Retomo o Pedido para Abertura da Plataforma do Concurso 2020/2021

No passado domingo dei voz a um conjunto de professores que não conseguiram submeter a sua candidatura ao concurso 2020/2021.

Bem sei que o prazo do concurso foi de 7 dias úteis, tempo suficiente para se fazer um concurso que demoraria no máximo 15 minutos.

A questão do tempo que esteve aberta da plataforma ou tempo que demoraria a fazer o concurso não serve apenas de desculpa para não se voltar a abrir de forma excecional a plataforma novamente.

Na data que abriu o concurso muitos professores estavam ausentes das escolas, em muitos casos em reuniões de avaliação não presenciais, sem contacto presencial com outros docentes ou com os serviços administrativos que os lembrassem dos prazos para o concursos.

Os tempos excecionais que vivemos deveriam permitir à DGAE ter em atenção o número elevado de candidatos que não submeteram a candidatura este ano e possibilitar a reabertura da plataforma do concurso 2020/2021 durante dois dias úteis antes do fim do prazo de validação das candidaturas, que termina no dia 17 de abril.

Os relatos que me têm chegado são imensos e com razões muito válidas para eu fazer novamente aqui este pedido.

E escusado será acusarem na caixa de comentários que não se justifica este meu pedido, porque justifica-se.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2020/04/retomo-o-pedido-para-abertura-da-plataforma-do-concurso-2020-2021/

36 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Risada! on 10 de Abril de 2020 at 13:34
    • Responder

    E ele/a a dar-lhe!
    Precisam de ser lembrados! lol Que irresponsáveis!

    • Pedro on 10 de Abril de 2020 at 13:43
    • Responder

    Para quem tenha estado internado realmente é uma falta de responsabilidade. Concorre através do ventilador. Enfim haja ao menos a possibilidade pois pelo que sei muitos já estariam em tal situação.

    • Risada! on 10 de Abril de 2020 at 13:47
    • Responder

    Completamente descabido!

      • ser mais solidário on 10 de Abril de 2020 at 17:50
      • Responder

      Se um dia estiver internado quando for a época do concurso, compreenderá o que é ficar um ano sem trabalhar e o riso transformar-se-á em lágrimas.

    • Margarida on 10 de Abril de 2020 at 14:01
    • Responder

    Muito obrigada!

  1. Não sei nem interessa saber quais as justificações mas acho que sim, deveriam dar está oportunidade a quem dela necessita. Já passei por isto é acreditem é desesperante verificarmos que perdemos o concurso e só poderemos concorrer a ofertas de escolas.
    Sejamos solidários.

    • Hugo Santos on 10 de Abril de 2020 at 14:13
    • Responder

    Não concordo. A irresponsabilidade tem de ser punida.

    • Luluzinha on 10 de Abril de 2020 at 14:17
    • Responder

    Que disparate, esta insistência. Cumpram os prazos, como toda a gente!

      • Luluzinha on 10 de Abril de 2020 at 14:21
      • Responder

      Por favor, não subscrevam este disparate inútil. Seria credibilizar e institucionalizar a irresponsabilidade.

    • Pardal on 10 de Abril de 2020 at 14:31
    • Responder


    Este pedido mostra bem a MEDIOCRIDADE dos docentes que agora solicitam a reabertura da plataforma.

    Tenham VERGONHA.

    IRRESPONSÁVEIS.

      • Luluzinha on 10 de Abril de 2020 at 16:46
      • Responder

      Muito bem.

    • Sr. Prof on 10 de Abril de 2020 at 14:47
    • Responder

    Vou ser frontal: Arlindo tu para estares a insistir tanto nisto é porque deves ter alguém de família ou algum teu”conhecido” nesta situação.
    Hoje em dia a vida está cheia de interesses e “padrinhos”.

    • Sr. Prof on 10 de Abril de 2020 at 14:50
    • Responder

    Ou cheira-me que isto deve ser por causa dos de Timor que voltaram. Deves ter lá algum familiar, não é Arlindo?

      • Conceição Ribeiro on 10 de Abril de 2020 at 16:43
      • Responder

      Para os teus comentários terem alguma credibilidade, poderia pelo menos identificar-te e não comentares sob a capa de nicks diferentes… sê homenzinho… nem sei como o arlindo ainda permite os comentários nos posts… mesmo sabendo ele que muitos destes comentários vêem do mesmo IP (isso ele consegue saber).

      Conceição Ribeiro – AE Matilde Rosa Araújo

    • Risada! on 10 de Abril de 2020 at 15:04
    • Responder

    Vá lá, não sejam maus, o Arlindo só quer ocupar o lugar do Presidência da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, Filinto Lima. 🙂

    • Alves on 10 de Abril de 2020 at 15:19
    • Responder

    Ó Arlindo, estás a “aparvoar”!

  2. O veneno é tanto nestes comentários que é melhor desaparecer antes que morra só de os ler…

    • Maria on 10 de Abril de 2020 at 15:24
    • Responder

    Não concorri neste concurso nem vou concorrer caso o prazo seja alargado, mas estou chocada com tamanha falta de solidariedade. Estamos a viver um momento até há pouco tempo impensável. As nossas vidas foram viradas do avesso. Os problemas que cada um tem de enfrentar são muito diversos. Se para uns não é assim tão difícil, para muitos outros é próximo do caos. Perante isto, penso que seria razoável um alargamento do prazo.
    Não considero falta de responsabilidade o facto de o concurso ter passado ao lado nas circunstâncias em que estamos a viver. Considero irresponsabilidade pensarmos que a vida dos outros é exatamente igual à nossa, que todos nós enfrentamos este período da mesma maneira.

      • ser mais solidário on 10 de Abril de 2020 at 17:53
      • Responder

      Parabéns! Subscrevo o seu comentário.

      • Correção on 10 de Abril de 2020 at 17:53
      • Responder

      A colega escreve muito bem, com grande correção. É mesmo professora, ou é um troll?

        • Maria on 11 de Abril de 2020 at 19:30
        • Responder

        Sou professora e o meu cartão de cidadão prova que me chamo Maria. Surpreende-me o comentário e ainda mais a questão colocada.

      • Ricardo on 10 de Abril de 2020 at 22:32
      • Responder

      Seja professora, ou seja Troll, merece o meu respeito.
      Já disse o que tinha a dizer no outro comentário, mas concordo plenamente com a Maria

    • João on 10 de Abril de 2020 at 16:07
    • Responder

    “Na data que abriu o concurso muitos professores estavam ausentes das escolas, em muitos casos em reuniões de avaliação não presenciais, sem contacto presencial com outros docentes ou com os serviços administrativos que os lembrassem dos prazos para o concursos.”- E por estarem ausentes das escolas? não têm net em casa? e precisam do contacto presencial com outros docentes para concorrerem? Estavam em reuniões não presenciais? essas reuniões demoraram vinte e quatro horas? e têm de lhes lembrar os prazos dos concursos? calculo que nunca se esqueçam do dia 23, certo? tenham mas é vergonha. Não arranjaram 15 ou 20 minutos em sete dias para irem tratar disto?

    • Gerardo Filipe Lopes Gonçalves on 10 de Abril de 2020 at 16:15
    • Responder

    Boa tarde a todos os colegas,
    No ultimo concurso, sofri do mesmo, o Website estava com alguns problemas e não consegui submeter a tempo. Reclamei e disseram-me que o prazo era esse e nada a fazer.. tentei chegar a quem de direito na altura, e nada na mesma..

    Compreendo as razões dos colegas, são mais que válidas, mas a resposta da DGAE vai ser a mesma… eles não abrem excepções!!
    Por isso, neste concurso deixei lembrete no telemóvel e PC sincronizados.

  3. Incrível a falta de solidariedade de colegas de profissão, será que são?
    Circunstâncias excepcionais deveriam da parte da DGAE ter um tratamento excepcional e dar dois dias para quem não concorreu, o poder fazer, era de elementar justiça e deste modo evitam-se situações de desespero que estão neste momento a ser vividas por muitos colegas, a juntar à já terrível situação por todos vivida.
    proponho a seguintes datas: 13 a 14 de abril

    DN

      • Hugo Santos on 10 de Abril de 2020 at 18:12
      • Responder

      Discordo totalmente.
      A não ser que a pessoa prove que durante essa semana esteve internado(a). De resto, são desculpas, aquilo demorou 10/15 minutos a fazer e até com o smartphone se conseguia.

    • Costa on 10 de Abril de 2020 at 16:20
    • Responder

    Considero este pedido válido embora tenha concorrido sem problemas. No entanto fico preocupado com o nivel dos argumentos contra , somo professores temos que respeitar opiniões diferentes e argumentar sem recorrer ao insulto e insinuações sobre o colega Arlindo que merece o maior consideração pelo serviço prestado aos professores à muito tempo.

      • Luluzinha on 10 de Abril de 2020 at 16:44
      • Responder

      “À muito tempo”??? Não será: HÁ muito tempo? Que vergonha!

      • ser mais solidário on 10 de Abril de 2020 at 18:06
      • Responder

      Maior vergonha do que um erro é ter um coração de ódio por aqueles que no momento estão a atravessar um momento difícil e apenas solicitam algo que não prejudica ninguém. Exceções essas que todos os anos, são dadas às escolas, quando não conseguem validar alguma coisa ou enviar atempadamente, por excesso de trabalho. Assim sendo, dar mais um dia, face ao atual excecional momento, não prejudica quem já concorreu e, permite quem está a viver momentos, particularmente, difíceis, de internamentos, de perda de familiares e afins, concorrer… É que há aqui pessoas que se esquecem que de um momento para o outro, também houve alguns colegas que para além das situações extremas descritas passaram de apenas professores, para professores em teletrabalho, a acompanhantes dos filhos em casa em permanência, por o seu cônjuge ser profissional de saúde ou força de segurança ou de profissão essencial e, que deixou de vir a casa… É que a vida de cada um é diferente e, saber olhar para o lado e, observar o que alguns colegas nossos são capazes de fazer no mesmo tempo que nós que não temos os mesmos problemas é um dom que poucos têm, pelos comentários que aqui se observam. Quanto a quem critica o colega Arlindo apenas o repto criem o vosso próprio blog, candidatem-se a uma Direção de Agrupamento, percorram o mesmo caminho que ele e, depois de saberem o esforço, os dissabores e as coisas boas, aí “arrotem” a vossa sabedoria “saloia”.

      1. Muito Bem!!!

    • A Favor on 10 de Abril de 2020 at 17:51
    • Responder

    Vou votar A FAVOR desta proposta que me parece equilibrada, justa e plena de bom senso. Não podemos deixar ninguém para trás, nem sequer os mentecaptos que se esqueceram do concorrer.
    Mais votarei A FAVOR de posteriores propostas que solicitem novas reaberturas do concurso. Aliás o concurso devia estar sempre aberto, para animação geral e gáudio de todos.
    #FiquemEmCasa

    • Hélder Santos on 10 de Abril de 2020 at 22:49
    • Responder

    Meus caros…colegas.

    Eu também, infelizmente, já passei por esta agonia de me ter deixado a data do concurso passar. Se verificarem, o Ministério abre concurso sempre, quando estamos em avaliações, o que se traduz num período de grande concentração no trabalho. Juntando isso aos problemas da vida de cada um,…arranjamos o cocktail perfeito para andarmos completamente alienados com tudo o resto que se passa à nossa volta. Podia estar aqui a relatar situações difíceis que ocorreram na minha vida pessoal, naquele ano. Parece que foi um acumular de situações que aconteceram para naquele ano não concorrer. Tudo falhou! Todas as campainhas de possível aviso falharam . Até o sindicato falhou, pois não recebi o email de aviso de que o concurso estava aberto. O sindicato confirmou que tinha havido um problema no servidor de correio deles. Nesse ano, pelo menos, muitos daqueles que estavam dependentes do aviso do sindicato , tal como eu não o tiveram.
    Também fiz aquilo que consegui fazer junto da Dgrhe. A resposta foi sempre negativa, pois o dec que regulamenta o concurso não o permite. Solução: aproveitei a abertura do concurso que ainda decorria no Açores, onde anos antes já tinha trabalhado e foi a minha salvação. Mais um ano de Açores!
    Na minha opinião, apesar de eu ter tido esta má experiência, não a desejo a ninguém! Portanto, para haver uma possível reabertura do concurso. Esta só deveria ser possível para aqueles que estiveram internados em hospital, mediante a apresentação de atestado adequado! E nesta situação já estou a contextualizar a atual situação que todo o país vive. Qualquer outra situação, que não a do próprio. Desculpem, mas não ! Pois, sem covide-19, também há vida, ou seja, situações da vida que muitos colegas passam que podem ser muito mais graves e justificáveis do que estas que alguns colegas invocam! E por mais solidário que queira ser, por uma questão de justiça e equidade, para comigo, e para muitas centenas de colegas que por uma ou outra razão todos os anos ficam fora do concurso não posso aceitar este pedido.

      • Luluzinha on 10 de Abril de 2020 at 22:57
      • Responder

      Credo, tanto palavreado para dizer tão pouco!

        • Hélder Santos on 11 de Abril de 2020 at 0:26
        • Responder

        Vives mal com a opinião dos outros!?

    • Pedro Lopes on 11 de Abril de 2020 at 17:05
    • Responder

    Viva!

    Os prazos são para cumprir. Não concordo com a reabertura do concurso e, estou convicto que tal não irá acontecer.

    Para quem concorre, como eu, julgo ser uma tarefa tão importante que, será muita irresponsabilidade não o fazer. Notem que, no ano letivo transacto, quase que me esquecia do concurso, ou melhor só soube que estava a decorrer no último dia!!! Por pouco ficava de fora! Culpa? Obviamente, minha…

    Deve ser muito doloroso/ complicado ficar de fora mas, não há nada a fazer.

    É provável que nunca mais se esqueçam de cumprir prazos, prazos esses que exigimos (quase todos) aos nossos alunos.

    • Maria on 13 de Abril de 2020 at 12:21
    • Responder

    É triste, muito triste… É por isso, que a situação dos professores está como está!!!…

    Os seus próprios inimigos!
    Que classe!!!
    Não percam tempo a criticar a vida dos outros, que ninguém conhece… Preocupem-se com a vossa…
    Construam!! Não destruam!!!
    Não se sentem bem com a vida que têm, procurem construir uma outra, melhor!!!…

    Um BEM HAJA para o ARLINDO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: