Eu Era (Ainda Mais) Feliz

… se fosse à página da DGAE e estivessem publicadas as listas de colocações do concurso interno e externo que já teve listas provisórias publicadas há 75 dias.

Mas não, procuram vender-me a felicidade.

Não preciso, obrigado.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/07/eu-era-ainda-mais-feliz/

8 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. “Tornar a escola (ainda mais) feliz”
    “São objetivos desta 1ª edição do curso:

    -Compreender o enquadramento da teoria da felicidade na formação ética do docente e sua intervenção em contexto educativo e escolar
    -Conhecer as experiências de outros sistemas educativos e organizações escolares pela análise da nova literatura/realidade sobre a importância da felicidade na administração escolar
    -Percecionar a utilidade e eficácia das ferramentas do trabalho felicitário na liderança das organizações educativas
    -Criar materiais de suporte a uma intervenção sustentável de felicidade nas organizações educativas dirigidas a resultados, como sejam, aumento de sentimento de pertença, comunicação, diminuição do absentismo, fixação do pessoal, entre outras.

    Pela adesão e interesse demonstrados pelos participantes, prevê-se uma 2ª edição para o próximo ano letivo 2021/2022.”

    Ai, benzós Deus!!!!!
    (repito) a ” teoria da felicidade na formação ética do docente …”
    TODOS FELIZES na escola e em todo o lado!
    Depois do yoga e mais o mindfulness e o reiki e fung shiu sung (??!!)e mais os cristais e a teoria das cores e os signos do zodíaco, temos a teoria da Felicidade.
    Quem se sentir fatigado, ansioso, infeliz ou deprimido terá apoios e tutorias.

    • criança indigo on 5 de Julho de 2021 at 22:23
    • Responder

    Falta a Criança Indigo.

    • criança indigo on 5 de Julho de 2021 at 22:25
    • Responder

    Não sejamos hipócritas: a maioria das pessoas (incluindo as que andam nas escolas) não gostam de gente de trombas e, se pudessem, acabariam com elas, mas como não têm a honestidade dos nazis, apenas as toleram.

    • Manuel on 6 de Julho de 2021 at 8:15
    • Responder

    Se não fosse trágico, até acharia piada. Escola mais feliz, docentes e alunos mais felizes, etc.. Parece a propaganda de vendedor de rua.

    FELIZ fiquei eu por ter deixado de ser BURRO : desvinculei-me do sindicato!!
    Recomendo essa receita para se ficar mais feliz.! Estar a pagar para ver alinhamentos entre sindicatos e ME que só vão lixar o mexilhão, nunca mais!

    • P.da Silva on 6 de Julho de 2021 at 8:41
    • Responder

    …e o desrespeito pelos professores continua.
    …e a venezuelização do regime a impor-se. Ninguém se importa, ninguém quer saber.
    …e rendido um povo resignado, uma comunicação social vergada, um país de mão estendida
    mais uma vez adiado.

    • Sílvia on 6 de Julho de 2021 at 11:23
    • Responder

    Agora se compreende a demora na publicação das listas. A DGAE, antes que os profs se possam “distrair” com as novas colocações, vai aproveitando a nossa ansiedade para nos impingir conteúdos. Não haverá por lá gente crescida que domine o CPA com um mínimo de responsabilidade e ética? Acho que estamos a ser vítimas do marketing do ME.

    • António Aires on 6 de Julho de 2021 at 17:52
    • Responder

    Não sou professor mas vim parar a este post sem saber bem porquê 🙂 Há muitos anos, era eu um jovem saído da universidade quando conheci um secretário de estado da educação (em 1995). Hoje em dia é um amigo e apenas um gajo 🙂 Na altura disse-me o seguinte ” Não é o governo, nem os sindicatos, nem os professores, nem os pais, nem os pedagogos que mandam na educação em Portugal. Quem manda são duas ou três grandes editoras e ninguém o percebe”. Contou-me todo o tipo de historietas sobre currículos e leis que acabam por ser aprovadas devido à força que essas editoras possuem.
    A minha vida deu muita volta, vivi trinta anos nos EUA e o COVID19 atirou comigo para Portugal… de novo, em trabalho à distância. Não tive filhos e não conheço professores portugueses mas gostava de perguntar se será ainda verdade – estas editoras é que mandam nisto?

      • Busto on 7 de Julho de 2021 at 16:21
      • Responder

      Para mim és o Aires amigo do Bruno Aleixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: