28 de Agosto de 2015 archive

“Animação, hoje é sexta!” (em memória de António Gaio | 1925 – 2015)

Viva! Boa noite!

Quase a chegar ao fim o mês de agosto, entraremos em breve em novo ano letivo, que desejo seja repleto de sucessos pessoais e profissionais.

A marcar este reinicio da rubrica “Animação, hoje é sexta!”, uma HOMENAGEM. Muitos devem recordar-se de um nome incontornável da animação de há algumas décadas, pelo menos da televisão: Vasco Granja. Mas existe outro nome incontornável que dedicou as últimas quatro décadas da sua vida ao CINEMA DE ANIMAÇÃO e ao CINANIMA (entre outros projetos). Chama-se ANTÓNIO GAIO.

ANTÓNIO GAIO deixou-nos na passada semana, com 90 anos de idade e deixou o Cinema de Animação Português mais pobre. António Gaio (1925 – 2015) foi durante os últimos 35 anos diretor do CINANIMA – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho que completa este ano a sua 39.ª edição. Ficará também para a história o seu livro, única referência portuguesa, publicado no âmbito da Porto 2001: História do Cinema Português de Animação – Contributos”.

Para hoje, e em homenagem e memória de D. António (como carinhosamente o tratávamos no CINANIMA), um filme de animação que tem a sua chancela. Através da sua investigação, chega-se aquele que será, provavelmente, o primeiro filme de animação português: “O pesadelo de António Maria”, realizado por Joaquim Guerreiro. A reconstituição deste filme foi conseguida a partir de 159 desenhos originais e 8 legendas manuscritas. A existência deste filme de 1923 era conhecida através de referências em jornais da época e a relação entre essas referências e os desenhos foi estabelecida em 2001, precisamente por António Gaio.

“O mais antigo filme português de animação que se conhece, estreado a 25 de Janeiro de 1923 como “sketch” da revista Tiro ao Alvo em cena no Eden-Teatro, em Lisboa. Realizado pelo caricaturista Joaquim Guerreiro. Do filme original não sobreviveu qualquer metragem. Em 2001 foi feita uma primeira reconstituição digital a partir de fotocópias dos desenhos originais” [ apresentada oficialmente no CINANIMA 2001, aquando da comemoração dos 25 anos do festival ]. “Em 2006 foi executada uma nova versão, desta vez a partir de fotografias dos desenhos originais. Os desenhos pertencem à Coleção Ricon Peres e estão depositados no Museu da Presidência da República.”

É esta versão de 2006 que vos damos a conhecer, com realização e produção da reconstituição por Paulo Cambraia © 2003 e desenhos originais fotografados pela produtora Boa Memória (Carlos Manuel / Fátima Marques).

Espero que gostem da animação, com desejo de excelente ano letivo 2015/2016. Para a semana que bem, estaremos de volta. Sempre às sextas, pelas 21 horas!

Para hoje, a memória e o legado que nos deixa ANTÓNIO GAIO, com o agradecimento por tanto que nos deu e pelo que pudemos aprender consigo.

Até sempre, D. António…

967552 11870847_10153658644808469_3518106396825180477_n

(Crédito da imagem da esquerda, © Nelson Garrido, Jornal Público)

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/animacao-hoje-e-sexta-em-memoria-de-antonio-gaio-1925-2015/

Por Aqui se Percebe

… porque há tantos pedidos de Mobilidade por Doença no QZP2.

É uma luta desenfreada para conseguir colocação nesse QZP, no grupo 110, entre os docentes mais graduados.

Esta é a primeira página de colocações no grupo 110 da Mobilidade Interna.

mpd

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/por-aqui-se-percebe/

Nota Informativa Sobre a Publicação das Listas

Aceitação entre o dia 31 de Agosto e 1 de Setembro na aplicação SIGRHE (48 horas) e Apresentação na escola de colocação entre o dia 31 de Agosto e 2 de Setembro (72 horas).
Os docentes sem componente lectiva e que não obtiveram colocação apresentam-se na sua escola de PROVIMENTO.

 

Download do documento (PDF, 126KB)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/nota-informativa-sobre-a-publicacao-das-listas/

Todas as Listas em Ficheiro Zipado

Depois de abrirem cada um dos ficheiros de extensão .rar as todas as listas de hoje encontram-se em pastas.

Já se encontram aqui as listas de não colocados, ordenação, desistências e exclusão.

 

CONTRATAÇÃO

MOBILIDADE INTERNA

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/todas-as-listas-em-ficheiro-zipado/

Passos Para Inserir um Pedido de Permuta

Ficam aqui os passos essenciais para inserirem um pedido de permuta na Aplicação das Permutas.

 

Em primeiro lugar devem fazer o vosso registo onde diz Novo Registo1

Usem o vosso e-mail verdadeiro, um nome de utilizador à escolha e escolham a vossa password para criarem o utilizador.2 De seguida preencham os vossos dados para serem contactados se houver interessados em permutar. Nas pesquisas, por definição, o vosso nome, o vosso número de telemóvel e e-mail estão confidenciais. Se quiserem permitir que vejam os dados dados têm de autorizar nas opções de privacidade.
4 Escolhem agora a vossa situação.

O tipo de professor (QA/QE/QZP ou Contratados), escolhem o vosso grupo de recrutamento do Dropdown, o número de horas a que estão obrigados na vossa componente lectiva, o QZP a que pertence a vossa escola, o Concelho e por fim a Escola onde estão colocados.
5De imediato podem indicar os Concelhos para onde pretendem permutar.

Podem escolher concelhos individualmente ou seleccionar todos os concelhos de um determinado QZP. Quanto mais alargarem a vossa escolha mais possibilidades de permuta podem ter.8 Depois de inseridos os vossos dados podem pesquisar as permutas existentes.

Lembro que os utilizadores gratuitos não terão acesso ao menu COMPATIBILIDADES que gera de forma automática as permutas compatíveis, nem terão acesso em primeira mão às permutas inseridas na aplicação.6 Este menu é apenas para utilizadores PREMIUM.7

 

 

Para ter mais possibilidades de conseguir em primeira mão ter a possibilidade de permutar deve subscrever a conta PREMIUM.

Os utilizadores PREMIUM recebem de imediato um alerta por e-mail e SMS quando existir uma permuta compatível e têm acesso com 3 horas de antecedência às permutas inseridas que os restantes utilizadores.

 

premium 5

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/passos-para-inserir-um-pedido-de-permuta/

Comunicado ANVPC – Confirma-se, de novo, a precariedade laboral permanente de milhares de professores ao serviço do Estado português!

naoA melhoria da qualidade do serviço educativo e das aprendizagens, bem como a valorização e o desenvolvimento pessoal e profissional dos professores, são condições essenciais para o prestígio e dignificação da Escola Pública e da profissão docente, e para a promoção de um ambiente de estabilidade, confiança e colaboração ativa na escola. A realização deste desígnio é de interesse nacional e deve constituir-se como fator aglutinador através do intercâmbio de ideias e de experiências entre todos os agentes educativos. Nessa medida, a qualidade da Escola pública, preconizada no Estatuto da Carreira Docente, não é possível ser atingida com a instabilidade e insegurança no trabalho, nomeadamente a precariedade laboral permanente de professores que têm desempenhado funções docentes no Ministério da Educação e Ciência (MEC) no decurso dos últimos 5, 10, 15 e mais anos. Parte da resolução recente da precariedade laboral dos professores teve início em 2013, após uma ação assertiva da Associação Nacional dos professores contratados – ANVPC junto da tutela, confirmada com a realização de um primeiro Concurso para Vinculação Extraordinária, e prosseguiu com um novo concurso, deste âmbito, em 2014. Ambos vieram, na totalidade, a permitir a vinculação aos quadros do Ministério da Educação e Ciência de cerca de 2.600 docentes. Já no corrente concurso de professores foram vinculados aproximadamente 1.500 docentes, embora, tal como várias vezes referido por esta organização, através de um modelo de acesso aos quadros que aprofundou as injustiças e incrementou as desigualdades de direito no acesso às funções públicas.

No entanto, e apesar das cerca de 4.000 entradas nos quadros (deveras insuficiente face à paralela dispensa de milhares e milhares de professores) após a análise das listas de colocação de professores contratados hoje publicadas é visível que continuam a ser sucessivamente contratados docentes com muitos e muitos anos de serviço em escolas diretamente tuteladas pelo Ministério da Educação e Ciência, não lhes tendo sido, até à data, permitido o seu justo, e legal, vínculo. É ainda de lamentar profundamente os milhares e milhares de professores que já desenvolvem há muitos anos trabalho ao serviço do MEC e não obtiveram, à data, qualquer colocação, em grande parte pela ineficiência da máquina concursal da tutela, que virá certamente a apresentar, nas próximas semanas, um elevado número de vagas nas quais deviam, agora, já ter sido colocados os devidos professores (atrasando, nas escolas, a normal abertura do ano letivo, e promovendo uma maior precariedade laboral destes docentes, provocando, nomeadamente, interrupções na sucessividade das suas colocações, pela referida inoperância do mecanismo concursal, e a que estes docentes são totalmente alheios).  

Mais, os docentes contratados continuam, ano após ano, a ser alvo de um (in)constante quadro legislativo que tem transformado as colocações de professores (e as suas vidas e as das suas famílias) numa autêntica “roleta-russa”, proporcionando uma tal instabilidade no sistema de colocações que faz com que que nenhum docente saiba com o que contar, nem em que formação e experiência deverá investir, nem, muitas das vezes, em que pressupostos se deve basear para a realização das suas preferências concursais (por falta de informação da tutela, ou pela publicação de esclarecimentos em momentos posteriores aos desejados).   

Face ao exposto, torna-se, entre outras medidas,  urgente e inadiável,

1) Estabilizar o regime de concursos e de colocação de professores, pelo que urge, logo após a tomada de posse do novo governo, iniciar rapidamente o processo de alteração do D.L. n.º 83-A/2014 de 23 de maio (dado que o Ministério da Educação e Ciência se mostrou intransigente em efetuar qualquer tipo de mudança no mesmo para aplicação ao presente concurso de professores), criando um regime global, e eficiente, de contratação de docentes, em conformidade com os avanços técnicos e tecnológicos do século XXI, permitindo uma colocação atempada de todos os professores em todas as tipologias de escolas sobre tutela do MEC (concurso nacional, TEIP e Autonomia);

2) Cumprir a Resolução da Assembleia da República n.º 35/2010 de 4 de maio (que teve origem numa petição pública entregue na Assembleia de República com cerca de 5.000 assinaturas e dinamizada por muitos dos membros fundadores/dirigentes da ANVPC, e que resolveria, em grande maioria, definitivamente, o problema de instabilidade profissional dos professores contratados portugueses) através da abertura, durante o presente ano letivo 2015/2016, de um novo concurso extraordinário para vinculação de professores contratados;

3) Permitir uma urgente flexibilização através da extensão da aplicação da “norma-travão” a um maior número de professores, que, desde 2001, cumprem os requisitos plasmados na Diretiva 1999/70/CE, articulando a aplicação desta norma com outro modelo que permita a vinculação urgente, pela graduação profissional, dos docentes que detêm vários anos de serviço nas escolas tuteladas pelo Ministério da Educação e Ciência  (com ou sem contratos anuais, completos sucessivos), proporcionando, paralelamente, a estes docentes, uma prioridade concursal superior à de outro qualquer professor advindo de qualquer tipologia de entidade privada de educação;

4) Reparar as injustiças consequentes da recorrente ineficiência do mecanismo de colocação de professores, ocorrida essencialmente nos últimos anos letivos, amplamente divulgada pelos meios de comunicação social, pela ANVPC e por outras organizações de professores, pelas Associações de Pais e Encarregados de Educação, pelos Diretores de Escolas e pelos demais parceiros educativos;

5) Alocar aos devidos grupos de recrutamento vários horários destinados a Técnicos Especializados, que são, muitas das vezes, contratados para lecionarem disciplinas para as quais existem grupos de docência previstos no Estatuto da carreira Docente;

6) Reforçar o número de docentes nas escolas públicas portuguesas, incrementando o número de horas para o desenvolvimento de projetos dos mais variados âmbitos (cidadania, empreendedorismo, etc.) e de apoios pedagógicos, potenciando, nessa medida, a possibilidade de sucesso educativo para todas as tipologias de alunos;

É ainda urgente que seja rapidamente dado seguimento às colocações na Bolsa de Contratação de Escola (BCE), permitindo, no cumprimento dos normativos legais vigentes, que os docentes contratados colocados em Contratação Inicial/Reserva de Recrutamento possam optar pela sua colocação nesse regime, ou por outra, mais favorável, decorrente da BCE. É fulcral que seja, este ano, devidamente operacionalizado um correto mecanismo de articulação das várias modalidades de concurso/colocação (Concurso Nacional e BCE), que permita o cumprimento dos imperativos de equidade e de igualdade de oportunidades entre professores contratados. Esta organização acolhe, no entanto, de forma positiva, que o MEC tenha voltado a divulgar as listas de colocação durante o mês de agosto, esperando que durante a primeira quinzena de setembro sejam, para além das colocações da BCE, ainda divulgadas várias Reservas de Recrutamento, na perspetiva de que as escolas tenham a  totalidade dos seus professores colocados atempadamente, e possam, adequadamente, realizar todas as atividades de arranque do ano letivo.   

Será com a convicção, a firmeza e a postura construtiva que nos carateriza, que continuaremos a desenvolver ações que defendam o fim da precariedade docente e o fim da utilização abusiva de contratos a termo pelo Ministério da Educação e Ciência (em prol da dignificação, valorização e reconhecimento da profissão docente, como baluarte da defesa da qualidade, do rigor e da excelência do serviço público educativo).

Nessa medida, e tal como previsto, com base nos dados decorrentes da publicação das presentes listas, e das que se seguirão nas próximas semanas (Reservas de Recrutamento e BCE), será realizada, pela ANVPC, uma nova denúncia às entidades europeias, demonstrando que o Estado português continua a submeter a uma precariedade laboral permanente, milhares e milhares de professores.

 

A direção da ANVPC

28.08.2015

http://anvpc.org/confirma-se-de-novo-a-precariedade-laboral-permanente-de-milhares-de-professores-ao-servico-do-estado-portugues/

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/comunicado-anvpc-confirma-se-de-novo-a-precariedade-laboral-permanente-de-milhares-de-professores-ao-servico-do-estado-portugues/

Listas de Colocações no Blog DeAr Lindo

Vão ficar aqui disponibilizadas as listas que me forem chegando e eu conseguir retirar.

 

RENOVAÇÕES

 

COLOCADOS

CONTRATAÇÃO INICIAL

100

110

120

200

210

220

230

240

250

260

290

300

310

320

330

340

350

400

410

420

430

500

510

520

530

540

550

560

600

610

620

910

920

930

MOBILIDADE INTERNA

100

110

120

200

210

220

230

240

250

260

290

300

310

320

330

340

350

400

410

420

430

500

510

520

530

540

550

560

600

610

620

910

920

930

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/listas-de-colocacoes-no-blog-dear-lindo/

Números do Concurso

Para ir analisando ao longo da tarde.

 

Do total de 13130 docentes dos quadros que concorreram, 11936 ficaram colocados,

Ficaram colocados 2833 docentes na contratação inicial mais 949 por renovação.

As escolas pediram 17850 horários e ficaram assim por preencher 2132 horários.
números

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/numeros-do-concurso/

949 Renovações

De acordo com a seguinte distribuição por grupo de recrutamento.

Fica aqui a lista de renovações para quem não consegue abrir no site da DGAE

 

renovacoes

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/949-renovacoes/

Listas da Contratação Inicial

Publicitação das listas definitivas de Contratação Inicial 2015/2016

 

Listas definitivas de Ordenação, Colocação e Não Colocação

100 – Educação Pré-Escolar Ordenação Colocação Não Colocação
110 – 1º Ciclo do Ensino Básico Ordenação Colocação Não Colocação
120 – Inglês (1º Ciclo do Ensino Básico) Ordenação Colocação Não Colocação
200 – Português e Estudos Sociais-História Ordenação Colocação Não Colocação
210 – Português e Francês Ordenação Colocação Não Colocação
220 – Português e Inglês Ordenação Colocação Não Colocação
230 – Matemática e Ciências da Natureza Ordenação Colocação Não Colocação
240 – Educação Visual Tecnológica Ordenação Colocação Não Colocação
250 – Educação Musical Ordenação Colocação Não Colocação
260 – Educação Física Ordenação Colocação Não Colocação
290 – Educação Moral e Religiosa Católica Ordenação Colocação Não Colocação
300 – Português Ordenação Colocação Não Colocação
310 – Latim e Grego Ordenação Colocação Não Colocação
320 – Francês Ordenação Colocação Não Colocação
330 – Inglês Ordenação Colocação Não Colocação
340 – Alemão Ordenação Colocação Não Colocação
350 – Espanhol Ordenação Colocação Não Colocação
400 – História Ordenação Colocação Não Colocação
410 – Filosofia Ordenação Colocação Não Colocação
420 – Geografia Ordenação Colocação Não Colocação
430 – Economia e Contabilidade Ordenação Colocação Não Colocação
500 – Matemática Ordenação Colocação Não Colocação
510 – Física e Química Ordenação Colocação Não Colocação
520 – Biologia e Geologia Ordenação Colocação Não Colocação
530 – Educação Tecnológica Ordenação Colocação Não Colocação
540 – Eletrotecnia Ordenação Colocação Não Colocação
550 – Informática Ordenação Colocação Não Colocação
560 – Ciências Agropecuárias Ordenação Colocação Não Colocação
600 – Artes Visuais Ordenação Colocação Não Colocação
610 – Música Ordenação Colocação Não Colocação
620 – Educação Física Ordenação Colocação Não Colocação
910 – Educação Especial Ordenação Colocação Não Colocação
920 – Educação Especial Ordenação Colocação Não Colocação
930 – Educação Especial Ordenação Colocação Não Colocação

 

Lista definitiva de Desistências – Consulte

Lista definitiva de Retirados – Consulte

Lista definitiva de Renovação – Consulte

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/listas-da-contratacao-inicial/

Listas da Mobilidade Interna

Publicitação das listas definitivas de Mobilidade Interna 2015/2016

 

Listas definitivas de Ordenação, Exclusão, Colocação e Não Colocação

100 – Educação Pré-Escolar Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
110 – 1º Ciclo do Ensino Básico Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
120 – Inglês (1º Ciclo do Ensino Básico) Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
200 – Português e Estudos Sociais-História Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
210 – Português e Francês Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
220 – Português e Inglês Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
230 – Matemática e Ciências da Natureza Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
240 – Educação Visual Tecnológica Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
250 – Educação Musical Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
260 – Educação Física Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
290 – Educação Moral e Religiosa Católica Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
300 – Português Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
310 – Latim e Grego Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
320 – Francês Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
330 – Inglês Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
340 – Alemão Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
350 – Espanhol Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
400 – História Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
410 – Filosofia Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
420 – Geografia Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
430 – Economia e Contabilidade Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
500 – Matemática Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
510 – Física e Química Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
520 – Biologia e Geologia Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
530 – Educação Tecnológica Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
540 – Eletrotecnia Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
550 – Informática Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
560 – Ciências Agropecuárias Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
600 – Artes Visuais Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
610 – Música Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
620 – Educação Física Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
910 – Educação Especial Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
920 – Educação Especial Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação
930 – Educação Especial Ordenação Exclusão Colocação Não Colocação

 

Lista definitiva de Retirados – Consulte

Lista definitiva de Colocação Administrativa – Consulte

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/listas-da-mobilidade-interna-2/

Listas da Mobilidade Interna e Contratação Inicial

Publicadas hoje às 13:57.

Publicitação das listas definitivas de Ordenação, Exclusão, Colocação, Não Colocação, Desistências, Retirados, Renovação e Colocação Administrativa de Mobilidade Interna e Contratação Inicial 2015/2016

 

 

Mobilidade Interna – ano escolar de 2015/2016

Contratação Inicial – ano escolar de 2015/2016

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/listas-da-mobilidade-interna-e-contratacao-inicial/

Cerca de 1100 Docentes Sem Componente Lectiva

A maior parte deles docentes QA/QE.

 

Esta é a primeira informação que tenho para vos dar.

 

Mas em breve não devem faltar notícias e análises.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/cerca-de-1100-docentes-sem-componente-lectiva/

Sinais dos Tempos

… que não espantam, tendo em conta o elevado número do desemprego.
 

Alguns dos novos funcionários das escolas podem ser tratados por doutor

Com o vagar imposto pela burocracia, os concursos para seleccionar os novos assistentes operacionais que tanto vigiam os recreios como limpam os WC já arrancaram em muitas escolas. Sem surpresa, os directores vêem chegar currículos de licenciados.

 

 

A selecção dos novos 2882 funcionários das escolas já está a decorrer, e entre os candidatos, “estão a aparecer licenciados e até doutorados”, disse nesta quinta-feira Filinto Lima, vice-presidente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP). “Uma situação que não é nova, adiantou ao PÚBLICO o director de um agrupamento de escolas de Alcobaça, que dois dias após a abertura do concurso já recebeu 60 candidaturas, entre as quais as de duas psicólogas e de uma assistente social.

Sérgio Afonso, director do Agrupamento de Escolas Gaia Nascente, em Gaia, e Gaspar Vaz, que dirige o de Cister, de Alcobaça, não percebem o espanto. Nos últimos anos, já ambos viram licenciados a trabalhar como assistentes operacionais nas respectivas escolas – com Contratos de Emprego e Inserção (enquanto recebiam subsídio de desemprego) ou como tarefeiros (a ganhar 3,20 euros por hora). “Neste caso estamos a oferecer ordenado mínimo, um lugar no Estado, que ainda vale alguma coisa, e um contrato de um ano, ainda por cima renovável. Infelizmente, basta isso para tornar estas vagas muito apetecíveis, mesmo para licenciados”, concorda Paulo Ribeiro, director-adjunto do agrupamento de Escolas de Valbom, em Gondomar.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/sinais-dos-tempos-2/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: