Ainda não vi nenhum…

Um quarto dos 100 mil computadores prometidos já está nas escolas

Um quarto dos 100 mil computadores prometidos já está nas escolas

Distribuição dos equipamentos começou pelos alunos do ensino secundário. Até ao final do 1.º período, primeira fase do programa Escola Digital ficará concluída.

Cerca de um quarto dos 100 mil computadores portáteis que o Ministério da Educação vai entregar aos alunos carenciados já está nas escolas. Os equipamentos destinados aos estudantes do ensino secundário foram entregues nos estabelecimentos de ensino ao longo das últimas semanas, começando agora a chegar às mãos das famílias. Esta é a 1.ª fase do programa Escola Digital, que será alargada ao ensino básico até ao final do 1.º período, assegura a tutela.

Às escolas chegaram 25 mil computadores, destinados aos alunos do ensino secundário que que estão no Escalão A da Acção Social Escolar. Já se sabia que a distribuição ia começar pelos estudantes carenciados, mas o Ministério da Educação (ME) decidiu também dar prioridade aos estudantes mais velhos. O plano para este ano lectivo prevê que, face à evolução da pandemia, sejam estes os primeiros a ir para casa, caso haja necessidade de passar do ensino presencial para um regime misto.

Os computadores “foram entregues às escolas esta semana”, avança fonte do ME. O processo decorreu sem problema, confirmam os directores de agrupamentos escolares contactados pelo PÚBLICO. Além dos computadores, é também entregue uma mochila e um conjunto de auscultadores com microfone a cada aluno. Para quem não tiver acesso à Internet é também disponibilizado um router (hotspot), com o tráfego limitado a 2 GB por mês. O acesso a sites educativos, como o Estudo Em Casa ou as plataformas das editoras dos manuais escolares, não é contabilizado pelas operadoras, sendo gratuito.

Os equipamentos já começaram a chegar às mãos dos alunos, mas o processo vai prolongar-se pelos próximos dias, uma vez que as escolas têm que fazer a verificação do material recebido e instalar software relativo às plataformas de colaboração e de gestão educativa. “Somos um intermediário entre o Ministério da Educação e as famílias”, ilustra Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Directores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep).

A entrega de equipamentos aos alunos faz parte do Escola Digital, uma das linhas do Programa de Estabilização Económica e Social, apresentado pelo Governo em resposta à pandemia. São destinados 400 milhões de euros para este programa – dos quais, cerca de 160 serão investidos ainda este ano na compra de material informático para os estudantes.

“Acesso universal”
A promessa de “acesso universal” à Internet e a computadores para os alunos que estão dentro da escolaridade obrigatória será cumprida faseadamente. Na 1.ª fase, que está em curso, serão entregues 100 mil equipamentos, a alunos carenciados.

A entrega dos equipamentos está a ser feita de forma faseada para “evitar a concentração de equipamentos em espaço escolar”, avança o ME. Em causa está não só a necessidade de assegurar que as escolas cumprem a sua parte do processo, mas também preocupações com a segurança dos equipamentos e das escolas. A tutela prevê que a entrega “esteja finalizada nas próximas semanas”, antes do final do 1.º período.

Terminada a entrega dos computadores aos alunos do ensino secundário, serão agora distribuídos os restantes 75 mil computadores, destinados aos estudantes dos três ciclos do ensino básico. Os portáteis para cada nível de ensino são, de resto, diferentes. Foram definidos três tipos de equipamento – um destinado ao 1.º ciclo, outro para os 2.º e 3.º ciclos e outro para os alunos do secundário – tendo em conta as necessidades de cada nível de ensino.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/11/ainda-nao-vi-nenhum/

6 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • jose on 20 de Novembro de 2020 at 10:27
    • Responder

    Eis o que se chama um título `moda do “benturinha”
    Vais ver ver…. descansa. Até os tipos do sindicato vão receber

    • Ana Oliveira on 20 de Novembro de 2020 at 11:24
    • Responder

    Magalhães parte II

    • maior on 20 de Novembro de 2020 at 12:29
    • Responder

    Vai tudo ao beija mão, na escola dos meus filhos até calha bem, o Sr. director é candidato do PS nas próximas autárquicas.

    • Rui Monteiro on 20 de Novembro de 2020 at 13:22
    • Responder

    São computadores de alta tecnologia….são feitos com materiais invisíveis.

    • Falcão on 20 de Novembro de 2020 at 23:30
    • Responder

    2 Gigas por mês? Ahahahahahahahahahahahahahahahahahaah que bela anedota esta!
    Vão mas é levar no bujon, brincadeirinha de Carnaval, só pode! Participar em aulas síncronas durante 4 semanas seguidas, sempre com o Meet ligado… e com 2 gigas por mês, só podem estar a gozar com o pagode!!!

    • mario silva on 22 de Novembro de 2020 at 19:37
    • Responder

    porque se assume que não há profs carenciados?
    o mito de que todos ganham o mesmo prevalece?…
    e então os pc para profs onde estão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: