Palavras de apreço não pagam hipotecas. -Jorge S. Braga

 

Os professores estão, neste momento, numa posição que nunca tiveram ao longo da sua história. Não os há e cada vez vai haver menos.

A carreira é miseravelmente mal paga.

O trabalho é muito complexo e burocrático.

As possibilidades de progressão salarial no interior da carreira estão severamente limitadas.

O professor é o recurso onde todos os problemas da sociedade caem.

A Escola é a entidade que tudo deve resolver, na opinião errada de muitos, especialmente dos que não estão na educação.

A sociedade precisa efetivamente de uma população altamente qualificada ou Portugal, nos próximos anos, não vai a lado nenhum.

Portugal precisa urgentemente de corrigir os enormes erros do passado. Este é o momento de investir seriamente em educação.

Investir em educação passa por investir nos profissionais de educação. Todos.

Investir em melhores salários.

Investir numa melhor carreira, desde o primeiro dia.

Investir em melhores condições de trabalho.

Chegou a altura de os professores lutarem. Se agora paralisarem, os professores perderão o comboio em detrimento de um avião, de uma estrada ou de uma qualquer entidade financeira em dificuldades.

O Ministério da Educação, como dizia um colega, transformou-se numa empresa de trabalho temporário. Não geriu com cuidado os seus parcos e altamente especializados recursos humanos.

Qualquer gestor de recursos humanos sabe que o bem-estar dos seus trabalhadores é o ponto fulcral para uma organização bem-sucedida neste século. O bem-estar começa (mas não acaba) numa remuneração justa.

Parafraseando o CEO da Microsoft Satya Nadella: “palavras de apreço não pagam hipotecas.”

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2022/05/palavras-de-apreco-nao-pagam-hipotecas-jorge-s-braga/

23 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Bazofias on 22 de Maio de 2022 at 9:21
    • Responder

    Os maiores burucratas estão nos executivos, chega a ser doentio

    • Desiludida on 22 de Maio de 2022 at 9:27
    • Responder

    J. Braga concordo, e a lut tem que ser já, gasta-se dinheiro a eito neste país mas para os professores só tostões. Parecemos pedintes recebendo esmolinha. No entanto os sindicatos que fazem?Nada e o ministro empata com negociações. É tempo de voltar a exigir o tempo roubado. Quando derem conta acabaram as aulas e a época de provas, o único tempo em que uma greve teria efeito. Sindicato mobilizem-se, unam-se ou nunca mais terão outra oportunidade. Eu deixei de ser sindicalizada por uns meses, estou a ver qual é o/os que realmente me representam como professora. Desiludida.

      • Desiludida on 22 de Maio de 2022 at 11:32
      • Responder

      Você gosta de desinformar, esses salários não são os salários líquidos, e porquê tanto ódio aos professores? Mas não, divulgar salários líquidos não lhe interessa, tão baixos que na zona de Lisboa não dão nem para alugar um quarto, o importante para si é desancar nos professores. Conheço duas jovens com curso, que lhes permitiria ir para o ensino, que escolheram trabalhar num supermercado porque querem apoiar os pais com idade, podem trocar turnos sem problemas, tendo casa não tem que ir trabalhar para onde gastariam tudo em casa e transportes, os pais teriam que pagar a quem cuidasse deles…Os jovens abriram os olhos e como tempo de serviço não importa no ensino, têm muitos exemplos de professores na família, não mais pagam para ganhar tempo de serviço. Também ao sair do emprego ainda dão umas explicações e surpresa, poupam dinheiro e não precisam de pedir dinheiro aos pais, o que aconteceu enquanto lecionaram nos 2 primeiros anos em que foram professoras.

      1. Esse indivíduo é uma caso sério de psiquiatria. Odeia-se a ele próprio. Para além da manifesta incapacidade de pensar, refletir e construir um texto lógico, limita-se há anos a repetir parolices que tem “escrevidas” num qualquer dispositivo.
        Carece de atenção e, volta e meia, até lhe dão. Tal como nós os dois estamos a dar. Mas eu não vou além de 1 minutos. O resto tem de ser um especialista.

        • Ana Quinas on 22 de Maio de 2022 at 11:56
        • Responder

        o professor Karamba publicou a Tabela de Salários que se encontra em qualquer site do sindicato dos professores. É obvio que ninguem leva para casa o Salário Iliquido porque tem que fazer os descontos de IRS, Segurança Social e ADSE.
        De todo o modo, não são apenas os professores que fazem descontos. Todos os trabalhadores tem que fazer descontos.
        Os salários iliquidos aqui publicados estão corretos.
        A questão dos salários serem pequenos para arrendar um quarto ou um apartamento é transversal a todos os trabalhadores. Um enfermeiro, um Terapeuta, um Psicologo, um Fisioterapeuta tem o mesmo problema porque os preços da habitação estão muito elevados.

    1. Para Ana Quinas/alegado prof caramba (são o mesmo):
      é fácil pegar em tabelas e mostrá-las, é fácil falar do óbvio que é dizer as despesas são iguais para todos.
      Mostre também as tabelas salariais de outras carreiras da Administração Pública com as mesmas habilitações e quanto ganham. Mostre como ficam colocados, como são graduados e como são avaliados.
      Já vai mostrar? Muuuito bem, bom menino ou outra coisa qualquer.

      Para aumentar a sua aptidão de linguagem decente:

      “Idiota, excors et tunc demum promotus est ad idiotas”

    2. Ler a seguinte tabela e que até se refere a 2021, em vez de desinformar conforme a sua conveniência, está bem, Atento/alegado prof caraba/Camões/ Ana Quinas/Zéz´Camarina (são o mesmo indivíduo):

      https://economiafinancas.com/2021/tabela-remuneratoria-unica-da-funcao-publica-em-2021/

      Mais um contributo para o seu (des)intelecto:
      “Jeśli chcesz nadać swojemu domowi inny wygląd, wyciągnij brwi i przyklej je do sufitu.”

    3. O indivíduo com distúrbio de personalidade múltipla monocromática (caso raro) autonomeado como
      prof caraba/Atento/Camões/Ana Quinas revela sempre o mesmo tipo de linguagem e reacção. Acreditem ou não, precisamos deste tipo de intelecto nos blogs porque assim se constata a necessidade do ensino e dos docentes.

      Para que conste
      “professor karamba on 22 de Maio de 2022 at 14:24 #
      ————-
      ——————-

      És mais um Sitôr da Tanga que anda a MAMAR na dita Carreira Unica.

      Tem VERGONHA no Focinho……………não serves para mais nada do que leres o Dicionário………..Vai chapar Massa para as Obras que só te fazia bem………….

      As Sitôras da Tanga na sua maioria nem para Limpar Escadas de um prédio servem e os Sitôres da Tanga só se for para acartarem Baldes de Massa nas Obras………….não tem COMPETÊNCIAS para mais nada……..são umas Burras e uns burros do car(V)alho……………não prestam…………..30% desta gentalha devia ser corrida a pontapé…………….

      ————–
      —————————”

      • Sardão pró Karamba. on 22 de Maio de 2022 at 14:47
      • Responder

      Não levem a mal o professor Karamba.
      Ele é um doente vítima do Sardão, do qual não consegue passar um dia sem dele abusar.
      Ultimamente tem andado pior da mona porque tem usado e abusado da versão Sardão Costa de 30 de janeiro.
      O jumento do karamba anda todo em ferida por levar abundantemente com o dito cujo.

    • Maria on 22 de Maio de 2022 at 10:34
    • Responder

    Então? Salários, salários… ou algo mais?
    Claro que o dinheiro não pode compensar tudo.

    • Mário Rodrigues on 22 de Maio de 2022 at 10:41
    • Responder

    O artigo é bom, mas tem um erro de fundo: O Ministério e o Governo não erraram.
    Estão a executar, com sucesso, o plano de destruição da escola pública!

  1. Os professores exigem:
    RESPEITO e JUSTIÇA
    porque já se faz tarde para um futuro melhor!

      • Camões on 22 de Maio de 2022 at 11:09
      • Responder

      .
      Acabem com as 25.000 BAIXAS MÉDICAS ANUAIS E PERMANENTES

      Acabem com o ABSENTISMO do Artigo 102º e deixem de Faltar á Tripa Forra

      Acabem com as MPDês para que não existam 100 professores a coçaar esquinas numa Escola de Bragança.

      Acabem com a VERGONHA da Carreira Unica em que uma palerma qualquer com um Curseco do PIAGET e quejandos ganha uma salário Principesco

      Acabem com o NOJO e serão Respeitados e Admirados!
      .

      1. Para Ana Quinas/alegado prof caramba/Camões (são o mesmo):
        é fácil pegar em tabelas e mostrá-las, é fácil falar do óbvio que é dizer as despesas são iguais para todos.
        Mostre também as tabelas salariais de outras carreiras da Administração Pública com as mesmas habilitações e quanto ganham. Mostre como ficam colocados, como são graduados e como são avaliados.
        Já vai mostrar? Muuuito bem, bom menino ou outra coisa qualquer.

        Para aumentar a sua aptidão de linguagem decente:

        “Idiota, excors et tunc demum promotus est ad idiotas”

          • Em defesa do Karamba, aliás Camões, Atento, etc. on 22 de Maio de 2022 at 14:53

          Não levem a mal o professor Karamba.
          Ele é um doente vítima do Sardão, do qual não consegue passar um dia sem dele abusar.
          Ultimamente tem andado pior da mona porque tem usado e abusado da versão Sardão Costa de 30 de janeiro.
          O jumento do karamba anda todo em ferida por levar abundantemente com o dito cujo

    • Ricardo on 22 de Maio de 2022 at 10:57
    • Responder

    A falta de professores nas escolas, pelos vistos, também é culpa dos professores.
    Para os sucessivos governos a culpa de todos os problemas relacionados com a educação é dos professores e resolve-se castigando-os ainda mais.
    Realmente assim fica difícil estar motivado para esta profissão.
    Os sucessivos Ministérios da Educação não vêm o problema, ou não o querem ver… O verdadeiro problema é que a carreira não existe, os salários são baixos para o atual custo de vida, e se não há professores foi porque deixou de se investir nesta profissão e as regras mudam ao sabor do vento criando a instabilidade que todos conhecemos.
    Na escola eu sou mais do que professor, ensino, educo alunos e por vezes até os pais, sou administrativo e para além de tudo isto, todos os anos tenho de imaginar: qual será a próxima invenção do Ministério para o concurso? Que regras vão mudar? Será que no próximo ano vou dar aulas? Se sim, onde?
    Hoje nunca escolheria ser professor…

      • Atento on 22 de Maio de 2022 at 11:19
      • Responder

      Como te entendo!…………
      Hoje nunca escolheria ser professor… pois claro que não escolherias, taalvez fosses para Servente de Pedreiro transportar Baldes de Massa porque se te tirarem a Escolinha Pública não tens Competências para mais do que isso.
      Dá graças a Deus por teres emprego numa escolinha publica se não serias um desgraçado.

      Já agora!……está descansado porque, neste momento, não há a suposta falta de professores que andam para aí a falar. Neste momento temos EXCESSO DE PROFESSORES.

      Neste momentos, temos 40.000 Desgraçadas e Desgraçados que andam a Tapar-Buracos (Sitôras Contratadas)

      Neste momento, temos 25.000 Baixas Médicas Permanentes Anualmente.

      Neste momento tems 2.000 Sitôres e Sitôres Destacados (a coçar esquinas) em Associações e outros locais (foram cedidos pelo Ministério da Educação)

      Neste momento, temos MILHARES de Professores a Coçar Esquinas nas Escolas á sombra da Mobilidade por Doença (MPD)

      Neste momento, temos Milhares de Sitôras e Sitôres da Tanga em MOBILIDADE.

      Tudo isto, não se chama “falta de professores”….chama-se MÁ GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS
      .

      1. Alegado Atento/prof caramba/similares:

        Apenas algumas frases para nelas meditar

        – vade ut tuum culi;
        – nenda kachukue punda wako;
        – In tempore matris tuae pussy;
        – 進入你媽媽的陰戶

      2. Les voix grincheuses des ânes n’atteignent pas le paradis.

          • Karamba, Atento, Camões on 22 de Maio de 2022 at 15:03

          Peço desculpa pelas postas de pescado que aqui posto.
          Como sabem tenho um problema que é gostar de Sardão, em várias versões: tomo Sardão simples ao pequeno almoço; ao meio dia, tomo com o rápida versão V55.7; à noite fico com a versão Sardão Costa de 30 de janeiro.
          Com tanto Sardão diário, a minha mona anda a falhar.
          Eu não tenho culpa, a culpa é do dito cujo.

      3. Para Ana Quinas/alegado prof caramba/Camões (são o mesmo):
        é fácil pegar em tabelas e mostrá-las, é fácil falar do óbvio que é dizer as despesas são iguais para todos.
        Mostre também as tabelas salariais de outras carreiras da Administração Pública com as mesmas habilitações e quanto ganham. Mostre como ficam colocados, como são graduados e como são avaliados.
        Já vai mostrar? Muuuito bem, bom menino ou outra coisa qualquer.

        Para aumentar a sua aptidão de linguagem decente:

        “Idiota, excors et tunc demum promotus est ad idiotas”

    • Pinto on 22 de Maio de 2022 at 11:55
    • Responder

    Muito bom…

    Palavras bonitas não pagam hipotecas.

    • Pedro on 22 de Maio de 2022 at 13:04
    • Responder

    o subprime é fodido

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: