Cada Vez Falta Menos…

… para os professores em início de funções com horário completo estarem a receber o salário mínimo. Muitos até já recebem menos devido às suas despesas com deslocações e uma segunda habitação.

Já era tempo de os aumentos salariais serem distribuídos também por quem recebe pelo menos até 2.000€

 

Governo dá luz verde a novo salário mínimo de 665 euros

Lisboa, 27/04/2020 – Decorreu hoje na TSF uma entrevista
conduzida por Ricardo Alexandre a Ana Mendes Godinho, Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social
(Orlando Almeida / Global Imagens)

O Conselho de Ministros aprova, esta terça-feira, o aumento do salário mínimo nacional (SMN) para 665 euros, mais 30 euros do que aquele que está em vigor.

A medida beneficiará um universo de 742 mil pessoas, o que corresponde a 21% dos trabalhadores de Portugal e 13,2% do total da massa salarial nacional.

A subida do SMN é vista pelo Governo como decisiva na estratégia global de devolução dos rendimentos, combate à pobreza e redução das desigualdades sociais. “É, também, uma forma de responder à crise, não através da redução dos salários, mas assumindo a centralidade dos salários e dos rendimentos como um instrumento determinante para a recuperação e estímulo do consumo interno”, justifica Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, ao JN.

O risco de pobreza dos trabalhadores em Portugal é de 13%. Desde que António Costa chegou ao Governo, o SMN já subiu 31,68%, o que equivale a um crescimento de 160 euros em seis anos. Quando tomou posse como primeiro-ministro, em novembro de 2015, o SMN estava em 505 euros. Em 2016 subiu para 530 euros, depois 557 euros, a seguir 580 euros, em 2019, 600 euros, este ano, 635 euros e, em 2021, será de 665 euros. Esta subida será acompanhada de um apoio extraordinário para as empresas fazerem face ao custo adicional, e que “será pago de uma vez só”, revela Ana Mendes Godinho. Os detalhes do apoio estão a ser delineados entre os ministérios do Trabalho, Economia e Finanças.

Paralelamente, o Governo atualizará os contratos de prestação de serviços do Estado em que haja muitos trabalhadores com salário mínimo, como forma de “garantir que o aumento acontece efetivamente nos trabalhadores abrangidos”.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/12/cada-vez-falta-menos/

11 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • lucas on 22 de Dezembro de 2020 at 20:56
    • Responder

    e pq não até 2500€ ?

    ja sei … nao te atinge

    • Rui Manuel Fernandes Ferreira on 22 de Dezembro de 2020 at 21:21
    • Responder

    Não se misture tudo, esse que é um objetivo de quem governa, dividir para reinar.
    1. O salário mínimo deve subir;
    2. Os professores são profissionais altamente qualificados mal pagos.

    • João on 22 de Dezembro de 2020 at 21:28
    • Responder

    Início de funções ou a contrato há 10, 15, 20, 25 anos. Diz que os contratados também são professores mal pagos, embora haja quem ache que devem andar pelo 8º escalão, ou coisa assim.

    • Toni on 22 de Dezembro de 2020 at 23:50
    • Responder

    O egoísmo plasmado neste post roça o ridículo e perverte qualquer lógica minimamente humana. Então, o problema de subir o salário mínimo é que poderá, no limite, vir a atingir o salário de um professor? O que é grave no nosso país é continuarem a existir pessoas que trabalham de sol a sol e não saem do limiar da pobreza. De 665 a 1500 euros ainda vai uma pequena diferença, não acha? Desejar ganhar mais, todos desejamos, mas subir o salário mínimo tratar-se de dar alguma dignidade a quem trabalha, não conforto económico.

    • lucas on 23 de Dezembro de 2020 at 9:20
    • Responder

    o que eu sei é que um licenciado ha uns anos atras passado dois anos ganhava um salario decente, hoje ganha 800€

    depois queixam-se que nao ha €€€ para as reformas … sabem quem paga as reformas atuais?

    acordem

    • lucas on 23 de Dezembro de 2020 at 9:21
    • Responder

    em qq profissao

    • Arthur on 23 de Dezembro de 2020 at 9:52
    • Responder

    O problema é nivelar por baixo.
    O conhecimento e os salários.

    • Kratov on 23 de Dezembro de 2020 at 10:43
    • Responder

    Os salários dos professores devem ser aumentados uma vez que estes profissionais apenas tem aumentos se progredirem de escalão. São profissionais em vias de extinção mal pagos com a casa às costas e com despesas a dobrar.

    • JJM on 23 de Dezembro de 2020 at 12:34
    • Responder

    O problema não é se o salário é de mil euros, seria fantástico se, no actual custo de vida em Portugal, um trabalhador numa função de menos responsabilidade e qualificação /competências pudesse auferir mil euros mensais. O problema é um trabalhador com funções de responsabilidade, competências e qualificações apenas ganhar mil euros, e nesse sentido o subtítulo “cada vez falta menos” é desastroso, revela pobreza de espírito, inveja e patetice. Quer dizer que se o ordenado mínimo fosse duzentos e cinquenta euros, no presente custo de vida em Portugal, mil euros para um professor seria justo?

    • Atento on 23 de Dezembro de 2020 at 13:49
    • Responder

    ————
    ———————–

    Aqueles a quem chamam de “professores” são hoje um conjunto de entertaineres.

    Aquilo a que chamam “ESCOLA” é apenas um ENORME ARMAZEM onde se depositam os rebentos para que os progenitores possam dar sequencia ás suas atividades (ludicas, profissionais, criminais…..).

    Aquilo a que chamam “ESCOLA” é apenas uma ENORME CANTINA SOCIAL onde se amamentam os Filhos dos Desgraçados desta vida…sim!…a escola é um sitio onde se come uma refeição quente e que os FAMINTOS agradecem…..O chamado Estado Social não tem outro sitio para lhes fornecer a comida de que necessitam….

    Aquilo a que chamam “ESCOLA” é apenas um LOCAL DE ENTRETENIMENTO (educação sexual, educação ambiental, cidadania, desporto escolar….) onde um conjunto de pessoas designados de “professores” entretem a maralha para que esta não ande a deambular pelas ruas.

    É Isto a dita “ESCOLA PUBLICA”…..

    Face a esta realidade os entertaineres até estão Muito Bem Pagos…não merecem mais …. não souberam defender a profissão e esta DEGENEROU …..

    ————–
    ——————————–

      • JJM on 23 de Dezembro de 2020 at 15:27
      • Responder

      A Escola pública pode também ser isso. Aceitando esse pressuposto como verdadeiro, da mesma forma, a escola privada, também pode ser isso, um depósito, um armazém, com uma enorme diferença e que não faz da escola privada uma melhor escola, pelo contrário, a média da classificação do aluno é proporcional ao valor da propina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: