adplus-dvertising

O Que Se Pode Esperar Para Esta Semana?

Tendo em conta que a definição da fórmula matemática para a Bolsa de Contratação de Escola está a ser reformulada (esta fórmula serve também para as contratações de escola) e que deve acontecer em breve, prevejo que:

  • No início da semana sejam colocados os docentes com ausência da componente letiva e os docentes contratados através da Reserva de Recrutamento;
  • Seja reformulada a fórmula da classificação final dos docentes e que seja publicada no site de cada escola a nova lista ordenada, com as respetivas colocações enviadas ao candidato por e-mail;
  • Sejam retomados os pedidos de horário na contratação de escola (presumo que quem já submeteu a candidatura a cada uma das escolas, que não precisará de o fazer de novo, mas convém confirmarem isso nessa altura).

 

O que muitos acham que devia acontecer e que tenho dúvidas que o MEC se disponha a fazer:

  • Anular a ponderação dada as escolas na BCE;
  • Voltar à fase “zero” e iniciar novamente o concurso da BCE;

 

O que acho mais provável que seja feito:

  • Anulação dos subcritérios que não sejam possíveis de aferir o grupo de recrutamento e a escola a que o docente se candidatou;
  • Publicação das novas listas de ordenação com a nova fórmula;
  • Colocação dos docentes com base na nova classificação para as vagas anteriormente preenchidas;
  • As colocações em duplicado para o mesmo horário serão mantidas ao longo do ano letivo, é possível que para minimizar os custos o MEC tente recolocar noutra escola o docente colocado da 1ª vez.

 

O que se devia garantir com estas confusões:

  • Que o tempo de serviço e o vencimento retroagisse ao dia 1 de Setembro para todos os horários pedidos até ao dia 15 de Setembro de 2014, independentemente de ser numa colocação por Reserva de Recrutamento, BCE ou Contratação de Escola.
  • Que os docentes mal retirados da Mobilidade Interna e que concorreram na 2ª prioridade pudessem obter colocação na Reserva de Recrutamento 1;
  • Que as renovações pedidas pelas escolas fossem concedidas também na RR1.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2014/09/o-que-se-pode-esperar-para-esta-semana/

34 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • mary on 21 de Setembro de 2014 at 18:22
    • Responder

    E eu pergunto: na colocação dos docentes com ausência da componente letiva, haverá possibilidade de serem colocados numa escola TEIP ou autónoma? Grata!

    • Asilva on 21 de Setembro de 2014 at 18:37
    • Responder

    Arlindo, acha que as colocações dos docentes com ausência de componente letiva na RR1 serão feitas numa lista, como nos outros anos e de acordo com a legislação ou serão feitas neste sistema de “ao minuto” com aviso para o mail do docente? Obrigada.

      • Maria on 21 de Setembro de 2014 at 20:46
      • Responder

      Também tenho a mesma dúvida do colega Asilva. O que acha Arlindo? Obrigada

    • conceição on 21 de Setembro de 2014 at 18:39
    • Responder

    E os professores que pediram reavaliação dos indeferimentos injustos da Mobilidade por doença, quem nos diz alguma coisa, isto é vergonhoso.

      • Ana Paula Miguéis Gonçalves Sá on 21 de Setembro de 2014 at 18:47
      • Responder

      Estou com a Conceição…Arlindo, colegas e nós???????? é uma falta de civismo e sei lá mais o quê? Vai fazer um mês que estou de atestado médico. Sei que já sairam para uns, mas não pode ser assim bolas. Que raio de concursos é um abuso, uma falta de respeito pela nossa Saúde, pelas nossas famílias até mesmo pelos nossos alunos…é uma vergonha.

      • Mafalda Alberty on 21 de Setembro de 2014 at 21:20
      • Responder

      E os que, como eu, viram o pedido indeferido por estar colocada no mesmo concelho, apesar de ser por MPD, uma vez que fui retirada da MI no ano passado? Foi-nos dito que só agora em setembro poderíamos concorrer e até agora nada. Continuo de atestado médico até quando? É uma vergonha!!

      • Jose on 22 de Setembro de 2014 at 9:56
      • Responder

      Arlindo e colegas, também me encontro de atestado médico a aguardar a 2 fase da mobilidade por doença. O atestado está a terminar e vou ter que o renovar. Por quanto tempo? O que está a impedir a disponibilização de uma aplicação. É uma falta de respeito e consideração por aqueles que nem horário terão, nem irão implicar com a colocação dos restantes colegas. Será que os senhores não percebem que o meu horário na escola onde estou colocado poderia passar de temporário a anual?

    • Tecas on 21 de Setembro de 2014 at 18:56
    • Responder

    Arlindo, tens ouvido falar alguma coisa sobre as renovações?

    • MTF on 21 de Setembro de 2014 at 19:04
    • Responder

    Concordo com quase tudo, só não concordo que quem entrar na RR1 tenha o tempo de serviço a produzir efeitos a 1 de Setembro, muitos professores nos quais eu me incluo, concorrem sempre a nível nacional para não perder tempo de serviço, enquanto alguns preferem arriscar só perto de casa. Se todos soubessem que a RR1 produzia efeitos a 1 de Setembro poderiam ter concorrido de forma diferente. Quando à contratação de escola, concordo que os horários pedidos até de 15 de Setembro devem produzir efeitos a 1 de Setembro.

      • drika on 21 de Setembro de 2014 at 19:09
      • Responder

      Não seja mau colega, caramba. O Arlindo tem razão! Onde já viu a sua postura? 🙁

    • drika on 21 de Setembro de 2014 at 19:07
    • Responder

    Então, os colocados na 2ª Reserva vão passar à frente dos colocados naquele monstro da Bolsa? A que está errada? Se o ministro não recolocar os docentes ultrapassados na Bolsa nas escolas onde ficariam em 1º lugar, caso não tivessem sido ultrapassados indevidamente por professores que ocuparam os seus lugares com horários completos, vamos ter um ano prenhe de reclamações no jurídico dos sindicatos. Assim, a vergonha continua. Com papas e bolos se enganam os tolos. A legalidade seria sempre anular estas listas e recolocar os docentes em função das novas. para ficar tudo na mesma, não vale a pena mexer.

    1. Ou atrasar a colocação de contratados na reserva, mesmo assim já criou injustiças a 1ª colocação porque quem ficou longe na CI podia ter ficado perto na BCE.

    • CABB on 21 de Setembro de 2014 at 19:19
    • Responder

    E aqueles contratados que ficaram colocados na BCE no dia 12? É justo ficarem colocados quando o foram porque as listas estavam erradas? Não percebo que justiça é esta… Os colegas não tiveram culpa, é certo, mas nós, os que ficamos de fora, também não! Sendo um concurso público, no qual existiram, comprovadamente, irregularidades, esses colegas deveriam simplesmente sair e voltar às listas. Mesmo que aconteça o que o Arlindo referiu acima: “As colocações em duplicado para o mesmo horário serão mantidas ao longo
    do ano letivo, é possível que para minimizar os custos o MEC tente
    recolocar noutra escola o docente colocado da 1ª vez.”, a injustiça mantém-se. Se forem recolocados noutra escola, poderão estar a ocupar um lugar que, eventualmente, não seria para eles… Enfim. Veremos.

      • drika on 21 de Setembro de 2014 at 19:31
      • Responder

      Concordo. Os alunos não seriam prejudicados mais do que foram e estão a ser. Mais vale começar do zero. Para que serviu esta famigerada Bolsa? Porque não é td RR? Gostaria que um colega estrangeiro visse o processo de recrutamento de docentes em Portugal. Uma vergonha! Até esse coraria de vexame!

        • mariarodrigues34 on 22 de Setembro de 2014 at 14:58
        • Responder

        penso que há uma confusão com a BCE. Estou numa escola com autonomia e o que me foi transmitido pela diretora,é que a bolsa apenas serve para substituições temporárias de professores que faltem. Os outros horários foram para as RR e CI

      • Vítor on 21 de Setembro de 2014 at 20:29
      • Responder

      Exatamente. É uma injustiça se aqueles que foram indevidamente colocados fiquem nas escolas. Beneficiar de um erro alheio não deve servir para tirar daí benefícios. Se a Segurança Social me fizer um pagamento indevido ao invés do canalizar para a pessoa correta eu tenho de devolver o dinheiro. O mais que se devia consentir era pagar os dias de trabalho a quem ficou indevidamente colocado(aqueles que não mentiram) e contar-lhes esse tempo de serviço.

        • Pedro.Rod on 21 de Setembro de 2014 at 21:13
        • Responder

        Então? E os que ficaram na CI/RR por engano? Esses já ficavam? Uns ficavam outros não?

          • CABB on 21 de Setembro de 2014 at 21:58

          Todos os que, comprovadamente, tiverem obtido colocação de forma ilegal, deverão sair. É simples. No entanto, não sei se o MEC irá resolver todos os casos. É tanto erro, e em tantos lados (CI/RR/MI/BCE e sei lá mais o quê…) que, provavelmente, alguns não serão penalizados… Veremos o que sai nas listas desta semana. Se ainda se verificarem ilegalidades, temos de continuar a lutar e a reclamar junto das entidades competentes.

        • mpl on 22 de Setembro de 2014 at 0:00
        • Responder

        Concordo com o que disse.

      • CC on 22 de Setembro de 2014 at 15:44
      • Responder

      Então e aqueles casos que como o meu, que deveriam ter tido a recondução e não a tiveram por causa de um erro, que ficaram colocados pela BCE e que afinal vêm a colocação invalidada porque alguém foi incapaz de redigir perguntas de forma correta? Será justo, eu e outros tantos na mesma situação, termos que pagar pela INCOMPETÊNCIA do MEC?

    • Mat-500 on 21 de Setembro de 2014 at 20:15
    • Responder

    Arlindo, na sua opinião os critérios do género daquele que lhe enviei há dias e que diz respeito às Habilitações Académicas, mas que não diferencia o Mestrado Pré do Pós Bolonha, também serão anulados nesta fase do concurso da BCE e Contratação de Escola. Obrigada

      • bridge_mat on 21 de Setembro de 2014 at 20:22
      • Responder

      Arlindo,atendendo à forma modificada da plataforma ,Horários /contratação,penso que vão colocar as vagas da BCE juntamente com as ofertas de escola e assim evitam a publicitação dos critérios por escola.Em cada horário fica mencionado os respectivos critérios e sua ponderação.

        • Prof on 21 de Setembro de 2014 at 21:55
        • Responder

        E, na sua opinião, teremos de concorrer novamente a esses horários? Obrigada.

    • patrícia lajoso on 21 de Setembro de 2014 at 20:16
    • Responder

    Arlindo, gostava que me informa-se de um assunto relacionado com as renovações. Os agrupamentos ainda podem fazer renovações ou a dgae é que ainda faz?

      • Tarecaaa on 21 de Setembro de 2014 at 21:13
      • Responder

      informasse

    • Sol on 21 de Setembro de 2014 at 21:42
    • Responder

    Gostaria de saber porque carga d’água as pessoas que se provar que foram erradamente colocadas na BCE vão continuar colocadas, uma vez que há muita gente melhor classificada que está em casa a xuxar pelo dedo?

    • ginbras on 21 de Setembro de 2014 at 21:53
    • Responder

    O melhor seria mesmo acabar com esta borrada de concursos..BR OE..enfim..que salgalhada. Uma lista de graduação e colocações de acordo com a mesma para todos os tipos de escolas..fossem TEIP ou com autonomia ou outra qualquer!

    • mpl on 22 de Setembro de 2014 at 0:03
    • Responder

    Não é possível que não anulem as listas e partam tudo do zero, em que país estamos ? Vão tirar o lugar de alguém. Professores em duplicado para não haver mais substituições em todo o ano? Estou farta disto tudo, mas não em casa a ver todas estas injustiças.

    • Maria on 22 de Setembro de 2014 at 3:31
    • Responder

    As renovações, o processo mais injusto embora nascido e criado para se fazer justiça… Chega a ser perverso.

    • hcqs on 22 de Setembro de 2014 at 9:32
    • Responder

    E os que ficaram mais longe de casa pela CI e esperavam até dia 17 de setembro (horários completos e anuais) tendo a hipótese da BCE; uma hipótese de não ter se mudar de casa com filhos atrás (mudando-lhes a vida durante mais um ano das suas vidas)?

    • Carlos Madeira on 22 de Setembro de 2014 at 9:49
    • Responder

    Acompanhei um amigo à escola onde trabalha, TEIP. E participei numa conversa entre colegas de trabalho do quadro. Não fiquei surpreendido, mas revoltado, por perceber que tenho de responder a critérios ignóbeis para trabalhar numa escola TEIP e que esses colegas estão muito menos capacitados para o lugar. Acabem com os subcritérios e coloquem os professores pela graduação: há mais justiça e todos são competentes, estou certo. Deixem-nos trabalhar!

    • Jose on 22 de Setembro de 2014 at 9:54
    • Responder

    Arlindo e colegas, também me encontro de atestado médico a aguardar a 2 fase da mobilidade por doença. O atestado está a terminar e vou ter que o renovar. Por quanto tempo? O que está a impedir a disponibilização de uma aplicação. É uma falta de respeito e consideração por aqueles que nem horário terão, nem irão implicar com a colocação dos restantes colegas.

    • Sapinho Verde on 22 de Setembro de 2014 at 10:19
    • Responder

    SE OS GAJOS DO MINISTÉRIO FOSSEM ESPERTOS …
    Pegavam nas ofertas de escola disfarçadas de Grupo de Recrutamento (em técnicos especializados), e aproveitavam esses horários para tapar a asneirada que fizeram com a BCE …
    Claro que quem se lixava eram os “AFILHADOS” dos diretores! (que muitos deles nem são profissionalizados nesse grupo de recrutamento)

    • Rui F on 22 de Setembro de 2014 at 13:17
    • Responder

    Deixo aqui um pequeno exemplo que mostra outro erro se as respostas aos subcritérios não forem validadas antes da saídas das listas da BCE, prejudicando gravemente os mais honestos.
    O AE Pinheiro e Rosa abriu na semana passada ofertas de escola para educação especial 1. Depois de começar a receber candidaturas sentiram necessidade de colocar o seguinte esclarecimento no site: “Nas horas de formação a que se refere o ponto anterior [Habilitações e formação complementar], nos Horários H1 a H8, não se incluem as habilitações que conferem a qualificação profissional para o grupo a que se candidata.” Pergunto quantos candidatos terão incluído o tempo da especialização nas horas de formação? E será que os diretores vão denunciar esses contratos por declarações falsas ou, havendo necessidade de ocupar a vaga o mais rapidamente possível, fingem que não repararam?
    Este é só um exemplo de massificação de uma resposta errada a um subcritério, haverá certamente outros…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: