28 de Março de 2012 archive

Resolução FNE

A FNE aprovou em secretariado nacional uma resolução sobre vários temas mas que destaco a parte referente à revisão curricular já que é a primeira posição oficial conhecida sobre a proposta apresntada dia 26 pelo MEC.

Revisão curricular dos ensinos básico e secundário

O Secretariado Nacional analisou as orientações que o MEC acaba de anunciar sobre a revisão curricular dos ensinos básico e secundário, considerando que se deveria ter dado mais tempo, quer para a fundamentação das soluções apresentadas, quer particularmente para o envolvimento dos que vão ser chamados à sua operacionalização.

O documento agora apresentado pelo MEC continua a ser insuficiente quanto à avaliação da situação existente e quanto à fundamentação das soluções que determina.

A definição deste desenho curricular não é acompanhada das orientações relativas às metas de aprendizagem, o que nos parece uma situação de insuficiência com consequências graves ao nível da preparação do próximo ano lectivo.

O presente documento é omisso quanto ao papel da Educação para a Infância, quanto ao lugar da Educação Especial e quanto à revisão do paradigma do ensino secundário, na véspera da sua passagem a ensino obrigatório.

A FNE continua a considerar que não se pode falar em ensino experimental no 2º ciclo do ensino básico, quando este ocorre ao nível da turma, sem se permitir o desdobramento.

A FNE continua a não ver vantagens, e até antecipa dificuldades, na separação em duas da atual disciplina de Educação Visual e Tecnológica, no 2º ciclo do ensino básico.

A FNE não encontra fundamentação para que a Educação Tecnológica tenha sido retirada do desenho curricular para o 3º CEB, pois em nenhuma das propostas anteriormente apresentadas esta situação estava prevista. A não inclusão da Educação Tecnológica no 3º CEB irá comprometer o ensino tecnológico e desperdiçar a mais valia formativa de muitos docentes que se vêm desvalorizados.

A FNE considera negativo que se elimine o espaço até agora designado por Formação Cívica, o qual constituía um tempo privilegiado para a superação de situações de dificuldades de relacionamento e de cumprimento das normas escolares.

A FNE considera positivo que se altere a lógica de definição dos créditos horários para as escolas, embora registe que nesta matéria se devem preservar princípios de equidade que evitem que escolas frágeis sejam ainda mais frágeis e que escolas de contextos sociais mais favoráveis ao sucesso se vejam privilegiadas também na determinação daqueles créditos.

Mas a FNE não pode omitir uma apreciação positiva em relação à manutenção da segunda disciplina de opção na formação específica do 12º ano de escolaridade e à determinação da autonomia das escolas para definirem a dimensão dos seus tempos letivos.

A introdução de provas nacionais no final do 4º ano de escolaridade, não merecendo a discordância da FNE, constitui uma exigência de preparação cuidada quanto às condições da sua operacionalização.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/resolucao-fne/

Grupo 530 – Informações Importantes

De acordo com comentário do Dário aqui deixo esta informação importante para todos os docentes do grupo 530.

É altura de dizer aos docentes do grupo 530. MEXAM-SE

 

Para todos os colegas de Educação Tecnológica – MUITO IMPORTANTE
Contactei há pouco a Associação Nacional de Professores de Educação Tecnológica (ANAPET) e falei com a direção, prof. Adérito Gomes, e ele disse-me que esteve reunido (hoje à tarde) com o secretário de estado da educação, e que tem garantias que o MEC não esqueceu a disciplina e que demonstrou abertura para dar instruções às escolas para que no próximo ano letivo as ofertas de escola sejam preferencialmente nas áreas técnicas e dadas por profs. de ET.
Ele disse-me também que o sec. de estado o convidou para fazer parte de um grupo de trabalho, que irá elaborar as diretrizes para as escolas atribuírem os docentes na disciplina de oferta de escola, consoante a sua área de formação.
Temos que nos mexer, senão a disciplina cai no esquecimento, e a curto prazo acaba definitivamente!
Os de EVT mexeram-se (e bem), e conseguiram alguma coisa!
Os de TIC mexeram-se (e bem), e a disciplina aparece obrigatória no 7.º e 8.º ano!
Para finalizar, ele pediu-me para divulgar a associação pelos colegas de ET, e para todos os colegas de ET lhe enviarem e-mails (ou o contactarem) com sugestões/propostas/reivindicações.
Aqui ficam os contactos:

http://aanapet.blogspot.pt/

E-mail: direcao.anapet@gmail.com

Tlm – 919480467 (prof. Adérito Sá Gomes – direção da ANAPET)

Temos que nos unir, pois a união faz a força!
Cumprimentos.
Dário Baptista

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/grupo-530-informacoes-importantes/

Esperava

…que a obrigatoriedade dos contratados concorrerem a dois QZP fosse também uma das prioridades desta negociação suplementar.

Afinal, enganei-me.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/esperava/

Algo Que Já Tinha Dito

…que viria a acontecer, e foi em 19 de Março. E que esteve incluída na pergunta ao Marcelo da 3ª semana.

Ou seja, os candidatos que estão incluídos na 1ª prioridade pelas regras atuais concorrem nessa mesma prioridade para o concurso de 2012/2013.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/algo-que-ja-tinha-dito/

FENPROF – A Corretora

De acordo com notícia já divulgada as reuniões suplemantares sobre a revisão dos concursos levou a uma correção de 6 artigos no documento acordado com alguns sindicatos.

As correções foram feitas aos artigos 5.º, 9.º, 10.º, 11.º, 36.º e 49.º

Ficamos ainda sem saber se esta correção aos referidos artigos terá levado também a Fenprof a assinar o acordo com o MEC.

O que pode ter sido corrigido?

Na falta de outra informação basta analisar este documento com os artigos que foram alterados e já se pode perceber as alterações que foram feitas.

Acho que os excelentes se safaram e já vão ter o valorzito para o concurso. 😀

No fim de contas é de saudar a postura do MEC para num processo que se encontrava encerrado ter dado possibilidade para serem feitas correções a situações erradas ou menos claras. Num tempo recente isso seria impossível de acontecer.

ADENDA: Já é possível saber as alterações que foram feitas ao documento aqui e ficamos também a saber que apesar das alterações aceites pelo MEC a Fenprof continuou a não dar o seu acordo ao futuro diploma de concursos.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/fenprof-a-corretora/

E Não Há Nenhuma Novidade?

Negociação suplementar prossegue na quarta-feira, dia 28, às 9h30, na “5 de Outubro”

São 15 horas e ainda não há nenhuma informação desta reunião.

Estamos esclarecidos.

Negociação suplementar sobre concursos permitiu clarificar seis artigos

De acordo com o governante, João Casanova de Almeida, que tem conduzido as negociações com os sindicatos, as reuniões suplementares serviram para uma “clarificação do texto nos pontos de seis artigos“, no sentido de “melhorar o entendimento

Casanova de Almeida especificou que as alterações de redação foram feitas nos artigos 5.º, 9.º, 10.º, 11.º, 36.º e 49.º, num total de 55 artigos que incorporam o diploma.

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/e-nao-ha-nenhuma-novidade/

Megas por Gondomar

DREN apresenta proposta que pode pôr em causa qualidade de ensino em Rio Tinto

A proposta da Direção Regional de Educação do Norte para, na sequência das diretrizes do Ministério da Educação, proceder à agregação de Agrupamentos de Escolas e de Escolas não Agrupadas, no que respeita ao Município de Gondomar e em particular ao território da Cidade de Rio Tinto (composto pelas 2 Freguesias: Baguim do Monte e Rio Tinto), prevê agrupar a Escola Secundária de Rio Tinto ao Agrupamento Vertical de Escolas de Rio Tinto n°. 1 e o Agrupamento Vertical de Escolas de Rio Tinto n°. 2 ao Agrupamento Vertical de Escolas de Baguim do Monte.

– tal agregação irá resultar num “mega” Agrupamento com mais de 6600 alunos, tornando-se ingovernável e com consequências imprevisíveis para os resultados até aqui obtidos e claros prejuízos para os alunos;

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/megas-por-gondomar/

Reunião MEC com Associações Profissionais

Durante a tarde de de hoje o MEC irá reunir com várias Associações Profissionais da área artística e tecnológica tendo como ponto único da ordem de trabalhos a revisão da estrutura curricular.

Logo que tenha mais informações coloco neste post o resultado dessa reunião que será coordenada pelo Secretário de Estado do ensino e Administração Educativa.

Espera-se um reunião bastante quente já que as áreas artísticas são as mais penalizadas na proposta final de revisão curricular.

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/reuniao-mec-com-associacoes-profissionais/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: