Calendarização da vacinação do pessoal docente e não docente

A 27 e 28 de março serão vacinados docentes e não docentes da Educação Pré-Escolar e do Primeiro Ciclo. Em dois dias serão vacinadas cerca de 78.700 pessoas.

As creches foram deixadas, estrategicamente, para uma semana mais tarde, por se entender que o risco de transmissão é menor. Assim, os educadores de infância e respetivos funcionários vão ser vacinados no fim de semana da Páscoa, 3 e 4 de abril.

Nos mesmos dias, serão vacinados os professores do Segundo Ciclo e também os cerca de 16 mil professores das Atividades de Enriquecimento Curricular. Neste primeiro fim de semana de abril serão dadas 90 mil vacinas contra a covid-19.

A 10 e 11 de abril, serão vacinados os professores do 3.º Ciclo e Ensino Secundário, com um total de 112 mil vacinas. O plano prevê ainda os dias 17 e 19 de abril para finalizar este último grupo.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/calendarizacao-da-vacinacao-do-pessoal-docente-e-nao-docente/

11 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Lena on 20 de Março de 2021 at 12:22
    • Responder

    Uma enfermeira de 27 anos morreu na Geórgia esta sexta-feira, dois dias depois de ter sido vacinada com o fármaco desenvolvido pela AstraZeneca/Universidade de Oxford contra a Covid-19. A mulher entrou em coma na quinta-feira em “resultado de uma reação alérgica severa à vacinação”, conta o El Español.

    O anúncio foi feito por Bidzina Kulumbegov, imunologista envolvido no aconselhamento científico ao governo da Geórgia nas questões relativas à pandemia de Covid-19. Aquela é a conclusão “preliminar” dos médicos, que prometem respostas mais definitivas “em breve”.

    Na quinta-feira passada, as autoridades de saúde norueguesas já tinham confirmado mais uma morte de alguém que, após ter sido vacinado com a AstraZeneca, desenvolveu coágulos sanguíneos. Houve seis casos reportados na Noruega com este quadro clínico e, até agora, dois resultaram em morte.

    Também na última quinta-feira, as autoridades de saúde sueca atribuíram a morte de uma pessoa no domingo a uma reação grave à vacina da AstraZeneca, que terá provocado microtrombos nos vasos sanguíneos. Era um dos três profissionais de saúde internados no fim de semana em Oslo, todos com o mesmo quadro clínico.

    • Carla on 20 de Março de 2021 at 12:25
    • Responder

    italianos que rejeitem vacina da AstraZeneca poderão receber outra

  1. França recomenda vacina da AstraZeneca só para maiores de 55 anos …
    https://www.jn.pt/mundo/franca-recomenda-vacina-da-astrazeneca-so-para-menores-de-55-anos-13477816.html
    Entretanto continua suspensa na Suécia… e a Astrazeneca é sueca…
    Tudo isto terá muito de guerra , porque a empresa não cumpre com UE… Mas o facto é que existem reações adversas, como com todos os medicamentos, e devem ser acautelados…
    Outro facto é que não sabemos ainda bem o que acontecerá com quem é vacinado e também é um facto que as vacinas foram desenvolvidas em tempo recorde… Pessoalmente fui infectado com o Covid, há relativamente pouco tempo… O meu médico disse-me para já para não tomar a vacina. mas, se não tivesse sido infectado, tomaria porque os riscos de não a tomar são superiores…
    Por uma questão de confiança, não que tenha dados objetivos para pensar que outra terá menos riscos, as pessoas, se possível, deveriam poder optar, ou até vacinarem-se mais tarde, no caso dos que já foram infectados…
    É normal haverem receios depois da suspensão da vacina e não me parece minimamente responsável dizer que os que a recusam terão uma espécie de castigo, mandando-os para o fim das prioridades: o objetivo devia ser vacinar o máximo e convencer os reticentes! Quem criou a situação não foram os que receiam mas os que decidem!

      • Zulmiro on 22 de Março de 2021 at 16:05
      • Responder

      Pessoalmente, entendo que só deveria ser dada a maiores de 98 anos…

    • vida81 on 20 de Março de 2021 at 16:58
    • Responder

    Coloca-se a questão: e quem está com licenças sem vencimento, licença parental, ou baixa por doença? Será também vacinado de acordo com o seu ciclo de ensino?
    Não sei se as direções terão capacidade para avaliar estas situações, mas estes docentes, não sendo agora imunizados, quando regressarem ao serviço terão perdido a prioridade, tal como disse a Diretora Geral da Saúde.

      • Carla on 20 de Março de 2021 at 17:17
      • Responder

      Dispenso-te a minha AstraSoneca.
      Se quiseres diz.

    • Carla on 20 de Março de 2021 at 17:16
    • Responder

    Na Dinamarca, dois profissionais de saúde sofreram coágulos e hemorragia cerebral depois de terem tomado a vacina da AstraZeneca. Um deles acabou por morrer.

    Os sintomas apareceram nos primeiros 14 dias após a toma da vacina. As autoridades de saúde confirmam a existência de dois casos graves, mas não adianta mais pormenores.

    https://sicnoticias.pt/saude-e-bem-estar/2021-03-20-Dinamarca-reporta-mais-dois-casos-de-coagulos-apos-toma-da-vacina-da-AstraZeneca–71032c27

    • Lurdes on 21 de Março de 2021 at 12:19
    • Responder

    Até no domingo de Páscoa há vacinas.

    • E Silva on 21 de Março de 2021 at 13:17
    • Responder

    Alguém sabe em que fim de semana foram vacinados os enfermeiros?
    E os médicos?
    E os polícias?
    E os outros?

    • MEE on 21 de Março de 2021 at 15:28
    • Responder

    O medo é que leva à vacina…. Não sejam ratos da laboratório.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: