9 de Março de 2021 archive

Mudando de Assunto e Passando à Vacinação dos Docentes

Será que o Ministro da Educação foi ultrapassado pela Ministra da Segurança Social na vacinação do pessoal docente?

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/mudando-de-assunto-e-passando-a-vacinacao-dos-docentes/

Vagas do Concurso Interno em Excel

Deixo aqui disponibilizado o Excel com as vagas do concurso interno.

Façam bom uso e proveito.

 

O documento está protegido com o nome do autor deste artigo.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/vagas-do-concurso-interno-em-excel/

Informações Básicas Sobre o Concurso 2021/2022

Pelo que verifico há imensas dúvidas sobre os quadros que tenho apresentado com a pergunta mais recorrente a ser esta: “O que são vagas positivas ou vagas negativas?”.

Vamos tentar ser simples na explicação.

No concurso interno determina-se as vagas para QA/QE. As vagas do concurso interno foram publicadas na Portaria 52-B/2021 e as vagas do concurso externo na Portaria 52-A/2021.

  • Quando uma escola tem uma vaga positiva quer dizer que pode entrar um docente nessa escola;
  • No caso de um docente dessa escola sair para outra então podem entrar dois docentes nessa escola.
  • Caso a vaga dessa escola seja 0, apenas entrará um docente nessa escola se algum docente sair da escola,
  • Quando uma escola tem 1 vaga negativa quer dizer que só poderá entrar um docente nessa escola se dois docentes saírem. Se sair apenas um docente mais ninguém entra porque tem uma vaga negativa.

 

As vagas da norma travão foram abertas em função dos docentes que cumprem os requisitos da norma travão. Também me perguntam se pode entrar algum docente pela norma travão se não cumprir os requisitos para abertura de vaga.

Poder pode, mas só se alguém que abriu vaga não concorrer. O que não é muito provável de acontecer, mas pode acontecer.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/informacoes-basicas-sobre-o-concurso-2021-2022/

O Saldo das Vagas do Concurso Interno por QZP

Para se ficar com uma ideia mais aproximada dos QZP com mais probabilidades de colocações em QA/QE deixo aqui o quadro com o saldo das vagas do concurso interno por grupo disciplinar e QZP.

Em breve também farei o quadro por QZP com as vagas positivas e outro com as vagas negativas.

Lembro que as vagas abertas e que estão aqui expressas neste quadro são vagas de QA/QE.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/o-saldo-das-vagas-do-concurso-interno-por-qzp/

Os AE/ENA com 30 ou Mais Vagas Negativas

São 5 as escolas que têm 30 ou mais vagas negativas.

4 são escolas do norte 1 uma do centro.

A escola com mais vagas negativas é curiosamente a escola do meu quadro, onde faço parte de um grupo de recrutamento que nesta altura ainda tem 8 lugares negativos. E penso que ainda serei o último dos 8.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/os-ae-ena-com-30-ou-mais-vagas-negativas/

Os AE/ENA com mais de 30 Vagas Positivas

São 11 as escolas com 30 ou mais vagas positivas no concurso interno.

Apenas 2 se situam no norte, 8 na zona de lisboa e 1 no Algarve.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/os-ae-ena-com-mais-de-30-vagas-positivas/

Saldo Positivo de 537 Vagas no Concurso Interno

Com a publicação da Portaria n.º 52-B/2021 já efetuei os cálculos das vagas positivas, negativas e respetivos saldos.

No total são abertas 6237 vagas e podem encerrar 5700 lugares caso os docentes dessas escolas saiam do seu lugar de QA/QE (isto raramente acontece em grande número).

O saldo de vagas fica assim em 537 vagas.

Estamos a falar de um concurso com um número de vagas positivas bastante consideráveis que apenas irá fazer com que os docentes QZP consigam mais facilmente um lugar de QA/QE, não sendo muito previsível que algumas destas vagas possam servir os docentes contratados, até porque o artigo 3.º determina que estas vagas são autónomas, não se verificando a recuperação de vagas entre os diferentes concursos que têm lugar neste ano.

Se tivesse noção exata da quantidade de QZP existente em cada grupo conseguia fazer uma melhor análise, mas desde que os docentes QZP deixaram de obrigatoriamente ter de concorrer no concurso interno comecei a perder a noção do número que existe em cada grupo de recrutamento, tanto que alguns dos lugares de QZP se extinguem quando vagarem e outros não.

Mas esta e outras análises irei aprofundar nos próximos tempos.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/saldo-positivo-de-537-vagas-no-concurso-interno/

6237 vagas para o concurso interno e 2455 para o externo

Aumentam as vagas nos concursos de professores

O número de vagas disponíveis cresceu relativamente aos anteriores. Para o concurso interno, foram apuradas 6 237 vagas, enquanto que para o concurso externo foram apuradas 2 455 vagas.
Além de se manter a tramitação integral do procedimento pela plataforma eletrónica, como tem sido prática, o Ministério da Educação assegura ainda a receção de todos os documentos por via digital.
O início dos concursos ocorre um dia depois da publicação do aviso no DR, que será efetuada esta quarta-feira, decorrendo durante 7 dias úteis.
Concurso Interno
Para o concurso interno, foram apuradas 6237 vagas, o que representa um crescimento de lugares disponíveis para professores do quadro (necessidades permanentes).
Os lugares disponíveis em cada escola foram apurados na sequência de um trabalho de recenseamento detalhado, levado a cabo pelos diretores dos Agrupamentos de Escola/Escolas Não Agrupadas (AE/ENA). Tendo sido objeto de verificação, o Ministério da Educação (ME) procedeu a correções quando tal se mostrou justificável, garantindo-se desta forma uma gestão otimizada dos recursos humanos e das necessidades do sistema.
Concurso Externo
A portaria com as vagas para o concurso externo destinado a educadores de infância e a professores dos ensinos básico e secundário, para o ano letivo de 2021/2022, inclui as vagas para os docentes das componentes técnico-artísticas do ensino artístico especializado.
Este concurso externo tem em vista o preenchimento de vagas existentes nos quadros de zona pedagógica, bem como o preenchimento de necessidades temporárias através de mobilidade interna, de contratação inicial e das consequentes reservas de recrutamento.
Este ano o concurso é aberto para 2424 vagas de quadro de zona pedagógica, um aumento de 278% no número de vagas em relação ao ano passado. De igual modo, foi fixada uma dotação de 31 vagas para o ensino artístico especializado da música e da dança, mais 4 do que no ano anterior.
O ano letivo de 2021/2022 iniciará com o corpo docente mais estabilizado e com um sistema mais ajustado às necessidades permanentes determinadas pelas escolas.
O acesso aos quadros de professores – que atualmente ocupam como contratados lugares que correspondem a necessidades permanentes – bem como a gestão rigorosa das movimentações, representa mais justiça no sistema e o reforço do combate à precariedade.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/6237-vagas-para-o-concurso-interno-e-2455-para-o-externo/

As Vagas da Norma Travão

Com a lista de vagas da norma travão publicadas hoje já posso comparar com os números que apresentei em 15 de setembro.

Abriram 2424 vagas e eu previ em 15 de setembro de 2020 a abertura de 2623 vagas, apenas falhei por 199 vagas. Na altura referi que a minha lista teria uma margem de erro muito baixa.

 

Estas foram publicadas hoje pelo ME.

As minhas previsões em 15 de setembro foram estas:

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/as-vagas-da-norma-travao/

Vagas para o Concurso Interno e Externo 2021/2022

Em análise ao longo do dia.

  • Portaria n.º 52-A/2021159087861

    FINANÇAS, MODERNIZAÇÃO DO ESTADO E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EDUCAÇÃO

    Fixação das vagas do concurso externo dos quadros de zona pedagógica e do ensino artístico especializado da música e da dança

  • Portaria n.º 52-B/2021159087862

    FINANÇAS, MODERNIZAÇÃO DO ESTADO E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EDUCAÇÃO

    Fixação das vagas do concurso interno dos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas e do ensino artístico especializado da música e da dança

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/vagas-para-o-concurso-interno-e-externo-2021-2022/

Aumentam as vagas nos concursos de professores

Aumentam as vagas nos concursos de professores

 

Estão publicadas em Diário da República (DR) as portarias com as vagas para o concurso externo (norma-travão) e para o concurso interno (quadrienal) de pessoal docente.
O número de vagas disponíveis cresceu relativamente aos anteriores. Para o concurso interno, foram apuradas 6 237 vagas, enquanto que para o concurso externo foram apuradas 2 455 vagas.
Além de se manter a tramitação integral do procedimento pela plataforma eletrónica, como tem sido prática, o Ministério da Educação assegura ainda a receção de todos os documentos por via digital.
O início dos concursos ocorre um dia depois da publicação do aviso no DR, que será efetuada esta quarta-feira, decorrendo durante 7 dias úteis.
Concurso Interno
Para o concurso interno, foram apuradas 6237 vagas, o que representa um crescimento de lugares disponíveis para professores do quadro (necessidades permanentes).
Os lugares disponíveis em cada escola foram apurados na sequência de um trabalho de recenseamento detalhado, levado a cabo pelos diretores dos Agrupamentos de Escola/Escolas Não Agrupadas (AE/ENA). Tendo sido objeto de verificação, o Ministério da Educação (ME) procedeu a correções quando tal se mostrou justificável, garantindo-se desta forma uma gestão otimizada dos recursos humanos e das necessidades do sistema.
Concurso Externo
A portaria com as vagas para o concurso externo destinado a educadores de infância e a professores dos ensinos básico e secundário, para o ano letivo de 2021/2022, inclui as vagas para os docentes das componentes técnico-artísticas do ensino artístico especializado.
Este concurso externo tem em vista o preenchimento de vagas existentes nos quadros de zona pedagógica, bem como o preenchimento de necessidades temporárias através de mobilidade interna, de contratação inicial e das consequentes reservas de recrutamento.
Este ano o concurso é aberto para 2424 vagas de quadro de zona pedagógica, um aumento de 278% no número de vagas em relação ao ano passado. De igual modo, foi fixada uma dotação de 31 vagas para o ensino artístico especializado da música e da dança, mais 4 do que no ano anterior.
O ano letivo de 2021/2022 iniciará com o corpo docente mais estabilizado e com um sistema mais ajustado às necessidades permanentes determinadas pelas escolas.
O acesso aos quadros de professores – que atualmente ocupam como contratados lugares que correspondem a necessidades permanentes – bem como a gestão rigorosa das movimentações, representa mais justiça no sistema e o reforço do combate à precariedade.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/aumentam-as-vagas-nos-concursos-de-professores/

Comparação entre vagas apuradas pelo blog e vagas da portaria

Dando seguimento a este post do Arlindo, a tabela abaixo apresenta as diferenças entre as vagas apuradas pelo blog a 14 de setembro e as vagas da Portaria 52-A/2021.

As 199 vagas de diferença devem-se sobretudo a contratos denunciados ao longo destes 3 anos (e esses números não são públicos)… e a alguns horários temporários completos que tiveram apenas 1 colocação ao longo do ano letivo, mas cujo contrato acabou antes de 31 de agosto.
Isto levanta aqui a questão dos contratos equiparados a anuais para efeitos da norma-travão.  Espero que as duas questões apontadas nesse artigo sejam esclarecidas, porque tem sido fonte de terríveis injustiças.

Houve apenas 3 vagas que não conseguimos contabilizar (a verde) e provavelmente será resultado de disputas judiciais. Quando saírem as listas provisórias, perceberemos melhor as razões.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/comparacao-entre-vagas-apuradas-pelo-blog-e-vagas-da-portaria/

Velocidade do regresso às aulas divide Governo

Uma coisa é certa, a velocidade vai ser de cruzeiro. Só falta saber a quantos nós vai circular a Nau Catrineta.

Velocidade do regresso às aulas divide Governo

Matrizes de reabertura pedidas por António Costa aos peritos dão respaldo para avançar já com creches e pré-escola.

Os planos apresentados pelos peritos no Infarmed deram ao Governo margem de manobra para iniciar a reabertura do país, retomando o ensino presencial das creches e do pré-escolar e vendas ao postigo. Agora, a decisão será política e, dentro do Executivo, ainda nenhuma está tomada. Até porque se mantêm duas visões em confronto: há quem retenha a mira na Páscoa e quem queira iniciar mais cedo uma reabertura controlada das escolas que, aliás, o Governo já começou a preparar.

António Costa tem pouco tempo para sedimentar ideias, já que amanhã se reúne com o presidente da República e com os parceiros sociais. Ainda vai auscultar os partidos e simplificar as matrizes propostas pelos peritos, antes de anunciar o plano de reabertura, na quinta-feira. Para isso, dispõe agora de “uma base científica mais sólida”, disse o primeiro-ministro, após a reunião no Infarmed. Em cima da mesa, sabe o JN, estão várias opções, sendo que a reabertura da escola para crianças mais pequenas teve o respaldo dos planos apresentados esta segunda-feira.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/velocidade-do-regresso-as-aulas-divide-governo/

A proposta dos diretores para o desconfinamento das escolas

 

Escolas preferem que desconfinamento comece pelo 1.º ciclo

Os directores das escolas públicas querem que, no sector da Educação, o plano de desconfinamento, que será anunciado pelo Governo na quinta-feira, comece pelo 1.º ciclo do ensino básico. Na reunião do Infarmed desta segunda-feira, uma das especialistas defendeu que as creches e a educação pré-escolar deviam ser as primeiras áreas a reabrir, mas para os directores os impactos das aulas à distância são mais problemáticos nas crianças do 1.º e 2.º anos, pelo que deviam ser essas as prioritárias.

O presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares (ANDE), Manuel Pereira, entende que o confinamento “está a ter impacto em todas as crianças” e que seria importante “que regressassem o quanto antes às escolas” tanto as que estão em idade de frequentar creches e a educação pré-escolar como as do ensino básico. No entanto, a ter que escolher alguém, “a prioridade deve ser dada ao 1.º ciclo”, afirma o mesmo responsável.

Os alunos “que estão a ser mais prejudicados” com o confinamento e o ensino remoto são os do 1.º ciclo, “em particular os dos dois primeiros anos”, prossegue Manuel Pereira, que há duas semanas já tinha dito ao PÚBLICO  que é “difícil ensinar a ler e escrever à distância”.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/03/a-proposta-dos-diretores-para-o-desconfinamento-das-escolas/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: