16 de Março de 2012 archive

O Documento Final – Gestão

Ficou assim resolvida a questão do coordenador de departamento que será eleito em reunião de departamento depois do diretor indicar 3 nomes para eleição:

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/03/o-documento-final-gestao/

Movimento em Defesa da EVT

Foi criado novo espaço no portal do governo para apoio ao Movimento em Defesa da EVT.

Para a final passaram 7 movimentos que poderão esgrimir os últimos argumentos para defender a sua causa junto do primeiro ministro. O movimento da APEVT – “Em defesa da Educação Visual e Tecnológica” contínua em 2º lugar e a aproximação da final deste movimento encaixa perfeitamente no timing sobre a revisão da estrutura curricular.

Se porventura este movimento fosse apoiado por todos os professores de EVT neste momento estaria em 1º lugar, é pena que os 3000 apoios não cheguem a representar metade dos professores desta disciplina.

Uma ajuda de todos os docentes de outros grupos disciplinares era bem vinda nesta altura, porque o que está em causa é o futuro desta disciplina e mais do que isso, do futuro da educação em Portugal.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=15dyI9l_oWM]

Para apoiar o movimento em defesa da EVT basta ir a este link e clicar em apoiar depois de estar ligado através de uma conta do facebook ou do portal do governo.

Podem também transferir o kit apoiante do movimento em defesa da EVT neste link.

EVT precisa do apoio de todos.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/03/movimento-em-defesa-da-evt/

Normalidades

Fenprof sai de reunião com Governo sem acordo

Mário Nogueira considerou também que não faz sentido retirar os pais do conselho pedagógico sem alterar as competências deste órgão, deixando ao critério do director da escola se os convida ou não para este espaço: “Isto não é carne nem peixe, isto não é nada”.

FNE chega a acordo com Governo

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/03/normalidades/

Concursos – Continente vs Ilhas

De acordo com o âmbito territorial do diploma de concursos os candidatos das ilhas concorrem ao concurso interno (respeitando a regulamentação de cada governo regional) na mesma prioridade que os docentes do continente que pretendam mudar de escola ou de grupo de recrutamento.

Para o concurso externo o SDPA/FNE conseguiram que os docentes das ilhas não fossem prejudicados na prioridade ao concurso externo concorrendo em idêntica prioridade aos candidatos com 365 nos últimos 6 anos.

Existindo uma nova termo que determina a mobilidade interna (antigo DAR ou DACL) não está ainda assegurando que os candidatos das ilhas possam concorrer às escolas do continente para efeitos de mudança de escola nos anos em que não se verifiquem concurso interno.

De acordo com este comunicado da FNE o MEC garantiu que se irão iniciar conversações com cada uma das Secretarias Regionais da Educação dos Açores e da Madeira, com vista a, e no respeito pela Autonomia legislativa de cada uma destas Regiões Autónomas, poder chegar-se a uma articulação de posições, não só no que diz respeito a concursos, mas também nas outras situações (Educação Especial, Avaliação e outras), sem qualquer discriminação, quer para os docentes a exercer funções no Continente, quer para os docentes a exercer funções nas Regiões Autónomas.

Seria bom que as restrinções existentes entre os concursos do continente e das ilhas desaparecessem e da mesma forma que os candidatos das ilhas podem concorrer em idênticas circunstâncias aos concursos do continente que os docentes do continente também o possam fazer para as ilhas. Atualmente pouco sentido faz em determinar-se prioridades para os concursos das ilhas (priveligiando estudantes ou bolseiros desses territórios) quando no continente desaparece essa discriminação para com os docentes das ilhas.
O desfasamento no tempo que existe no concurso externo das ilhas também deve ser abolido devendo o mesmo concurso ser realizado no mesmo ano que no continente.
Ao contrário da obrigação pela manifestação de preferências por um número mínimo de escolas, concelhos ou qzp, está já parece ser uma medida mais de acordo com a liberdade de escolha tão apregoada por este governo.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2012/03/concursos-continente-vs-ilhas/

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: