9 de Outubro de 2020 at 18:39
    • Responder

    Aqui se vê a força da classe e dos sindicatos. Agora já não se trata de dinheiro dos ordenados. É a saude e a vida das pessoas. Os sindicatos são anacronicos e se quiserem sobreviver deviam ter uma posição de força e tirar o tapete ao ministro e empurrar o Costa contra a parede.

    • Zaratrusta on 9 de Outubro de 2020 at 18:41
    • Responder

    Escola Secundária D. Manuel I em Beja. 1 caso confirmado de um aluno, a turma continua com aulas presenciais

    • Atento on 9 de Outubro de 2020 at 19:42
    • Responder

    —————————
    ———————————————

    APELO

    Apelo á DENUNCIA PÚBLICA do que se está a passar nas ESCOLAS…..São inumeras as situações de contaminação por COVID 19………..

    DENUNCIEM quantos PROFESSORES já se encontram INTERNADOS e, desses, quantos já estão em CUIDADOS INTENSIVOS.

    Não se esqueçam que uma das primeiras mortes por COVID foi um PROFESSOR do Algarve.

    ————————
    ————————————————

    • OSVALDO LUCAS on 9 de Outubro de 2020 at 19:55
    • Responder

    Tantas escolas, tantos casos, e ninguém aponta UM caso em que se pode estimar com razoável probabilidade, que um aluno terá infectado 1, 2 ou 3 da mesma turma, colega de carteira ou muito próximo, e/ou ainda um professor ou funcionário contato “próximo” do infetado….
    Claro que se tal fosse possível a comunicação social já o teria denunciado com o hype do costume, tal como faz com qualquer surto num lar, onde são “habituais” os “normais” 50% da comunidade do lar contaminados, o que não tem nada a ver com o que se passa nas escolas, pelo menos no estado actual das coisas, nem, caso acontecesse as eventuais consequências seriam comparáveis em termos de morbilidade/mortalidade, mas que perturbariam a parte da economia em termos de quarentena profilática.

    • Presidente on 9 de Outubro de 2020 at 20:01
    • Responder

    Então qual a solução? Fechar as escolas? Mas os professores não querm porque perdem a satisfação, elevada, do ensino personalizado com o aluno, não é?

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 20:22
    • Responder

    “pelo menos no estado actual das coisas”

    Lucas,

    Parte do seu raciocínio e lógica de atuação é o que eles adotaram.

    ” que não tem nada a ver com o que se passa nas escolas, pelo menos no estado actual das coisas, nem, caso acontecesse as eventuais consequências seriam comparáveis em termos de morbilidade/mortalidade”

    A isto chamo contar com rezas e água benta.

    1 – A disseminação entre os grupos mas jovens e destes para os demais, é muito mais eficaz pois eles são assintomáticos mas têm carga viral equivalente e até superior aos sintomáticos, mesmo os internados em cuidados intensivos.
    2 – Os jovens têm uma mobilidade e interação social superior aos utentes de lares.
    3 – As medidas de contingência nas escolas são muitíssimo mais escassas do que as aplicadas em lares.

    Não lhe parece que volvidas mais umas semanas os casos entre “não utentes de lares” a necessitar de internamento vão disparar?

    Ou acha que os jovens só vivem e interagem entre jovens? E vivem em bolhas jovens, com familiares jovens, utentes de transportes públicos jovens, profs jovens e etc?

    Aliás, já começou a disparar, e ainda estamos com temperaturas de Verão/Primavera.

    “pelo menos no estado actual das coisas” – é a política deles, reagir!!!!

    Ser pro-ativos nunca esteve na génese do portuga comum de qualquer maneira. Dá muito trabalho equacionar o futuro.
    Claro que poderemos estar a dar-nos ao luxo de reagir, em vez de ser pro-ativos, ou não estivéssemos nós num país abundante em meios e materiais!

    PS – sugestão, se de facto estiver interessado na reação versus pro-acção, veja como a Madeira tem gerido a pandemia. Talvez vislumbre alternativas à “reação”, que a médio e longo prazo são muito mais sustentáveis do que a estratégia da reação. 😉

    • José on 9 de Outubro de 2020 at 20:22
    • Responder

    Escola Secundária de Cascais

    • Luís on 9 de Outubro de 2020 at 20:23
    • Responder

    Instituto de Ciências Educativas – Ramada

    • Presidente on 9 de Outubro de 2020 at 20:41
    • Responder

    El coronavirus es menos mortífero que la gripe estacional, según los últimos datos de la OMS
    Redacción9 de octubre de 20.
    a Organización Mundial de la Salud (OMS) ha confirmado finalmente que el coronavirus es menos mortífero que la gripe estacional. Lo confirmaron el lunes altos dirigentes de la OMS en una sesión especial de la Junta Ejecutiva del organismo, compuesta por 34 miembros.

    https://mpr21.info/el-coronavirus-es-menos-mortifero-que-la-gripe-estacional-segun-los-ultimos-datos-de-la-oms/

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 20:56
    • Responder

    Presidente, sugiro que procure as fontes originais das infos que partilha, e não o relato da mesmas, já trabalhadas e moldadas pela comunicação social. 😉

    https://www.who.int/dg/speeches

    De qualquer maneira, de facto andamos todos enganados, afinal isto é uma gripe, menos mortífera do que a sazonal, e os sistemas de saúde ficaram saturados com pessoal a precisar de ventiladores, porque…

    Hmmmm…

    Histeria!!!!!!!

    Ah pessoal, afinal isto é tudo uma hoax, lol

    Que alívio!

    • Presidente on 9 de Outubro de 2020 at 21:01
    • Responder

    O medo é que vende. Por outro a o ideal seria confinar tudo de novo. Mas não pode ser. Alunos e professores querem o ensino presencial para terem uma relação pedagógica. Não percebo, então, para que serve este chorinho. Qual a solução?

    • Presidente on 9 de Outubro de 2020 at 21:02
    • Responder

    Vamos ver quantos jornais vão divulgar que o Coronavírus é menos mortífero que a gripe sazonal…. O MEDO É QUE VENDE….

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 9 de Outubro de 2020 at 21:06
    • Responder

    Arre, não vou debitar outra vez as possíveis soluções Presidente

    Fiz isso no início do mês de agosto, quando estas deveriam ser equacionadas, quando incrédula vi que neste país estava a investir-se em rezas e águas bentas.

    Agora as soluções vão sair em cima do joelho.

    Reactivas, à velha maneira portuguesa.

    • Apache on 9 de Outubro de 2020 at 21:10
    • Responder

    Presidente, não sei qual é o seu intuito de andar a passar notícias falsas. Devia ter vergonha na cara.

    • Presidente on 9 de Outubro de 2020 at 21:21
    • Responder

    APACHE: Não sei onde está a falsidade. Vai contra o estado de medo ? prefere viver nesse estado? dá-lhe jeito ? tem ainda esperança no ensino @ distância vai voltar? 😉

    • João on 9 de Outubro de 2020 at 21:37
    • Responder

    AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO II ( Sintra)

    • José on 9 de Outubro de 2020 at 22:12
    • Responder

    http://www.santossimoes.edu.pt/escola/

    • Realidade on 9 de Outubro de 2020 at 22:47
    • Responder

    Existem casos confirmados em vários Agrupamentos de escolas da Moita e Barreiro, inclusive com pelo menos um internamento.
    Desconfio que se a realidade fosse apurada, a lista dos agrupamentos sem casos seria menor do que a de casos confirmados.

    • PROFET on 9 de Outubro de 2020 at 23:00
    • Responder

    Replico estes factos enunciados pela Prof Possível, em resposta a mais uns nhurros que por aqui passam:

    1 – A disseminação entre os grupos mas jovens e destes para os demais, é muito mais eficaz pois eles são assintomáticos mas têm carga viral equivalente e até superior aos sintomáticos, mesmo os internados em cuidados intensivos.
    2 – Os jovens têm uma mobilidade e interação social superior aos utentes de lares.
    3 – As medidas de contingência nas escolas são muitíssimo mais escassas do que as aplicadas em lares.

    Tendo em consideração que só andam a testar os contactos próximos, aqueles em que estiveram encostados ou praticamente encostados, sabem? aqueles mesmo encostadinhos…

    … quero aqui informar que, devem estar muito erradas as minhas estimativas que partilhei aqui no blog do número de novos casos de Covid-19 em indivíduos pertencentes à comunidade educativa, feitas a partir do boletim da DGS, desde o dia 20 de setembro (~= início do ano letivo). Estimei cerca de 1500 novos casos na comunidade educativa desde esse dia até ao dia de ontem… isto deve estar completamente errado… porque devem já ser o dobro, por falta de testagem dos indivíduos assintomáticos que estiveram próximos dos indivíduos que constam nos tais 1500… sabem? aqueles que não estiveram mesmo encostadinhos.

    • PROFET on 9 de Outubro de 2020 at 23:14
    • Responder

    … porque a taxa de transmissão, já deve estar bem acima acima de 1 e que, por isso, é de prever que, por cada um detetado, haja pelo menos 1 não detetado, que por sua vez transmite a outro (também ainda não detetado) sem que isso se saiba com a rapidez suficiente… chama-se a isto um surto, o qual é muito difícil de travar… é como uma rede de canalização com água contaminada, não sabemos bem quais os troços que devemos vedar para impedir a disseminação… mas todos sabemos a resposta, que se devia ter cortado logo na fonte.

    • Pirilau on 9 de Outubro de 2020 at 23:24
    • Responder

    “(…) a morte de qualquer homem diminui-me, porque sou parte do género humano. E por isso não pergunteis: Por quem os sinos dobram; eles dobram por vós”

  2. Na minha escola em Cascais (Alcabideche) há alunos em casa de quarentena 2 semanas, porque tiveram contacto próximo com familiares com Covid – positivo e ninguém testou esse aluno, porque não teve sintomas. Mandaram simplesmente ficar em casa. Esse aluno esteve nas aulas sempre, com contacto muito próximo com outros alunos e com professores, até porque são turmas de quase 30 alunos e não há horários desfasados.
    As autoridades estão a esconder os números reais evitando fazer testes, mesmo a quem teve contatos próximos com familiares, por isso é que na zona do qzp7 não há muitas escolas públicas com casos declarados, a maior parte são privadas.

    • Zulmiro on 10 de Outubro de 2020 at 3:18
    • Responder

    As direções dos agrupamentos claramente estão a cumprir a lei da rolha que lhes foi imposta pela tutela. Que ingenuidade política e que servilismo anacrónico. Há 30 anos, este tipo de medidas até poderiam passar, mas hoje… Enfim, o caos no está instalado.

    • Matilde on 10 de Outubro de 2020 at 7:15
    • Responder

    Hemingway, sempre Hemingway…

    Palavras duras de Hemingway, mas muito assertivas. E particularmente significativas nos tempos que correm… Pena que muitas consciências adormecidas e entorpecidas não as compreendam…

    • Uma vergonha! on 10 de Outubro de 2020 at 9:29
    • Responder

    As direções são constituídas por kapos.

    • Zulmiro on 10 de Outubro de 2020 at 14:26
    • Responder

    A EBS de Lousada Norte aparece nesta lista em duplicado:

    23. EB 2.3/S de Lustosa;
    24. Escola Secundária de Lousada;

    E há mais escolas com surtos no concelho de Lousada.

    • Zulmiro on 10 de Outubro de 2020 at 14:29
    • Responder

    Retiro o que disse no comentário anterior, foi um equívoco de leitura. Agradecia a eliminação do comentário, por favor.

    • Carlos on 10 de Outubro de 2020 at 15:02
    • Responder

    Barcelos:
    Colégio La Salle,
    Escola Secundária Alcaides Faria.

    • Virgolino on 13 de Outubro de 2020 at 5:42
    • Responder

    A listas está incompleta. No distrito de setubal, localidade de Azeitao existe a escola eb 2,3 de azeitao com 3 casos, o colégio escolinha do campo com 4 incluindo a directora e o marido e ainda o infantário da casa do povo com 3.

    • Maria Silva on 14 de Outubro de 2020 at 15:20
    • Responder

    Escolas secundárias em Póvoa de Santa Iria e Forte da casa com alunos com teste COVID positivo.
    Numa escola as duas turmas foram para quarentena por determinação da autoridade saúde, noutra escola (onde já está uma turma em quarentena com 4 casos e um professor) apenas o aluno está em quarentena e a turma continua a ter aulas presenciais…e a escola ficou em silêncio até um aluno saber e divulgar…desde domingo que a escola sabe e ainda não informou os encarregados de educação, uma professora revelou aos alunos que lhe foi pedido silêncio sobre o caso. Inqualificável! isto é saude publica! Hoje foi proposto uma lei sobre a obrigatoriedade de uso da App covid em serviços e escolas públicas…só peca pela demora…
    Depois dos comentários de dezenas de pais que aqui li, aconselho a que enviem este doc às escolas..talvez estas desconheçam..;))
    Façam-se ouvir

    Eis o trecho do documento da DGS,:

    6. COMUNICAÇÃO E ARTICULAÇÃO COM OS PARCEIROS
    É fundamental envolver os parceiros da comunidade educativa para apoiar o estabelecimento de educação ou ensino a responder de forma célere e adequada e controlar a transmissão de SARS-CoV-2.

    A comunicação tem um papel fundamental. Deste modo, a partilha regular de pontos de situação, de medidas e recomendações a adotar em cada momento, são peças chave na estratégia de comunicação e promoção de literacia em saúde, que permitem não só tranquilizar e dar confiança face à incerteza, como também a adoção de comportamentos de proteção da saúde na comunidade escolar e nos parceiros.

    Pela sua importância estratégica, a articulação com os parceiros da comunidade educativa, deve ser promovida e potenciada. É fundamental garantir o cumprimento de todos os procedimentos, como estratégia de envolvimento em todo o processo e, sempre que possível, na tomada de decisão, através da participação de todos, desde o momento inicial na resposta a um surto.

    Aqui o doc na íntegra:
    https://www.dgs.pt/documentos-e-publicacoes/referencial-escolas-controlo-da-transmissao-de-covid-19-em-contexto-escolar-pdf.aspx

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: