LURDES TEVE AZAR: O PAI DEIXOU-A ESTUDAR (Movimento Humor sem Medo

 

LURDES TEVE AZAR:
O PAI DEIXOU-A ESTUDAR

A Lurdes sempre foi aplicada.
A alegria do pai.

Podia ter começado a trabalhar aos 16, aos 18,
como tantas da sua criação.
Num banco. Nas Finanças. Naquela empresa de automóveis. Ou na Câmara.
Mas o pai tinha outros planos para ela.

Estudante aplicada, boa aluna, faz o liceu
e entra na universidade.
Acaba aos 22.
E começa a trabalhar.

No tempo das vacas gordas, a Lurdes, perdão a Dra. Lurdes, podia reformar-se aos 55 de idade, com 30 de serviço.
Mas quando chega aos 55 de idade, já com 33 de serviço,
a Lei mudara seis meses antes.
Tem de continuar a trabalhar.

A Dra. Lurdes tem muitos colegas que se reformaram
pela Lei Velha.
Mas a ela já não a deixaram reformar-se.
As colegas passam os dias no café, os meses a viajar,
os anos a descansar. Justamente.
A cuidar dos netos.
Ela continua a trabalhar. Todos os dias.

Um dia – há sempre uma luz ao fundo de um túnel… – a Esquerda promete-lhe acabar com a injustiça!
Sempre preocupada com os trabalhadores,
a Esquerda faz aprovar outra Lei: reforma aos 60,
com 40 de serviço.

A Dra. Lurdes, no entanto, volta a ter azar: aos 60 de idade
só tem 38 de serviço.
E quando chega aos 40 de serviço já tem 62 de idade.
Não dá!, dizem-lhe.
Mais uma vez não dá para ela!
Para outros (os de 60+40), sim. Para ela (62+40), não.

Parece estúpido? É mesmo estúpido, mas é assim.
A Lei esquerdista apenas se aplica a quem tem simultaneamente 60 de idade e 40 de serviço.

Ou seja, os nascidos em 1959 e que começaram a trabalhar em 1979 puderam reformar-se em 2019 sem penalização.
Os nascidos em 1960 e que começaram a trabalhar em 1980 podem reformar-se em 2020.

A injustiça, afinal, continua. E, agora, ainda é maior do que antes.
Que azar! Azares sucessivos.

A Dra. Lurdes tem agora 64 anos, quase 65. E 42 anos
de serviço, quase 43.
O Estado diz-lhe para continuar mais dois anitos.

Em 2022, quando finalmente chegar à reforma,
terá trabalhado 45 anos.
Aqueles seis meses em que não apanhou a Lei Velha significam ter de trabalhar mais 15 anos do que as colegas. Meia vida!

Agora, quase aos 65, a Dra. Lurdes vê-se obrigada
a usar o computador.
Cumpridora, acata as ordens
e dá o seu melhor. Todos os dias.
Mesmo no dia em que se esquece de ligar o microfone
e provoca a galhofa dos alunos.

Acertaram! A Dra. Lurdes é professora.
Se tivesse sido deputada, não teria aturado os “filhos dos outros” (aturaria outros “filhos”…) e só tinha precisado de 12 anos para chegar à reforma.

A Lurdes teve sorte: o pai deixou-a estudar.
Hoje pensa que talvez fosse melhor ter ido para os empregos com que sonhava na infância – a Caixa, as Finanças,
a companhia dos telefones ou a empresa dos automóveis. Até mesmo a Câmara.

– Este texto muito esclarecedor
foi escrito (a rogo do Movimento de Humor)
pelo nosso amigo Mário Martins
(um dos excelentes jornalistas de Coimbra).

Obrigado amigo Mário Martins.

Desenho do cartunista Gomes

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/lurdes-teve-azar-o-pai-deixou-a-estudar-movimento-humor-sem-medo/

9 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • maria on 4 de Junho de 2020 at 10:26
    • Responder

    DRª Lurdes

    Faltou dizer uma coisa muito importante :
    as suas colegas QUE aos 16 ou 18 aninhos – com apenas o 5º ano , ou pouco mais – deixaram de estudar e foram “dar aulas” , hoje ou estão reformadas (os) ou estão uns bons escalões acima de si. Ganhando mais, claro !
    O seu pai é que não “devia” permitir que estudasse ( por favor, entenda a ironia)

    • maria on 4 de Junho de 2020 at 10:55
    • Responder

    Drª Lurdes

    Honra ao seu Pai por ter permitido que fosse estudar , em vez de começar a trabalhar aos 16 ou 18.
    Não faltará por aí que diga em surdina “Não estudasses pá “.
    Este caso – verídico ou não – retrata milhentas outras situações bizarras e insuportavelmente injustas .

    • motta on 4 de Junho de 2020 at 12:15
    • Responder

    Na altura da saída desta lei, questionei os grupos parlamentares “esquerdistas” se era mesmo isto que queriam aprovar, se não haveria ali um equívoco qualquer. Que sim, que se iam continuar a bater-se pela reforma aos sessenta e não sei que mais. Contribuíram grandemente para que o meu lado esquerdo fosse ficando paralisado.
    Mas, afinal, pensando um pouco, se não fosse assim iam viver de quê?

    • motta on 4 de Junho de 2020 at 12:16
    • Responder

    Que se iam continuar a bater-se… não fica muito bem!

    • Paulo Pereira on 4 de Junho de 2020 at 14:24
    • Responder

    Vivemos num país de gente estúpida, mesmo.
    E quanto mais alta é a hierarquia, mais estúpidos encontramos.

    Obviamente que é revoltante termos leis absolutamente kafkianas, ou mesmo esquizofrénicas.
    Pergunto-me se quem as fez, as terá feito de boa-fé.
    Num país em que se vive de “esquemas”, de pouco ou nada adianta vivermos num regime alegadamente democrático. E de Direito (sabem o que isto significa?)

    As esquerdas sobrevivem e renascem todos os anos com a ladainha, já bolorenta, da comemoração das Liberdades , no 25 de Abril.
    Na prática, temos vindo a constatar a progressiva degradação do perfil dos agentes políticos, onde cada vez mais se nota a hipocrisia e as retóricas manhosas e enviesadas, e a sobrevivência pessoal no seu “tacho” político, numa perspectiva de que quem está no poleiro, seja ele qual for, manda nos outros ou está acima. E o esquema é tão perverso que o pacto desses agentes políticos é garantir o poleiro dos seus “compadres” em outras instâncias, caso porventura se considerem incómodos para o grupo. Ou seja, um político, incompetente em outra profissão, tem sempre lugar garantido numa qualquer empresa como alto quadro, preferencialmente um quadro do Estado. Isto foi elevado a norma em todos os quadrantes políticos.

    Não sou saudosista nem nunca fui.
    Mas conheço suficientemente a História para constatar que no Estado Novo (convém sempre dizer “de má memória”) havia mais seriedade nos cargos públicos, salvaguardando o facto das leis da altura serem obsoletas, aos olhos de hoje, mas, porém, coerentes com o contexto histórico.
    Com isto quero referir-me à atitude e o espírito de servir o país, que se perdeu ou se relativizou.

    E nunca a falta de informação e de esclarecimentos foi tão gritantemente notória como nos dias de hoje! A alienação popular em torno de Futebol, Telenovelas, programas de entretenimento em directo, absolutamente medíocres, ganhou um espaço mediático tal que o jormalismo de investigação acaba por ter o rótulo de “populista” ou “incómodo” aos olhos de certa gente.
    Muito mais haveria a dizer sobre os “fretes” que os meios de comunicação social fazem ao divulgar notícias internacionais absolutamente tendenciosas e populistas.

    Os grandes políticos portugueses que surgiram no pós-25A herdaram uma atitude de honestidade e de sentido de dever, vinda do passado.
    Hoje, com as novas gerações de políticos Millennials, perdeu-se muito dessa atitude. Os caciques de outrora deram lugar a novos caciques.
    E constatamos bem isso nas nossas Escolas/Agrupamentos.
    Ou seja, tudo se mantém sob o céu deste Portugal, um país cada vez mais intragável, onde as injustiças se passeiam com um sorriso cínico e muitas selfies.

    PQP

    • Manuel on 4 de Junho de 2020 at 16:01
    • Responder

    A minha avó dizia “quanto maior é o burro, maior é o coice”.

    As leis da assembleia são feitas “à medida” de alguém. Sempre. Reparem bem.É triste? É.

    Essa dos 60+40 favoreceu quem? É ver a lista dos aposentados e tirem as vossas conclusões. Ai se houvesse jornalistas de investigação a sério…

    Os esquerdistas? Está quieto. Estão amordaçados pela geringonça. “É o poder, estúpido.”

    • Paula on 4 de Junho de 2020 at 22:13
    • Responder

    Agora é a vez de eu contar a história da Céu que o pai não deixou estudar, toda vida trabalhou por conta própria, 12 horas por dia, sete dias por semana, nunca teve férias, nunca ficou desempregada pois criou o seu próprio trabalho. Começou a trabalhar aos 10 anos, casou criou 3 filhos, deu-lhe o que não lhe deram a ela e encerrou o seu estabelecimento quando fez 65 por motivos de saúde. Não teve direito a desemprego e terá de esperar quase dois anos para receber cerca de 400 euros. Isto sim é um escândalo. Não viveu á espera de ter 50 para se reformar.

    • Alecrom on 4 de Junho de 2020 at 23:14
    • Responder

    Governação no século XXI:
    Governos da direita fasciszoide:
    7 anos, quatro meses e meio.
    Governos da esquerda patriótica:
    Caminhamos para o 14.° ano.
    Para o ano que vem passam a mais do dobro.
    Se contarmos o 1.º Governo Guterres, a proporção é de 7/18.
    Com a Geringonça.2… 7/22.
    Já agora, recordo: 3X7=21.

    • Sorceress on 5 de Junho de 2020 at 0:13
    • Responder

    TEMOS UM HACKER NO CHAT OU DE ALGUÉM COM PODERES DE MODERADOR OU ADMINISTRADOR A DESTRUIR O CHAT :
    – ALGO PRECISA DE SER FEITO!!

    ARLINDO, O TARECO (MODERADOR DO CHAT) DISSE QUE JÁ FALOU CONTIGO E, COMO NADA FIZESTE , QUE FIQUE PÚBLICA A MINHA POSIÇÃO, porque se te manda-se um mail era capaz de ter o mesmo efeito da conversa que tiveste com o Tareco.

    PRECISAS DE MUDAR OS TEUS DADOS DE ACESSO E TAMBÉM A PALAVRA PASSE DO MAIL QUE DESTE PARA CRIAR O CHAT NO CBOX. DEPOIS APAGAS O CHAT E COMEÇAS UM CHAT NOVO SEM AUTORIZAÇÕES .
    DEPOIS PODES ESCOLHER UMA PESSOA NOVA DA TUA CONFIANÇA PARA O MODERAR.

    NÃO POSSO SER EU OU O TARECO OU RUI OU OUTRA PESSOA QUE JÁ TENHA SIDO MODERADOR OU ADMINISTRADOR (porque a nossa imagem já está gasta e porque um de nós até poderia, eventualmente, ser o artista que continua a apagar o chat e banir indiscriminadamente) .
    DEVE SER ALGUÉM NOVO E EM QUEM CONFIES COMPLETAMENTE.

    Se, depois de fazeres isto, o chat continuar a ser apagado, tens de mudar de chat. PORQUE NESTE CASO FOI MESMO HACKEADO!
    Existem outros chats disponíveis na net, mas pesquisa antes, para escolheres um sem fragilidades (ou com poucas fragilidades) que o exponham a ataques de hackers.

    POR OUTRO LADO.
    SE A TUA INTENÇÃO É MESMO DEIXAR MORRER O CHAT… ENTÃO DEIXA-O MORRER COM DIGNIDADE:
    Não o deixes agonizar numa morte lenta enquanto o “Hacker (ou algum moderador ou administrador mal intencionado) vai apagando tudo e banindo quem lhe apetece. Ao mesmo tempo que uns quantos trolls dão saltos de alegria e aproveitam a confusão para atuarem sem controle.
    – ESCREVE UM ARTIGO EXPLICANDO PORQUE JÁ NÃO QUERES UM CHAT NO TEU BLOG E PRONTO!!! APAGAS E CHAT E FIM!

    Assinado: Sorceress (moderadora do chat)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog