18 de Abril de 2020 archive

Resumo da reunião dos Diretores com o Secretário de Estado (17/04)

Uma Síntese Da Última Reunião De Ontem Dos Director@s Com O SE Costa

Foi feita uma pequena edição do documento. Surpreende-me que ainda não tenha surgidos nos orgãos oficiosos do ME na blogosfera.  Destaques meus.
    1. O canal Estuda em Casa – RTP Memória  – foi concebido a pensar nos alunos que não têm acesso à internet e contacto com as Escolas através das aulas síncronas.
    2. Os conteúdos e os materiais serão publicitados, com uma semana de antecedência, no site de Apoio às Escolas; 
    3. Os conteúdos passados pela televisão não são nem substituem a Escola e o Professores. São representações mistificadas do que era a tele-escola. São um conjunto de recursos para alunos sem conectividade, em articulação com outras parcerias que se possam estabelecer. Destina-se a alunos com uma situação económica mais vulnerável e sem contacto com a Escola; 
    4. O que é transmitido pela televisão não substitui o professor, nem pode substituir as aulas síncronas. Não há obrigatoriedade de cumprir aqueles horários nem de recorrer àquele recurso; 
    5. Os horários das Escolas não têm que se adequar ou ficar dependentes dos horários das aulas televisivas; 
    6. As aulas síncronas são obrigatórias; 
    7. A Fundação EDP tem cerca de 1000 voluntários com formação para apoiar os Agrupamentos – monitorização social. O Agrupamento sinaliza esses alunos e, através da DGEstE, faz~se a articulação com a Fundação EDP; 
    8. Entender esta crise sanitária como acelerador de desigualdades em todas as áreas, mas sobretudo na Educação. Os Agrupamentos devem minimizar este efeito. 
    9. Articulação entre as Escolas e os CRI – tem que continuar e os técnicos tem de continuar a prestar apoio aos alunos; 
    10. Controlo da assiduidade dos alunos – não com o intuito de marcar faltas ou não, mas numa perspetiva  de evitar o abandono escolar e as desigualdades sociais no acesso à educação. Em caso de abandono escolar, contactar a CPCJ ou as Forças de Segurança; 
    11. Mais informações sobre o controlo da assiduidade docente chegará às Escolas em breve; 
    12. Este 3.º Período também é um período de avaliação; 
    13. Os alunos, em maio, podem regressar às Escolas, nem que seja apenas para a frequência de algumas disciplinas; 
    14. Inscrição nas Provas de Equivalência a Frequência; 
    15. Há Provas de Equivalência a Frequência em todas as disciplinas do Ensino Básico, incluindo Português e Matemática;
    16. A [equipa] deve manter contacto com os alunos por via telefónica ou correio eletrónico;
    17. Se as aulas presenciais acontecerem em maio, haverá reajustes nos horários dos alunos e dos professores
    18. Quanto ao Seguro Escolar, em caso de acidente em casa, é um assunto que está a ser analisado;
    19. O calendário escolar tem o seu término em 26 de junho, para todos os anos e ciclos de escolaridade;
    20. Em caso de regresso às Escolas, todas elas serão devidamente higienizadas e as mesmas serão apetrechadas com todo o material necessário (máscaras, luvas, álcool, gel…);
    21. Aulas nos Estabelecimentos Prisionais – serão enviadas orientações às Escolas;
    22. Adequações de instrumentos e adequações de critérios de avaliação. Ter em atenção que há alunos que estão em diferentes situações. A avaliação não se esgota este ano, mas continua no próximo com um Plano de Recuperação de aprendizagens não realizadas.
    23. Não confundir avaliar com classificar.

In O Meu Quintal

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/resumo-da-reuniao-dos-diretores-com-o-secretario-de-estado-17-04/

Será que “A crise vai mudar a educação”?

Os professores tiveram que se adaptar, os alunos estão-se a adaptar, os pais estão a tentar adaptar-se, mas será que o sistema se adaptará?

A grande questão que se põe, é se algum dia a escola voltará a ser o que era antes da pandemia.

Este cenário “sem precedentes” pode ser também uma oportunidade mudar o futuro do ensino?

 

“A crise vai mudar a educação”. UNESCO acredita que o ensino nunca mais será como antes

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/sera-que-a-crise-vai-mudar-a-educacao/

A “minoria” excluída pelas medidas governo

 

“Dizem-nos nas escolas que não devemos prejudicar qualquer aluno por causa desta pandemia no entanto, os miúdos do Secundário que estão a fazer melhoria às disciplinas que são obrigados a fazer por exame e não por frequência, não verão as notas dos exames contar para melhoria de classificação interna mas apenas como ingresso na faculdade ( disciplina especifica). Ora, esses serão muito prejudicados, um ano de trabalho deitado ao lixo. Dou o exemplo do filho, doente oncológico em recuperação que está por sua escolha a repetir o 11° ano com intuito de melhorar as médias , após anos a trabalhar e a fazer quimioterapia em simultâneo , com muito esforço, vai ser impedido de o fazer. Mudaram as regras do “jogo” a meio e a permissa de que “não vamos prejudicar os nossos alunos” só serve para alguns alunos.

É muito triste…é desolador acautelarmos alguns alunos e outros não. Uns são filhos…outros enteados.

Mãe e professora desiludida”

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/a-minoria-excluida-pelas-medidas-governo/

Cartoon do dia – Aulas Síncronas – Paulo Serra

 0

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/cartoon-do-dia-aulas-sincronas-paulo-serra/

“Há alunos a receber dinheiro em troca de passwords”

Quem o diz é Mário Nogueira…

 

“Há alunos a receber dinheiro em troca de passwords”, denuncia Fenprof

 

A ser verdade, o que nos diz isto dos nossos jovens?

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/ha-alunos-a-receber-dinheiro-em-troca-de-passwords/

Candidatura para compensação remuneratória dos Educadores de Infância da Rede Solidária (IPSS, Mutualidades e Misericórdias) 

PROGRAMA DE EXPANSÃO E DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR – ANO LETIVO 2018-2019 
Deverão as Instituições cumprir rigorosamente os prazos estipulados:
  • 17 de abril a 4 de maio – período de candidatura;
  • 5 a 8 de maio – Consulta e Análise das candidaturas;
  • 11 a 25 de maio – Análise e correção das candidaturas;
  • 26 de maio a 8 de junho – Período de reclamação.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/candidatura-para-compensacao-remuneratoria-dos-educadores-de-infancia-da-rede-solidaria-ipss-mutualidades-e-misericordias/

Governo quer que universidades retomem as aulas em maio

Gabinete no Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Recomendação e esclarecimento às instituições científicas e de ensino superior:

Elaboração de planos para levantamento progressivo das medidas de contenção motivadas pela pandemia COVID-19

17 de abril de 2020

 

Na sequência da renovação da declaração do estado de emergência motivado pela pandemia COVID-19 até ao dia 2 de maio e tendo em consideração:

  • a mobilização contínua de todas as instituições científicas e de ensino superior, dos seus estudantes, docentes, investigadores e funcionários para fazer face às medidas extraordinárias e de caráter urgente de resposta à situação epidemiológica provocada pelo novo coronavírus e a doença COVID-19, incluindo todos os esforços para desenvolver, com qualidade, processos de ensino e aprendizagem a distância e adotar de forma generalizada o teletrabalho (ver anexo 1), assim como para apoiar a reposta geral da população e do sistema nacional de saúde a esta pandemia;
  • as práticas agora em preparação a nível europeu para iniciar os esforços necessários para o levantamento progressivo das medidas de contenção ligadas ao surto de coronavírus e à pandemia COVID-19;
  • os termos do roteiro comum recentemente proposto pela Comissão Europeia no que respeita à autorização progressiva de agrupamentos de pessoas, tendo em conta as especificidades das diferentes categorias de atividades, tais como as realizadas nas instituições de ensino;
  • a necessidade de assegurar a conclusão do corrente ano letivo em prazos tão próximos quanto possíveis do que se encontrava previsto no calendário escolar, evitando impactos negativos sobre o próximo ano letivo.

LER MAIS AQUI

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2020/04/governo-quer-que-universidades-retomem-as-aulas-em-maio/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog