adplus-dvertising

Estimativas Que Dei para o Correio da Manhã

… que não devem andar muito longe da realidade.

Se em média faltarem 5 docentes por agrupamento (independentemente do número de horas do horário) facilmente se chega ao número 4 mil.

Por curiosidade, apenas nas escolas artísticas de António Arroio e Soares dos Reis faltam 108 docentes (ou técnicos especializados, conforme denominação na aplicação de contratação de escola).

Como a Reserva de Recrutamento 1 serve para ajustar as necessidades das primeiras colocações do ano letivo e ainda não foram feitas essas colocações é espectável que exista um elevado número de colocações na primeira reserva de recrutamento.

O número até pode ser mais elevado se consideramos as colocações de técnicos especializados que foram apagadas da aplicação SIGHRE na passada sexta-feira.

 

 

CM 4 mil

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2014/09/estimativas-que-dei-para-o-correio-da-manha/

16 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Luísa Novo on 22 de Setembro de 2014 at 14:07
    • Responder

    Sem contar os mais de 3000 das AEC.

    • Miffy on 22 de Setembro de 2014 at 14:21
    • Responder

    Mas será que a RR também fica em “standby” enquanto não resolverem a trapalhada da Bolsa?

    • Jorge Teixeira on 22 de Setembro de 2014 at 14:21
    • Responder

    E os 8000 da pacc!

    • Ana Pereira on 22 de Setembro de 2014 at 14:37
    • Responder

    E como estará a situação daqueles colegas de QA que foram obrigados a concorrer à MI e que foram colocados noutra escola tendo sido entretanto libertado um horário (por motivo de rescisão) na sua escola de provimento? No dia em que se apresentaram nas novas escolas os diretores das escolas de provimento receberam um mail da DGAE a informar que se os docentes em questão assim o desejassem (e isso ficasse registado por escrito) poderiam voltar… Pois esses nossos colegas estão neste momento a ocupar duas vagas de quadro (uma na escola onde foram colocadas na MI e outra na escola de provimento para onde querem voltar…) Quando será que esses horários ficam disponíveis?? Mais uma trapalhada…

      • mariarodrigues34 on 22 de Setembro de 2014 at 14:55
      • Responder

      Eu faço parte dos colegas dos QA que concorreu à MI e que ainda aguarda colocação numa escola que nem é a sua e onde nem tem horário , servindo de pau para todo o serviço. Só se fala dos contratados e os do quadro foram esquecidos

        • Maria Ana on 23 de Setembro de 2014 at 1:46
        • Responder

        Também sou QA e concorri a MI mas não fui colocada. Neste momento o meu agrupamento tem horário completo para mim e não mo pode atribuir pois ainda não obteve autorização. Os alunos estão sem aulas..

          • mariarodrigues34 on 23 de Setembro de 2014 at 8:50

          soube ontem que a minha escola me quer de volta. Só ainda não voltei pois estou a meio de um módulo do profissional e as diretoras das escolas acordaram que eu voltarei para a minha escola dia 1

    • carla330 on 22 de Setembro de 2014 at 14:54
    • Responder

    Mais um problema matemático do ministro: 1%? Significa então que há 400000 professores em Portugal? Esta situação afeta bem mais que o que o sr. Ministro afirma…

    • This Mortal Coil on 22 de Setembro de 2014 at 14:58
    • Responder

    FALTA AQUI O SANTANA CASTILHO……o resto é uma mera ilusão…..Gostaria muito de o ver como ministro da Educação…….o resto já é uma ilusão estatística e mórbida…..SANTANAS CASTILHO ADMIRO O TEU TRABALHO…..É PURO E SEM ARTIFÍCIOS. Disse.

    • PL on 22 de Setembro de 2014 at 15:10
    • Responder

    C A L M A….

    Nuno Crato falou na polémica que está a marcar o arranque do ano letivo, para afirmar que espera que a situação seja resolvida “ATÉ AO FINAL DA SEMANA”.

    12:14 Segunda feira, 22 de setembro de 2014

    In: http://expresso.sapo.pt/ministerio-ainda-nao-sabe-como-resolver-o-problema-do-concurso-de-professores=f890504#ixzz3E3NIUr9c

    • mariarodrigues34 on 22 de Setembro de 2014 at 15:20
    • Responder

    acabei de ser informada nas escola onde fui colocada em MI 2013/2014 e na qual estava com horário 0, de que vou regressar à minha escola de origem para as AEC’s. Não fui informada pela minha escola pois esta onde estou solicitou que eu ficasse mais uma semana para terminar um módulo de um curso profissional.

      • mariarodrigues34 on 22 de Setembro de 2014 at 15:21
      • Responder

      Sou do grupo 600 (3º ciclo/secundário)

    • Maria Nunes on 22 de Setembro de 2014 at 15:32
    • Responder

    Na Secundária da Portela faltam pelo menos 3 professores para baixas por motivos de doença prolongada.

      • carlota on 22 de Setembro de 2014 at 16:59
      • Responder

      Quanto ao modo de procedimento do Ministério da Educação que transmite a comunidade nacional, que tudo corre dentro da normalidade. Temos que confrontar fortemente o mais vivo protesto.
      O Arlindo demonstrou bem!
      “…os docentes de baixa médica e licença de maternidade e os que foram destacados para outros serviços da administração pública não foram ainda substituídos. Por outro lado, depois do erro da bolsa de contratação, o ministério de educação e ciência suspendeu a colocação de docentes e técnicos especializados através da chamada oferta escola”. “A minha estimativa é de que faltarão em média cinco professores por cada agrupamento ou escola não agrupada, o que dá cerca de 4000mil professores em falta no País, muitos deles no 1º ciclo”…
      …se cada professor em falta tiver, em média,100 alunos para ensinar, o problema de falta de docentes afectará 400mil estudantes”…“em 2013, os primeiros ajustes pedidos pelas escolas, houve quase 1400 substituições de docentes, através da reserva de recrutamento, que este ano ainda não colocou um só professor…” As escolas pediram 2226 horários para técnicos e docentes, mas o Mec retirou as listas da plataforma”. pág. 19.
      Como o Ministério age de forma correcta, responde!
      Serviços do Ministério da Educação e Ciência estiveram a
      trabalhar durante o fim-de-semana para reconfigurar ordenação dos professores
      contratados, mas ainda “não há uma solução” para o problema.

      http://www.vercapas.com/redir/371fa6fbbe2360bfd592adee176cbf64.html

      A suspeita fica a pairar no ar!
      Criou o mais brutal problema de colocação de professores, porque juntou todas as candidaturas num único momento(desde a educação pré-escolar, passando pelo 1º ciclo até aos 2º e 3º ciclos esecundário; concurso interno e concurso externo…etc); entregou a tarefa a umaempresa de informática que não possuía experiência na matéria; não promoveu o diálogo entre a equipa dos procedimentos, do lado do Ministério da Educação, e a dos informáticos, do lado da empresa. O sistema
      andou “engalinhado”,” Hot Dog”, lançando erros para a opinião pública.

      Obrigada, Arlindo .

    • gi on 22 de Setembro de 2014 at 19:05
    • Responder

    Para quando as permutas?

    • João Paulo on 22 de Setembro de 2014 at 22:34
    • Responder

    e há professores contratados que foram colocados na CI em horário zero! A juntar aos do quadro que já não tinham turmas…. Verifiquem o grupo 530 no Agrupamento Escolas Rafael Bordalo Pinheiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: