O que falha em Portugal para termos uma Educação de sucesso?

 

Uma distribuição mais equilibrada dos recursos materiais entre escolas desfavorecidas e favorecidas ou, existindo diferença, é a favor das primeiras; uma menor diferença de recursos educacionais entre alunos favorecidos e desfavorecidos; um maior e melhor acesso às novas tecnologias e à internet e a existência de programas de promoção de um uso correto e responsável das mesmas; frequência do pré-escolar por dois ou mais anos; um menor número de retenções; mais professores qualificados; menos alunos por turma; um número adequado de pessoal não docente; horários letivos equilibrados, nem horas a mais nem horas a menos (o ideal é entre 24 a 27 horas por semana. Menos de 20 e mais de 39 são nocivas); existência de espaços na escola para os estudantes fazerem os seus trabalhos de casa, com funcionários que os ajudem e supervisionem nessa tarefa; disponibilização de atividades extracurriculares culturais, desportivas ou musicais; programas de tutoria para os alunos; comunicação assídua com os pais e um maior envolvimento destes na comunidade escolar. Em traços gerais, estes são os pontos fortes de um bom sistema de educação.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/09/o-que-falha-em-portugal-para-termos-uma-educacao-de-sucesso/

6 comentários

6 pings

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Alecrom on 29 de Setembro de 2020 at 20:01

    Falha tudo?

    • PROFET on 29 de Setembro de 2020 at 20:21

    Claro que não falha tudo… o sucesso escolar tem vindo a aumentar bastante… temos muitas escolas fantásticas, com um elevado sucesso! onde já é regra passar alunos com 5, 6 e 7 negativas, onde inclusive os professores são coagidos pelas direções das escolas a passar todos os meninos…. muitas turmas com 100% de sucesso! Porque se assim não fosse, então iriamos aparecer no topo do ranking de insucesso. Somos muit”a” bons!

    • Leandro on 29 de Setembro de 2020 at 20:24

    Vão ver que dentro de 2 anos seremos o país com mais sucesso escolar.

    As Direções tratam disso… Todos sabemos como, claro.

    • Rui Manuel Fernandes Ferreira on 29 de Setembro de 2020 at 20:44

    (…)
    Concentração no essencial do currículo e acabar de uma vez por todas dos experiencialismos pedagógicos como a flexibilidade curricular, cidadania e outras tantas tralhas;
    Tolerância ZERO com a indisciplina que mina a intervenção pedagógica;
    Regresso do modelo de gestão pelos pares de modo a colocar o político (diretor) onde deve estar, a saber: fora da escola;
    Acabar com o modelo kafkiano de ADD;
    Deixar de tratar a escola como uma empresa (burocracia, evidência, objetivos matrix, análises swot, 4 níveis de avaliação de Kirk Patrik, …)
    (…)
    a juntar…

    • Ai cobide ai, cobide! on 29 de Setembro de 2020 at 20:48

    O que acontece nas escolas é uma enorme fraude. Na maior parte delas vive-se um pandemónio, mas no final passa tudo.

    Era bom que o país tivesse consciência de que há já uns largos anos as escolas são instituições altamente fraudulentas.

    • Maria on 29 de Setembro de 2020 at 21:48

    É verdade !
    Na turma da minha filha alguns alunos andaram a ” passear” na escola e sem fazer quase nenhum.!
    No final do ano, foram premiados com a transição de ano.
    É fraudulento e uma injustiça para aqueles que se andaram a esforçar !
    E é assim que temos tanto sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: