Com falta de auxiliares nas escolas pais foram «convidados a ser voluntários»

 

Com falta de auxiliares nas escolas pais foram «convidados a ser voluntários»

A situação aconteceu na Escola Primária de Aldeia dos Chãos, em Santiago do Cacém, onde a falta de auxiliares tem causado muita preocupação aos encarregados de educação, que segundo a ‘SIC’, foram «convidados a ser voluntários» na impossibilidade de colocarem mais gente.

De acordo com o canal televisivo os pais enviaram um pedido ao Ministério da Educação para colocar cinco pessoas nas escolas do concelho do Cacém, mas a resposta do organismo não foi a esperada, pois sugeriu uma mobilização de auxiliares, apenas durante três horas e meia por dia.

«Não é com três horas e meia que se consegue higienizar, tomar conta das crianças e manter o distanciamento, se num ano normal já é difícil, este ano ainda é pior», disse uma das mães à ‘SIC’, adiantando também que o agrupamento fez inclusive um convite aos pais para que fossem voluntários nas escolas.

«O Ministério diz que o agrupamento tem funcionários a mais. O agrupamento diz que não, devido ao desdobramento de horários. A solução foi convidar os pais a serem voluntários nas escolas. Os pais entenderam que não pode ser assim», explicou.

A encarregada de educação revelou que são 66 crianças com cinco professores, sublinhando que a falta de profissionais «causa muito transtorno às famílias e este é um ano que os pais não podem deixar passar, não pode valer tudo».

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/09/com-falta-de-auxiliares-nas-escolas-pais-foram-convidados-a-ser-voluntarios/

1 comentário

1 ping

    • PROFET on 24 de Setembro de 2020 at 18:28

    Os pais também têm que se mobilizar…

    … mas não é para servirem de assistentes operacionais…

    … mas sim unirem-se e impedirem que os seus filhos frequentem espaços sem as condições de higiene e segurança necessárias e exigíveis face ao enorme perigo de contágio.

    Ou, se houver contágios e sigilo dos contágios, irão também os pais culpabilizar os professores e os assistentes operacionais da mesma forma que as entidades responsáveis de saúde e o governo já estão a fazer?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog no Facebook