Ajuntamentos limitados a 10 pessoas?…

 

Nas escolas vamos todos estar em incumprimento…

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/09/ajuntamentos-limitados-a-10-pessoas/

19 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • lurdes on 10 de Setembro de 2020 at 14:44
    • Responder

    e quem se interessa com isso?

    • Maria on 10 de Setembro de 2020 at 14:50
    • Responder

    Os professores são carne para canhão!

    • Alexandra Almeida on 10 de Setembro de 2020 at 15:07
    • Responder

    Foram os deputados do PS, PSD e CDS que chumbaram, na AR , a proposta para diminuição do número de alunos por turma.. Isso é que está na base de muitas escolas não terem os alunos nem a 1 metro de distância.
    Espero que os professores se lembrem disso na próxima votação.. Afinal, eles só estão lá se nós deixarmos.

    • Maria on 10 de Setembro de 2020 at 15:31
    • Responder

    Esses senhores têm os seus filhos em colégios com acrílicos a separar os alunos….

    • Maria on 10 de Setembro de 2020 at 15:37
    • Responder

    Onde? No alemão ou no francês?

    O “bicho” não é esquisito…

    • pretor on 10 de Setembro de 2020 at 15:41
    • Responder

    “Ele circula no ar, Bob. Isso é sempre pior do que através do toque. (…) Você apenas respira o ar e é assim que o vírus passa. Isto é muito complicado. Muito delicado. É uma coisa mortal”, são as palavras de Donald Trump.

    https://expresso.pt/internacional/2020-09-09-Covid-19.-Trump-sabia-em-fevereiro-da-gravidade-do-virus-mas-admitiu-preferir-minimiza-lo-para-nao-gerar-panico

    Isto não vos lembra nada?
    Não vos lembra excesso de gel e carencia de salas ventiladas?

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 10 de Setembro de 2020 at 16:26
    • Responder

    Os profs podem cair que nem tordos com o covid, rapidamente virão mais para os substituir, é a vida.

    Até lá, é estarem todos enfiadinhos nas salas apinhadas de alunos, intervalos curtos, algumas salas nem as janelas abrem ou abrem muito pouco, alunos a comer dentro das salas, por isso sem máscara, que é para o vírus atacar preferencialmente os profs. e não se dispersar ao ar livre.

    São as bolhas possíveis.

    Os profs gerem e assumem as bolhas bem delimitadas, que é para não atingir restante sociedade.

    • Iolanda on 10 de Setembro de 2020 at 18:04
    • Responder

    Já estamos. As reuniões têm sido todas presenciais…

    • Calves on 10 de Setembro de 2020 at 18:29
    • Responder

    Tanta autocomiseração!
    Não sei se os comentários são feitos por profissionais da educação, mas, de qualquer modo, para além da importância da diminuição do número de alunos por turma não consigo intuir das vossas palavras mais nenhuma sugestão válida!
    Quanto ao que disse ou deixou de dizer Donald Trump acrescento que é a exaltação da ignorância e da mentira em pessoa e que devia ser julgado pela forma relapsa e contumaz com que lidou com a pandemia num país com mais de 300 milhões de habitantes, com o maior número de infectados em todo o planeta e com cerca de 200 mil mortos.
    Quanto aos senhores professores que se sentem ameaçados dentro de uma escola têm sempre a possibilidade de trabalhar como Celestin Freinet e voltarem à aula-passeio para que o trabalho que vão desenvolver nas escolas não fiquem na memória dos seus alunos como detestável. Não lhes chegava a vida pessoal e familiar senão ainda aturar a longa litania da fatalidade dos professores que lhes coube em sorte…

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 10 de Setembro de 2020 at 18:42
    • Responder

    “para além da importância da diminuição do número de alunos por turma não consigo intuir das vossas palavras mais nenhuma sugestão válida!”

    Calves,
    Se andasse por aqui há mais tempo, já teria tido a oportunidade não de intuir, mas de ler em primeira mão todas as sugestões que apresentei há cerca de um mês, e não foi preciso nenhum brainstorming, não sou paga para gerir nada e foi só pensar nelas cerca de 5 minutos para surgirem as sugestões.

    Por isso digo, re-digo e volto a repetir:

    CAMBADA DE INCOMPETENTES LIMITADOS A VÁRIOS NÍVEIS QUE ESTÃO A POR EM RISCO TODA UMA SOCIEDADE! E COM OS PROFS, NA LINHA DA FRENTE, A SERVIREM DE CARNE PARA CANHÃO!

    • @@@ on 10 de Setembro de 2020 at 19:10
    • Responder

    As salas de aula, sem o distanciamento mínimo, serão as câmaras de gás do Sec XXl.
    Como já são as reuniões presencias, com várias dezenas de professores, ordenadas pelos comissários políticos, na ânsia de agradar ao dono, mesmo que daí ocorram graves consequências para os professores presentes.
    Querem lá eles saber! O tacho deles é muito mais importante que a saúde de uns quantos zecos.

    • CC on 10 de Setembro de 2020 at 20:03
    • Responder

    Uma proposta simples de Nova litânia para o Calves divulgar ou ousar usar em vez das dos odiados prof’s

    O trabalho em espelho o covid vai parar
    O desfasamento de horários ”
    Com menos movimentos pendulares ”
    Se há turmas em bolha ”
    Venha cá senhores turistas ”

    ò Covid anda rápido para os prof levar …..

    • Sugiro que se cale on 10 de Setembro de 2020 at 20:54
    • Responder

    O Sr. Calves não consegue intuir, nem sequer compreender, porque não se quer informar e, apesar disso, vem falar do que não sabe.

    Qualquer criança ou adolescente, ao invés do Sr. Calves, intuirá facilmente as condições diferenciadas em que é colocado dentro das próximas semanas. Espero bem que alguém que lhe seja próximo lhe faça a narrativa na primeira pessoa.

    E a sugestão da aula-passeio também é pouco oportuna e ainda menos feliz. No passeio, ao ar livre, são proibidos ajuntamentos de mais de dez pessoas, situação absolutamente incompatível com o confinamento de 30 pessoas num espaço de 50/55 m2, durante horas consecutivas, máscara colocada, ar saturado ou ruído de trânsito, num esforço de falar ou de escutar sem possibilidade de ver expressões faciais, enfrentando condicionalismos de acesso ao WC, etc.

    Mas também haverá coisas boas neste regresso às aulas, Sr. Calves… Poucos professores encontrarão nas salas de aula alunos com as limitações de compreensão e de intuição que o Sr. apresenta.

    • Calves on 10 de Setembro de 2020 at 22:03
    • Responder

    Litania, sem acento circunflexo! Palavra grave!

    Não entendi o sentido da cantilena!

    Só sei que o regresso à escola é importante para a nossa sociedade, para a vida de todos, crianças, jovens e adultos.
    “ Que o sonho comanda a vida
    E que sempre que um homem sonha
    O mundo pula e avança
    Como bola colorida
    Entre as mãos de uma criança” como dizia o Gedeão na Pedra Filosofal e que se todos pudermos seguir com cuidado e com a confiança de que tudo faremos para minimizar os riscos não estaremos a comprometer os milhares de estudantes que contam com a escola para que as suas vidas não sejam ainda mais castigadas. Já nos chega o pessimismo que a terrível devastação provocada pela doença e que vemos crescer todos os dias, introduziu nos nossos espíritos. Desculpem, mas não compreendo: preferiam um Portugal com as escolas fechadas por não estarem garantidas todas as condições que idealizam?

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 10 de Setembro de 2020 at 22:10
    • Responder

    Teve mais calma do que eu a responder, esta narrativa insistente de que não havia alternativas é ignóbil e esta profunda incompetência fede mais do que uma pocilga de porcos.

    Neste momento tenho uma intolerância atroz a tal auto-comiseração dos nossos governantes e afins.

    Havia muitas, mas MUITAS alternativas.

    Incompetentes! O caos nas escolas e sociedade em geral é quase inevitável nos meses que se avizinham neste momento. Quais pirilampos qual o raio.

    Continuem a disseminar a narrativa de que não havia alternativas, devido à mente atrofiada que vos foi atribuída quando existiam MUITAS!

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 10 de Setembro de 2020 at 22:24
    • Responder

    Informe-se Calves, faça pesquisa na net de como o ano escolar está a/irá decorrer nos outros países da UE, em inglês, francês, alemão, italiano e não consuma acriticamente o que a comunicação social portuguesa divulga, dando os factos que lhe são apresentados de bandeja como dados adquiridos.

    Interaja com pessoas de outros países, Austrália, China, Coreia do Sul, Japão, Noruega, Holanda, Canadá, Itália, Bélgica, Espanha, República Checa, Polónia, Estados Unidos, Hungria, Grécia (se dominar o inglês) e tantos mais, e ouça em primeira mão os relatos que lhe são facultados na primeira pessoa, sem filtros e sem agendas políticas como ocorre nos media.

    • Manuel on 10 de Setembro de 2020 at 23:29
    • Responder

    Quando isso acontecer (mais de 10), chamem a polícia, denunciem e apresentem queixa.
    A polícia é obrigada a actuar e a aplicar multa .

    Acordai! De que têm medo? Do virus ou de outra coisa qualquer???

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 11 de Setembro de 2020 at 2:29
    • Responder

    Do vírus, e muito.
    E de irmos estar a trabalhar em ambiente fechados com dezenas de alunos, no meu caso, chegando aos 150 alunos diferentes em cada dia.

    https://expresso.pt/coronavirus/2020-09-10-Covid-19.-Virus-tambem-pode-afetar-o-cerebro-e-disturbios-podem-ser-fatais

    “Os pulmões são os mais afetados, mas também os rins podem sofrer lesões, bem como o fígado e os vasos sanguíneos. A lista de patologias associadas não se fica por aqui, com um novo estudo liderado pela Universidade de Yale, nos EUA, a identificar sintomas e complicações neurológicas em praticamente METADE dos infetados pelo novo coronavírus…”

    “Os resultados indicam que a infeção cerebral, apesar de provavelmente rara, pode mesmo ser mais mortífera do que as complicações respiratórias associadas à covid-19.”

    Lembram-se do aluno de 14-15 anos que morreu infetado com covid, mas que a causa da morte que foi estipulada foi meninginte (infeção no cérebro) ???????

    • Prof Possível (aka Maria Indignada) on 11 de Setembro de 2020 at 2:57
    • Responder

    E para quem anda a debitar escárnio, armado em valente e superior relativamente aos que consideram uma aberração as condições em que vamos trabalhar, elucidem-se.

    Os ditos recuperados de covid, apenas estabelece que são aqueles em que já não é detectada a presença do vírus.

    Já há vários estudos, desde há algumas semanas para cá, a afirmar que cerca de 50% dos infectados mantém-se com sequelas vários meses após a infeção, e não se sabe se irão recuperar por completo ou não.

    A imprensa internacional publicita estes fatos, normalmente tenho recolhido informação de sites dos USA.

    Agora os nuestros hermanis também publicitaram um caso de uma enfermeira na casa dos 40 que recuperou do covid, mas morreu passado alguns meses devido às sequelas provocadas pela infeção.

    Teve alta em Maio, recuperada da infeção, mas com sequelas que lhe viriam a tirar a vida nesta semana.

    “ha muerto este martes por las secuelas del coronavirus, cuatro meses después de haber recibido el alta.”

    https://elcaso.elnacional.cat/es/sucesos/video-muere-enfermera-secuelas-coronavirus-belen-mato-hospital-bierzo_37238_102.html

    Provavelmente foi noticiado por ser enfermeira que se infetou na luta contra o covid.

    Metade dos infetados continua a manifestar sequelas após MESES!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: