2 de Junho de 2020 archive

E@D é apenas um remendo

 

O secretário de Estado Adjunto e da Educação reconheceu esta terça-feira que a solução do ensino à distância para o terceiro período letivo é um “remendo”, sublinhando que não substitui o trabalho presencial.

Não pensemos que o que aconteceu neste terceiro período, e está a acontecer, é uma mudança paradigmática na educação. É um remendo para poder levar este ano letivo até ao fim e agora interessa-nos estarmos num trabalho de preparação para o próximo ano letivo”, afirmou João Costa.

Nenhum sistema educativo no mundo estava preparado para isto e aquilo que fizemos, de março para cá, foi, no fundo, arranjar uma solução de emergência”, considerou João Costa.

Esta distância que agora foi criada é uma machadada muito grande nestas áreas de competência, nas competências sociais e nas competências emocionais. Porque a essência do ato educativo está na dimensão relacional”, referiu.

Não é realista imaginar que uma criança do primeiro ciclo de escolaridade tem as competências de autonomia, de organização, de planeamento, de controlo, de regulação emocional para trabalhar 20 horas por semana autonomamente e cinco horas por semana com o professor”, considerou Pedro Cunha, que é também especialista em psicologia educacional.

Esta dependência das famílias não é justa, na medida em que há pais que têm capacidade, formação, disponibilidade para apoiar os seus filhos, mas há outros que simplesmente não conseguem e por muito intencionados que estejam sentem-se perdidos e isto também é um enorme acelerador de desigualdades”, explicou.

Olhando para o futuro, o secretário de Estado considerou ainda que o contexto atual, que “pôs o sistema educativo debaixo de uma lupa”, mostrou também a importância de pensar o currículo de forma diferente, de forma integrada e interdisciplinar, e com uma atenção maior sobre as literacias mediática e digital.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/ed-e-apenas-um-remendo/

LISTAS PROVISÓRIAS DO CONCURSO DE MOBILIDADE INTERNA – ANO ESCOLAR 2020/2021 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA

 

Download do documento (PDF, 295KB)

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/listas-provisorias-do-concurso-de-mobilidade-interna-ano-escolar-2020-2021-regiao-autonoma-da-madeira/

Carta Aberta SPEF e CNAPEF ao Ministro da Educação. Educação Física 2020/2021

Carta Aberta SPEF e CNAPEF ao Ministro da Educação. Educação Física 2020/2021

Download do documento (PDF, 235KB)

 

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/carta-aberta-spef-e-cnapef-ao-ministro-da-educacao-educacao-fisica-2020-2021/

Concurso de docentes do ensino artístico especializado da música e da dança

 

Aplicação disponível de 2 a 12 de junho (18:00 horas de Portugal continental) para os estabelecimentos de ensino efetuarem a validação das candidaturas.

 

SIGRHE

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/concurso-de-docentes-do-ensino-artistico-especializado-da-musica-e-da-danca-7/

Os chapéus “helicóptro” chegaram às escolas

“Balha-me” Deus… nem consigo comentar!

As crianças necessitam de brincar umas com as outras e não é à distância.

Chapéus com hélices são a solução para a distância social nos jardins de infância em Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, como forma de proteger as crianças que regressaram esta segunda-feira ao jardim de infância, criou um dispositivo que ajuda a manter sempre o distanciamento social. A solução surgiu sob a forma de um chapéu com quatro héllices.

Os chapéus foram montados pelos próprios alunos e apelidados de “estamos de volta”, informa a autarquia num comunicado divulgado nas redes sociais. Segundo a autarquuia, cada hélice tem 1,20 metros e funciona “como uma sugestão amiga de afastamento”.

Segundo a autarquia, foram oferecidos às crianças 380  destes dispositivos que tentam promover a segurança de uma forma lúdica. Compostos por sete peças em polipropileno, a montagem do mesmo serve como um “elemento de grande originalidade e cariz pedagógico”, segundo a autarquia.

A ideia recolhe, nas redes sociais, aplausos pela criatividade e críticas pelo distanciamento que cria entre as crianças.

Esta iniciativa não é novidade, tendo já sido usada na China quando as crianças regressaram às aulas, no início de abril.

Esta segunda-feira, a diretora-geral da Saúde lembrou, no dia da criança, que é essencial que os mais novos voltem a brincar uns com os outros, mas avisou para a necessidade de não esquecer que é essencial manter as regras de segurança, apelando especial cuidado por parte dos educadores.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/os-chapeus-helicoptro-chegaram-as-escolas/

Outros números epidémicos – Mário Silva

 

2020

1488

Nº de profs na lista de espera para subir ao 5º escalão

857

Nº de vagas para o 5º escalão

2348

Nº de profs na lista de espera para subir ao 7º escalão

1050

Nº de vagas para o 7º escalão

0

Nº de profs na lista de espera para subir ao 5º e 7º escalão nos Açores

Todos

Nº de profs com acesso ao 5º e 7º escalão na Madeira

Conclusões:

– se o ritmo de vagas se mantivesse igual ao deste ano, o último da lista tinha de esperar 2 anos e meio para subir de escalão

– como há flutuações, facilmente se compreende que em média, espera-se mais 4 a 5 anos para subir de escalão

– também facilmente se compreende que deste modo, a maioria dos profs vai chegar à idade da aposentação ainda no 6º escalão

– Há docentes de 1ª categoria e de 2ª categoria, e pelos vistos os primeiros trabalham nas ilhas…

A grande ironia, é que os professores são avaliados quantitativamente de forma normativa, com critérios de subjetividade suprema e com efeitos coercivos e penalizadores, sendo a avaliação formativa inexistente, o que é um enorme paradoxo, quando é exigido que, como avaliadores, estabeleçam critérios de avaliação para os alunos antagónicos àqueles a que são sujeitos como avaliados. Isto evidencia uma hipocrisia e cinismo dos dirigentes governamentais, que criaram um artificialismo para implementar o modelo da categorização dos professores em titulares e não titulares sugerido em 2008, discriminando negativamente a maioria dos docentes, condenando-os a um ‘congelamento’ remuneratório implícito.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/06/outros-numeros-epidemicos-mario-silva/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog