5 de Agosto de 2015 archive

Contabilidade Interessante de Ser Feita…

(…) O reforço da saúde psicológica nas escolas origina “retornos económicos elevados” que podem atingir os 812 milhões de euros, diz a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP).

Estes números, diz a OPP, baseiam-se em estudos internacionais que acompanham os estudantes ao longo do seu percurso até chegar à vida activa, segundo os quais por cada 7,83 euros investidos por aluno o retorno é de 180 euros.

Os estudos apontam ainda que se o investimento for superior, cerca de 25,68 euros por aluno, o benefício pode atingir os 660,51 euros e traduzir-se num retorno que poderá atingir os 812 milhões de euros.

Tendo em conta que existem em Portugal cerca de 1.280.000 alunos no ensino básico e secundário nas escolas públicas, “concluímos que podiam ser obtidos ganhos elevados com a implementação de programas de prevenção e promoção da saúde psicológica nas escolas”, faz saber a OPP, citada pela Lusa.

Apesar de não haver estudos em Portugal sobre esta matéria, há um conjunto de indicadores – taxa de reprovações, elevado abandono escolar, baixas qualificações dos trabalhadores e os níveis de salários que auferem – que corrobora “o imenso retorno que teria um investimento precoce nestas áreas em Portugal”.

“A reprovação de um aluno no ensino público (no básico e no secundário) custa cerca de 4.000 euros”, se reprovarem 120 a 130 mil estudantes, como aconteceu em 2014, são 500 milhões de euros anuais, só em custos directos, exemplificou.

Para a OPP, o reforço da intervenção psicológica, como vários estudos indicam, é um “factor fundamental na prevenção” destes “fenómenos de absentismo, retenção e abandono escolar”, mas também de obtenção de ganhos económicos.

As boas práticas internacionais defendem um rácio de um psicólogo por 1000 alunos, mas em Portugal esse rácio é de um psicólogo por 1645 estudantes no ensino público e de um para 795 no ensino privado.

Para a Ordem, estes números apontam para “um desequilíbrio claro entre aquilo que é a resposta da escola pública e da escola privada nesta matéria em Portugal”.

Além disso, frisou, há psicólogos a trabalharem em condições precárias, com contratações de 20 horas para um agrupamento de escolas, muitas vezes, com cerca de 1500 alunos.

Muitas vezes, “o psicólogo chega à escola em meados de Outubro, sem conhecer os professores, os alunos e a comunidade escolar e é bombardeado com um sem número de casos urgentes, nos quais a intervenção é iminentemente clínica e não configura aquilo que é a intervenção em psicologia da educação”, sublinhou a OPP. (…)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/contabilidade-interessante-de-ser-feita/

Mais 3 Listas de Mobilidade Estatutária

Será que não podiam despachar estas listas de uma vez só?

 

05 Agosto 2015

 

 

Mobilidade Docentes 2015-2016_Colégios e Externatos II_art.º 67.º n.º 2 c)

Mobilidade Docentes 2015-2016_Portaria n.º 1102_97_DSR Algarve_art.º 68

Mobilidade Docentes 2015-2016_ Fundação Portuguesa A comunidade Luta Contra a Sida II_art.º 68.º alínea b)

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/mais-3-listas-de-mobilidade-estatutaria-2/

As Assinaturas Digitais Não Podiam Servir Para Isto?

Na era das tecnologias avançadas não havia necessidade de manter-se tradições antiquadas.

 

assinaturasCorreio da Manhã (05-08-2015)

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/as-assinaturas-digitais-nao-podiam-servir-para-isto/

Concurso da Madeira

Encontra-se aberto desde hoje e até ao dia 7 de Agosto o Concurso Externo e da Contratação Inicial à Região Autónoma da Madeira.

Devem aceder à aplicação de Gestão de Pessoal Docente (Agir) para entrar na candidatura.

 

agir

 

Mais informações neste artigo.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2015/08/concurso-da-madeira-3/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: