Governo quer permitir acesso dos professores ao quadro de escola logo no início da carreira

A secretária de Estado da Educação Inês Ramires revela em entrevista as ideias do Governo para mudar a forma de colocação dos professores e os estágios. Quanto à contratação directa pelas escolas, só avançará em situações muito específicas.

Governo quer permitir acesso dos professores ao quadro de escola logo no início da carreira

O Governo quer mexer na forma de entrada dos professores na carreira, que não é revista há quase uma década. Além dos actuais Quadros de Zona Pedagógica (QZP), a área geográfica à qual um professor fica vinculado, depois de completar três anos de contratos a tempo inteiro, pretende agora adicionar a possibilidade de entrada directa em quadro de escola, que até agora acontecia apenas numa fase posterior da carreira. A intenção é dar mais estabilidade aos docentes.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/07/governo-quer-permitir-acesso-dos-professores-ao-quadro-de-escola-logo-no-inicio-da-carreira/

26 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Estabilidade!? Estou desde 2004 em quadro zona a tentar entrar em quadro escola e a tentar aproximar ao QZP da minha área de residência e agora abrem as pernas a quem chega!?

      • Pensador on 2 de Julho de 2021 at 14:53
      • Responder

      ………………
      ……………………………………

      mas não andaram aqui no BLOG a apregoar que existia uma Enorme Falta de Professores………………

      Se assim é Municipalizem a Educação e vão ver qual é a Enorme Falta de Professores.

      Meus amigos o que existe é EXCESSO DE PROFESSORES ………dá-se um pontapé numa pedra e sai de lá um professor

      e como assim é!…..

      a maltinha está com medo de um concurso diferente porque sabe que vai é parar á Caixa de um Supermercado ou a Limpar Escadas……..

      …………….
      …………………………………………………….

      • Mirtha on 3 de Julho de 2021 at 13:15
      • Responder

      O ministerio de educacao é fdp, como dizem vcs aqui em portugal dos pequeninos… A lei numero uno que aprendi quando cheguei do Perú foi… DIFICULTAR A VIDA DO PRÓXIMO O MÁXIMO QUE TU POSSAS!!!

    • Fábio Varanda on 2 de Julho de 2021 at 10:52
    • Responder

    Que excelente forma de pensar!
    “Não vamos melhorar o que existe porque fui prejudicado ao longo da minha carreira”
    Ao contrário de muitos, eu assino com o meu nome as asneiras que escrevo.

      • E só disparates. on 2 de Julho de 2021 at 11:16
      • Responder

      Há condições para melhorar para todos. Nenhum prof do quadro se opõe a novas vinculações desde que a todos sejam dadas as mesmas possibilidades não é abrir qa só para contratados com 3 anos de serviço.

      Mas afinal qual é o objetivo do ME? Dar emprego aos filhos dele?

        • Mirtha on 3 de Julho de 2021 at 19:50
        • Responder

        Como diz meu marido:: este país é um colosso da estupidez… está tudo grosso, está tudo grosso (parece que é a letra de uma cancao que passava na tv há uuns anos atrás

    • Não quero injustiça! on 2 de Julho de 2021 at 11:13
    • Responder

    Ou eu muito me engano ou o ME prepara-se para abrir concurso externo/norma travão aos contratados com vagas em qa/que. Mais uma super injustiça/ultrapassagens. NÃO PODE SER! Vão lixar para o raio que os parta. Só criam i justiça atrás de injustiça. Já estou a ver a fne a aceitar está porcaria!!

    Eu estou na mesma situação que o “rua”.

    O cRato ressuscitou os qzp para abrir vagas só para contratados sem possibilidade de recuperação pois a maior parte dos extras eram todas negativas. Depois vão ao interno só para lixar as poucas vagas positivas que existem. Muitisy dos novos vinculados vieram do privado com altas graduações.

    A única maneira justa é a natureza do concurso voltar a ser interno/externo com recuperação automática de vagas. Assim todos têm oportunidade. Perspetiva-se a reforma de muitos profs pelo que não se justifica tanta vaga negativa no interno.

    O ME não quer resolver nenhum problema, antes propõe mudanças injustas e que dividam a classe docente.

    A ser assim NÃO e NÃO.

    1. Assino por baixo o teu comentário..

    • Mônica Costa on 2 de Julho de 2021 at 12:00
    • Responder

    Arlindo, a notícia é do jornal Público. Tens de citar a fonte e ainda por cima colocar o texto entre aspas porque foi copiado integralmente. É plágio. E depois os teus amigos vêm aqui dizer que és o maior. Ao menos paga o texto e pública-o na íntegra.

    • Fernandasobralinho on 2 de Julho de 2021 at 12:19
    • Responder

    Ora, já começou a campanha para as autarquias! Daqui a uns dias vão dizer que essas entradas para qa não serão para qa “quadro agrupamento” mas para qa”quadro autarquia” 😀😀😀

      • Valha-me Deus on 2 de Julho de 2021 at 12:26
      • Responder

      Vê lá se não dás ideias. Já há “idiotas” suficientes no ME.

  2. Isto é que vai ser….. os Boys a entrarem nos quadros. Os professores mais graduados serão todos ultrapassados….

    • João on 2 de Julho de 2021 at 13:01
    • Responder

    Se acontecer algo extraordinário nesse sentido, injusto quando comparado com a restante classe docente tem apenas como justificação umas das duas: 1) existe alguém de cor partido socialista, mito próximo de quem manda que irá beneficiar com o assunto; 2) Querem dividir mais os professores, pela discrepância de tratamento…

    Resumindo: o modus operandi do PS (ou comunistas) na sua plenitude.

    • PROFET on 2 de Julho de 2021 at 15:02
    • Responder

    Pois… e os contratados precários há 25 anos, como eu? Lixaram-me a carga horária da disciplina (1 tempo semanal) tenho que ter 22 turmas para ter horário completo, para completar horário tenho que lecionar em 2 e 3 escolas ao mesmo tempo. Não há horários completos no meu grupo. Nem vinculações extraordinárias, nem normas travões, nem vagas para concurso externo, nada de nada. A servir o enino público desde 1996, para nem sequer ter uma luz ao fundo do túnel para vincular. Isto é que é a verdadeira precariedade! Vejo outros colega, de outros grupos disciplinares, a vincular com 3 anos de serviço, e agora vão entrar com zero anos de serviço. Isto é que é uma verdadeira vergonha! Se precisam de mim todos os anos, porque não posso vincular em horários de 14/15 horas, se estes horários existem todos os anos, não são uma necessidade permanente? o Sr. Presidente da República, que já foi professor, não tem nada a dizer sobre esta vergonha?

      • Pensador on 2 de Julho de 2021 at 17:50
      • Responder

      …………..
      ……………………………

      Caro PROFETA

      Faz-te á vida e vai cavar batatas ou, em alternativa, para a Caixa de um Hipermercado.

      SE te queixas tanto dos 1400 euros que recebes vai experimentar criar riqueza para o País….sim, é o setor privado que Produz Riqueza para sustentar um conjunto de Serviços (Saúde, Educação, Justiça, Segurança….) muitos deles de Qualidade Mediocre para aquilo que lhes pagam.

      ……………
      ………………………………………………………….

      1. 1400 euros deve ser o teu ordenado. Não sabes fazer contas fica calado não digas o que não sabes.

      2. Se o PROFET for casado e tiver filhos, fique a saber que pelo 151 só recebe à volta de 1100€.
        Se for pelo 167 provavelmente recebe 1400, não digo que não.
        O pior é que dá aulas desde 1996 e merece pertencer à carreira – penso que com isso concorda .
        Além disso dar aulas a 22 turmas (11 semestrais ?) não deve ser fácil.
        Haja mais compreensão!

          • Maria on 2 de Julho de 2021 at 21:15

          Realmente não deve ser fácil.
          Tem uma grande vantagem: não leva meninos a exame. São dores de cabeça que não tem.

          • maria celeste pena on 2 de Julho de 2021 at 22:07

          Nuno, estou no 218, 31 anos de serviço e só recebo 1300 .
          as tuas contas não estão certas no 167.

          • PROFET on 2 de Julho de 2021 at 22:55

          Pelo 167, retirados os descontos, são pouco mais de 1100… descontem a isto 200 a 300 euros de combustível e portagens para andar de escola em escola.

          • PROFET on 2 de Julho de 2021 at 23:10

          Maria, quantos alunos costuma ter? Provavelmente, nem 150. Agora, compare. Posso ter até mais de 500 alunos. Tente fazer avaliações de projetos e de trabalhos a 500 alunos, distribuídos por 2 ou 3 escolas com critérios de avaliação diferentes e documentação burocrática diferentes. Por vezes, dou 3, 4 disciplinas diferentes e em 3 ou mais níveis de ensino diferentes. E quantas reuniões tem por ano? Se você tiver 6 turmas, vezes 5 momentos de avaliação, tem 30 reuniões. Faça as contas numa situação com 22 turmas, são 110 reuniões (só as de avaliação). Quer comparar? Quer trocar a sua situação pela minha?

          • Rosinha on 3 de Julho de 2021 at 19:42

          Pelo 167 não recebe 1400,recebe menos

        • PROFET on 2 de Julho de 2021 at 22:34
        • Responder

        Caro Pensador com ligação direta da tripa ao cérebro…

        Não costumo utilizar linguagem inapropriada, porque sou uma pessoa educada, mas neste caso abro uma exceção:

        Vai levar nesse rabo imundo! Pode ser que te injetem alguma sabedoria e que através da tripa te chegue ao cérebro.

      • Rosinha on 3 de Julho de 2021 at 19:45
      • Responder

      Professor em início de carreira não é propriamente quem começa a dar aulas.
      Os contratados não estão na carreira…

    • Guida Lemos on 2 de Julho de 2021 at 19:24
    • Responder

    Se parassem de se voltar uns contra os outros como o governo pretende e se unissem para travar as batalhas de todos, a nossa classe seria muito mais respeitada, nem que fosse por nós próprios.
    Não seria bom respeitarmo-nos uns aos outros para que os outros nos respeitem também?

    • Sandra Marisa Silva on 3 de Julho de 2021 at 15:37
    • Responder

    Guida Lemos…Subscrevo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: