24 de Maio de 2013 archive

A Música do Blog (Em Direto)

… do Festival Primavera Sound, em Barcelona.

 

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=6r3QWSc0R1c]

 

24 de Maio

22:45 – 00:00 The Jesus and Mary Chain
00:15 – 01:15 James Blake
01:20 – 03:10 Swans

25 de Maio

17:00 – 17:45 Guadalupe Plata
17:50 – 18:35 Extraperlo
… 18:35 – 19:35 Adam Green and Binki Shapiro
20:00 – 20:45 Poolside (recorded)
21:00 – 22:15 Dead Can Dance
22:20 – 23:20 Wu-Tang Clan
23:45 – 00:45 Orchestre Poly Rythmo De Cotonou (recorded)
01:05 – 02:10 Los Planetas
02:30 – 03:30 Simian Mobile Disco (recorded)
03:50 – 04:50 Hot Chip

Hora Espanhola

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/a-musica-do-blog-em-direto/

Divulgação – Em Defesa do Ensino Artístico e Tecnológico

Agradecemos a disponibilização do texto deste documento (pdf), assim como a respetiva folha de assinaturas (pdf), no V/ blogue, para que docentes e comunidade civil os possam imprimir e assinar.

Alertamos V. Exa., e sociedade em geral, para o extrato da lei que regula o EXERCÍCIO do DIREITO de PETIÇÃO:

Lei n.º 43/90, de 10 de Agosto,

Artigo 6.º

Liberdade de petição

1- Nenhuma entidade, pública ou privada, pode proibir, ou por qualquer forma impedir ou dificultar, o exercício do direito de petição, designadamente na livre recolha de assinaturas e na prática dos demais actos necessários.

Este abaixo-assinado, após a sua assinatura, será apresentado aos órgãos de soberania responsáveis pelo poder legislativo.

Agradecemos, desde já, a melhor colaboração de V. Exa. em prol do exercício pleno de uma cidadania consciente, participada e democrática, na defesa dos interesses dos N/ alunos e colegas.

Um abraço de solidariedade educativa e profissional.

EM DEFESA DO ENSINO ARTÍSTICO E TECNOLÓGICO

Braga, 24 de maio de 2013

 

 

ABAIXO-ASSINADO

– EM DEFESA DO ENSINO ARTÍSTICO E TECNOLÓGICO –

 

Os abaixo-assinados vêm solicitar ao Governo de Portugal que:

 

a)- Recoloque a disciplina de Educação Tecnológica de frequência obrigatória no 3º Ciclo.

b)- Reestabeleça a carga curricular de Educação Visual no 9º ano.

c)- Disponibilize, como oferta optativa, outras áreas da Educação Artística no 3º Ciclo.

d)- Disponibilize a Educação Artística nos cursos científico-humanísticos que a não possuem.

 

 

ABAIXO ASSINADO – EM DEFESA DO ENSINO ARTÍSTICO E TECNOLÓGICO, em formato pdf

ASSINATURAS – ABAIXO-ASSINADO, em formato pdf

 

O envio das assinaturas deve ser feito para esta morada:

 

EM DEFESA DO ENSINO ARTÍSTICO E TECNOLÓGICO

APARTADO 2090

EC Maximinos

4701 – 901 BRAGA

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/divulgacao-em-defesa-do-ensino-artistico-e-tecnologico/

E Se Algo Falhar

O Tribunal Constitucional será o recurso final.

E de acordo com o texto da notícia do Público, o Tribunal Constitucional já se pronunciou sobre o regime de vínculos na função pública e não a considerou inconstitucional porque não punha em causa a protecção da confiança com o Estado, já que os trabalhadores com vínculo definitivo ficariam a salvo de despedimentos.

Por isso há quem se queixe que o Tribunal Constitucional limite a liberdade de deliberação democrática.

 

inconstitucionalidade

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/e-se-algo-falhar/

Chamem-me Sonhador

… mas será ainda possível replicar as manifestações do tempo de Maria de Lurdes Rodrigues?

Depois de a UGT ter decidido hoje  também participar na manifestação de dia 15 começo a acreditar que tal é mesmo possível.

 

greve aos exames imprevisíveis

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/chamem-me-sonhador/

Proposta Negocial Global da AEEP

… para a revisão do Contrato Coletivo de Trabalho.

 

aeep

 

CAPÍTULO I
DISPOSIÇÕES GERAIS
Artigo 1.º
Âmbito

1- A presente convenção é aplicável, em todo o território nacional, aos contratos de trabalho celebrados entre os estabelecimentos de ensino particular e cooperativo, representados pela Associação dos Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) e os trabalhadores ao seu serviço, representados pelas Associações Sindicais outorgantes, abrangendo quinhentos empregadores e … (…) trabalhadores.
2- Entende-se por estabelecimento de ensino particular e cooperativo a instituição criada por pessoas, singulares ou coletivas, privadas ou cooperativas, em que se ministre ensino coletivo a mais de cinco crianças com 3 ou mais anos.
3- As disposições do presente contrato coletivo de trabalho consideram-se sempre aplicáveis a trabalhadores de ambos os sexos.

Continua

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/proposta-negocial-global-da-aeep/

Os Pré-Avisos de Greve

No site da FNE

Reunião com o Governo mantém o impasse Pré-aviso de greves seguiu esta sexta-feira

A primeira ronda negocial para discutir a proposta do Governo de requalificação dos professores terminou ontem (23.05.2013), sem que a tutela demonstrasse abertura para recuar nos pressupostos que foram apresentados aos sindicatos, na versão inicial do documento que se encontra em negociação.

Deixamos claro nesta reunião com o secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino e com o secretário de Estado do Ensino e administração Escolar, João Casanova de Almeida, que consideramos que o principio da requalificação, tal qual está previsto na proposta, é uma má solução. É uma solução que é ilegal, inconstitucional e que desrespeita acordos feitos entre organizações sindicais e o Governo.

A FNE tem por isso intenção de pedir uma eventual fiscalização da constitucionalidade da proposta de Lei, através do Provedor de Justiça ou dos partidos políticos. O novo regime proposto pela tutela é uma evolução para pior daquilo que era o regime de mobilidade especial com intenção de retirar muitos trabalhadores da função pública.

A FNE está contra esta ameaça de passagem para este novo regime pelo que confirma a entrega esta sexta-feira (24.05.2013) do pré-aviso de greve às avaliações a 07,11,12,13 e 14 de junho, e à greve geral de 17 de junho.

Pré-aviso de greve às avaliações

7 junho

11 junho

12 junho

13 junho

14 junho

Pré-aviso de greve geral

17 junho

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/os-pre-avisos-de-greve/

Milagre da Santa Sé

Decreto-Lei 70/2013, de 23 de Maio.

 

Artigo 6.º

Constituição de turmas

1 – Sem prejuízo do disposto nas alíneas e nos números seguintes, a constituição de turmas da disciplina de EMRC obedece aos seguintes critérios gerais:
a) As turmas são constituídas com o número mínimo de 10 alunos;

 

E quando ouvirem falar na idoneidade no despacho de organização do ano letivo já sabem de onde vem.

 

Artigo 10.º

Cessação de funções docentes

A perda de idoneidade para a lecionação da disciplina de EMRC, exige comunicação fundamentada do facto, a efetuar pelo bispo da diocese, à autoridade escolar competente.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/milagre-da-santa-se/

Omo, Tide, Skipe…

Ou como se lava a roupa suja através de uma página inteira de um jornal local.

 

carta aberta

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/omo-tide-skipe/

Se Há Verdadeira Requalificação

… é sinal que também há falsa requalificação.

Lembram-se do que já disse por várias vezes sobre a Educação Especial?

Tenho cada vez mais certezas que serão raros os contratados nos grupos da Educação Especial, por existirem lugares nesses grupos e pela rapidez com que se obtém uma “qualificação” profissional.

E assim de repente não encontro mais nenhum grupo menos “flagelado”.

Se os “instrumentos” para evitar a ausência de componente lectiva não se revelarem suficientes e “algum professor” entrar no regime de mobilidade especial, ser-lhe-á garantido um “verdadeiro sistema de requalificação profissional” com vista à obtenção de habilitação profissional para exercer a docência noutro grupo de disciplinas menos flagelados pela falta de componente lectiva, acrescentou Casanova de Almeida.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/se-ha-verdadeira-requalificacao/

Até Que Enfim

… que se admite que o apoio ao estudo seja componente letiva. No entanto esta boa notícia pode ser indiferente se aumentarem a componente letiva.

Apoio ao estudo e coadjuvação passam a ser componente lectiva

 

 

O apoio aos alunos e a coadjuvação vão passar a ser considerados componente lectiva, adiantou hoje o secretário de Estado da Administração Escolar, João Casanova de Almeida, conforme previsto no despacho de organização do ano escolar ainda por divulgar.

 

 

Está concluído o despacho de organização do ano escolar, que tipifica com muita clareza todas as actividades e funções que são exercidas nas escolas e que para completar horário serão componente lectiva”, disse hoje Casanova de Almeida, precisando ainda que do diploma constam o apoio aos alunos e a coadjuvação como componente lectiva.

O governante falava aos jornalistas no Palácio das Laranjeiras, em Lisboa, depois de terminada a primeira ronda negocial com os sindicatos de professores relativa às novas regras aplicáveis à função pública.

O alargamento das actividades que passam a ser consideradas componente lectiva foi apontado por Casanova de Almeida como um instrumento para combater os professores com ‘horário zero’.

Na recentemente anunciada reformulação das Actividades de Enriquecimento Curricular (AEC) do 1º ciclo, o Ministério avançou que vai passar a assumir a primeira das duas horas de actividades, retirando esses 60 minutos da competência das autarquias, como acontecia até agora, com o pressuposto de que essa hora ficará dedicada ao estudo acompanhado e apoio aos alunos.

Quando anunciou esta alteração, o Ministério da Educação e Ciência (MEC), pela voz do secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, adiantou que o acompanhamento seria assegurado por professores.

Estes 60 minutos de apoio ao estudo que vão passar a estar sob a responsabilidade do MEC podem assim vir a absorver alguns docentes sem turmas atribuídas.

A coadjuvação, que é uma ajuda em sala de aula ao professor da turma por parte de outro professor, pode acontecer por exemplo, no 1º ciclo, na área de expressões, por parte de docentes de outros níveis de ensino pertencentes ao agrupamento, ou, nos restantes ciclos do ensino básico e no ensino secundário, em qualquer disciplina desde que com recurso a professores da mesma escola.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/ate-que-enfim/

Se Em Metade do Ano Sairam em Média 200 por Mês

… terão de acelerar para os mil por mês até ao final do ano para despachar os 6000 pedidos ainda a aguardar a aposentação.

Se acredito nisso? Não, nem mesmo que comprem turbo compressores para a CGA.

Governo acelera aposentação de professores para libertar horários

 

O secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, João Casanova de Almeida, anunciou nesta quinta-feira que será pedida celeridade na apreciação dos pedidos de reforma já apresentados por professores, o que “permitirá criar seis mil horários” para docentes que estão actualmente sem componente lectiva atribuída, evitando que passem assim ao regime de mobilidade especial.

 

Na notícia do Público também ficamos a saber que no despacho de organização do próximo ano escolar se passa a contabilizar também como componente lectiva o apoio aos alunos e a coadjuvação em sala de aula, esta última possível em todo o primeiro ciclo.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2013/05/se-em-metade-do-ano-sairam-em-media-200-por-mes/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: