Quadro de Ilha – Uma Novidade nos Açores

Estava a analisar o novo diploma dos concursos nos Açores e deparei-me com uma novidade neste diploma.

Foram criados novos quadros, denominados “Quadros de Ilha“.

Os Açores têm 9 ilhas, 5 delas têm apenas uma escola, ou seja mais de metade das ilhas vão ter um quadro de ilha que ao mesmo tempo é um quadro de escola.

E sendo “quadros de ilha” não me admira que concorram em pé de igualdade com os quadros de escola para o continente no próximo concurso interno.

 

 

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2021/05/quadro-de-ilha-uma-novidade-nos-acores2/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Aqui no continente os contratados vinculam aos qzp e lá passam a vincular nos quadros de ilha, o que são equivalentes. Pois um qzp nos Açores dantes englobava mais do que uma ilha, o que obrigava os profs a serem colocados em ilhas diferentes. Para evitar isso vinculam a uma ilha. Eu trabalhei vários anos nos Açores e acho que a mudança é ma. Para os profs era preferível vincular em qa. Devo referir que lá os concursos sempre foram interno/externo sem ultrapassagens ao contrário daqui que é uma verdadeira injustiça.

    Já agora não há quotas e recuperaram o tempo de serviço.

    Mas porque é que o tiaguinho não vai lá de férias para ver como e que se faz???? Também podia levar a leitão, para ir escrevendo DL no avião.

    • Rita Alves on 3 de Maio de 2021 at 22:55
    • Responder

    Boa noite,

    Concordo plenamente. AS LISTAS PROVISÓRIAS SÃO PÚBLICAS E UMA POUCA VERGONHA: CENTENAS DE PROFESSORES A SEREM ULTRAPASSADOS NA GRADUAÇÃO.
    SÓ MESMO NESTE PAÍS ONDE OS SINDICATOS DE PROFESSORES, APENAS O SÃO NO RÓTULO….
    Para quando a elaboração de listas tendo apenas como base a GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS???? a REPOSIÇÃO DESTA JUSTIÇA NÃO ACARRETA CUSTOS, ENTÃO POR QUE NÃO VOLTAR AO QUE SE PRATICAVA NO PASSADO….
    Nenhum tribunal português, para nem falar no Europeu, concordaria com a pouca vergonha que tem prejudicado milhares de professores.
    ESTOU SINCERAMENTE INDIGNADA!

  2. Eu acho que os Açores como terminaram há uns anos com os qzp, criaram agora uns mini qzp restritos a cada ilha que designaram por quadro de ilha. Estes terão códigos próprios e os profs a eles vinculados não serão qa. Ora um prof numa ilha pequena obviamente só pode ser colocado na escola básica/ secundária existente, mas numa ilha grande poderá ser colocado numa das escolas existentes. Concorrendo ao continente ou não tem enquadramento ou terá de ser equiparado a qzp.

    Por esta e outras razões é fundamental rever aqui o DL dos concursos e no interno voltar á última redação que continha duas prioridades:

    1 para quem pretende mudar de quadro (qa/qzp/que) ordenados por graduação

    2 para quem tem mais habilitação profissional e pretende mudar de grupo também por graduação.

    Isto sim é que é justo para todos

    1. Há inclusive profs que pertenciam a qa muito distante e perante a baixa probabilidade de obter colocação em mi optaram por concorrer a qzp. Posteriormente, o me mudou as prioridades do concurso interno. ora isto é uma canalhice.

      Os colegas efetivos nas ilhas têm graduação mais baixa pois foram para lá para conseguirem uma efetivação e quanto a isso nada a dizer pois cada um faz os sacrifício que entende / pode, mas depois não é justo passarem á frente de quem está em qzp com maior graduação.

      É urgente a alteração ao DL dos concursos.

      É urgente mudar a intenção do me para atribuir apenas horário completos na mi. Será outra injustiça. Nos próximos anos prevê-se a aposentação de profs e as colocações deste ano serão por 4 anos.

    • ginbras on 4 de Maio de 2021 at 14:54
    • Responder

    Pelo que já li estes colegas em quatro de ilha vão mesmo concorrer como QZP e não como QA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: