adplus-dvertising

14 de Julho de 2012 archive

Uma Evidência Pré-Anunciada

Professores contratados podem não conseguir colocação

 

Os professores contratados estão em risco agravado de não conseguir colocação nas escolas. Os estabelecimentos de ensino estão a finalizar os mapas de horários e a dispensar muitos dos docentes a contrato.

 
No entanto ainda existem possibilidades de reconduções que poderão ser anuladas pela obrigatoriedade de uma mobilidade de cerca de 7000 docentes dos quadros que quer queiram quer não estão em concurso para lugares onde neste momento existe alguma esperança pela renovação de colocação.

Pior do que isso. Os docentes dos quadros não colocados em 31 de Agosto regressam à sua última escola à ESPERA DE COLOCAÇÃO EM RESERVA DE RECRUTAMENTO.

Infelizmente não será apenas nas lista de 31 de Agosto que poucos docentes contratados serão colocados. Preve-se também uma ausência de colocações ao longo de todo o ano letivo pelo número de DACL de diversos grupos de recrutamento que continuarão nessa reserva.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/uma-evidencia-pre-anunciada/

O Drama Das Decisões – Parte 2

O mais extraordinário de tudo é que estes dramas ainda acontecem depois da fictícia distribuição de serviço e antes do fim das matrículas e da constituições de turmas.

Chegado por mail com algumas questões que podem ser discutidas na caixa de comentários:

 

Ainda em relação ao ““O drama das decisões” (parte1) importa explicitar algo. Efetivamente, parece-me que a situação de lecionar 1000 min. apenas se poderá concretizar se, por exemplo, num qualquer determinado grupo, sem se recorrer a contratação, o último docente do quadro tiver, no mínimo, 6 tempos letivos. Neste caso, e penso que apenas nesta situação, se poderá distribuir o serviço pelos 1000/1050 (tempos de 50 min.) ou1035/1080 (?) (tempos de 45 min.) ficando os restantes para apoio/desporto escolar. No entanto, também vai correndo em alguns blogues que os 100 min.podem ser dados em qualquer circunstância. O que achas disso?

 

Entretanto, fiz mais umas contas e o drama continua. (Envio as contas em ficheiro anexo). de qualquer modo, penso ter arranjado, no 2.º/3.º ciclo do E.B., uma hipótese SEM DESPERDÍCIOS, SOBRAS E COM MAIS MINUTOS, utilizando pouquíssimas horas de crédito:

distribuída a carga pelas disciplinas, em tempos de 50 min., ficam a faltar, por exemplo,  35 min.

– “Se, da distribuição das cargas em tempos letivos semanais, resultar uma carga horária total inferior ao tempo a cumprir,o tempo sobrante é utilizado no reforço de atividades letivas da turma.”

 

– Então, juntam-se os tais 35 min. que sobraram a 15 min. provenientes do crédito letivo disponível e obtém-se 1 tempo de 50 min., que poderá ser utilizado na “Oferta Complementar”, por exemplo, para atividades de estudo e educação para a cidadania.

 

– Esta hipótese, além de aproveitar todos os minutos, ainda acrescenta, e poderá ser utilizada em qualquer grupo. Saliente-se que este tipo de tempos é indispensável para completar horários (de qualquer grupo) em que falte 1 tempo. Além disso, dependendo do crédito que cada escola tem, claro, são retiradas poucas horas ao total (em10 turmas, uma média de 150 min. : 3 horas) Será possível? Não vejo nada na Lei contra esta junção!

 

(VER DETALHES NO FICHEIRO EM ANEXO,  POR FAVOR)

 

Dramas atuais:

·        No Ensino Secundário, na matriz de 50 minutos, como não existe a Oferta Complementar, existirá alguma maneira de gerir os minutos em falta, sem recurso ao crédito e mantendo tempos inteiros, sem compensações e outras complicações?

·        A minha escola ainda tem duas turmas de Ensino Tecnológico – terão os tempos letivos que continuar a ser organizados em 45 min.?! Se sim, deverá aplicar-se esta organização dos tempos letivos em toda a escola?… Tens alguma ideia para este problema?

 

Obrigada e boa sorte!

Eclipse

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/o-drama-das-decisoes-parte-2/

E Foi Por Telefone?

Que estes 7000 docentes dos quadros foram contactados para concorrerem à mobilidade?

Se quiserem relatar a vossa experiência podem-no fazer neste post. A minha foi oficializada ontem durante a tarde por telefone com agendamento de reunião para a próxima segunda-feira. Ao todo foram feitos 32 telefonemas pela assistente operacional responsável pelo atendimento telefónico. Uma pessoa muito simpática, diga-se.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/e-foi-por-telefone/

E Para Que Serve Tudo Isto?

Se ninguém sabe quando a carreira descongela. Ou será que o orçamento de estado para 2013 vai trazer alguma surpresa?

Para consulta oral a proposta da bolsa de avaliadores e negociação obrigatória as restantes duas propostas.

 

Bolsa de Avaliadores

Avaliação por Ponderação Curricular

Avaliação dos Diretores

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/e-para-que-serve-tudo-isto/

O Novo Calendário dos Concursos

Depois de já ter feito a chamada de atenção para a data final da candidatura à mobilidade interna deixo agora o novo calendário disponibilizado no site da DAGE que também faz a chamada de atenção para o último dia da candidatura.

Tendo em conta que muito baús vão ter de ser abertos para a recolha de dados para esta candidatura parece-me demasiado reduzido este prazo tendo em conta a desabituação de muitos que se viram nisto pela primeira vez.

Ao longo do fim de semana irei procurar esclarecer algumas dúvidas que me têm chegado. O primeiro conselho que dou a quem vai ter de fazer a candidatura é lerem bem o manual de candidatura que deverá estar disponível na próxima segunda feira e aguardarem pela publicação dos novos códigos de escola que deverão sair na mesma altura.

E não vale a pena entrarem em stress com isto porque quase todos no dia 1 regressam à escola onde estiveram este ano. Quem sabe para um ano letivo até mais interessante.

E lembrem-se sempre que ainda há quem vá ficar pior.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/o-novo-calendario-dos-concursos/

Blogosfera – A Educação do Meu Umbigo

Culto Da (Minha) Personalidade

 

[youtube=http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=aiHvBxrUx5c]

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/blogosfera-a-educacao-do-meu-umbigo-7/

Queixa Arquivada!

DIAP confirma que houve erros na colocação de professsores, mas sem intenção

 

O Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa deu como provado que, em Setembro passado, devido a uma intervenção na aplicação informática utilizada pela Direcção-Geral de Recursos Humanos da Educação (DGRHE) para a colocação de professores, esta  “não permitia às escolas a inserção dos horários como anuais, reconduzindo-os para a opção temporária”.

 

De acordo com a notícia do Público apenas 13 professores terão sido lesados pela alteração do funcionamento da aplicação informática. Na altura divulguei amplamente os dados dessas bolsas e cheguei à conclusão que mais horários terão passado a ser temporários muito por culpa de quem os inseria na plataforma. Percebi com o tempo que haviam alguns truques para pedir um horário anual.

Infelizmente os únicos que sofreram com as consequências foram os professores e poucos diretores terão estado do lado dos professores não assumindo que os horários pedidos eram efetivamente anuais.

Uma cois é certa, foi a partir da BR2 que se começou a pensar na mudança das regras de colocações, passando a ser a graduação do professor o fator único para a colocação nas preferência manifestadas, algo que já irá acontecer no próximo concurso.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/queixa-arquivada/

Esta É Uma Boa Notícia

Finanças mandaram pagar subsídio de férias a funcionários admitidos em 2011

 

Em causa estão os trabalhadores que entraram ao serviço no segundo semestre.

A Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP), tutelada pelo Ministério das Finanças, deu orientações para que os serviços paguem o subsídio de férias devido aos trabalhadores que foram admitidos no segundo semestre de 2011, ainda que o dinheiro seja pago este ano.

De acordo com a nota informativa 3/GGF/2012, o pessoal que ficou desligado do serviço em 1 de janeiro de 2012, ou em data posterior, ficou abrangido pela suspensão do pagamento dos subsídios de férias e natal nos termos do artigo 21º da Lei do OE.
A confirmar-se a notícia do Jornal de Negócios todos aqueles que foram colocados a partir do dia 1 de Setembro e continuaram ligados ao mesmo contrato no dia 1 de Janeiro de 2012 terão direito a receber o subsídio de férias referente aos meses de 2011.
Aguardemos por desenvolvimentos desta notícia.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/07/esta-e-uma-boa-noticia/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: