Processamento de Remunerações 2022

 

Nota Informativa n.º 01/IGeFE/2022 

PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2022

No âmbito do processamento das remunerações de pessoal docente e não docente transmitem-se as seguintes orientações:

1. O valor da remuneração base praticada na Administração Pública é atualizado para o valor da retribuição mínima mensal garantida (RMMG) para 2022, a que corresponde o valor de 705,00€.

2. O valor dos montantes pecuniários dos níveis remuneratórios da tabela remuneratória única (TRU), aprovada pela Portaria n.º 1553-C/2008, de 31 de dezembro, com as atualizações decorrentes dos Decretos-Leis n.ºs 10-B/2020, de 20 de março, e 10/2021, de 1 de fevereiro, é atualizado em 0,9 %.

3. São atualizadas em 0,9% as remunerações base mensais existentes na Administração Pública.

4. De acordo com o determinado no n.º 3 do art.º 5º do Decreto-Lei n.º 109-A/2021, de 7 de dezembro, o trabalhador que alterar a posição remuneratória por força da retribuição mínima mensal garantida, em 2022, mantém os pontos e correspondentes menções qualitativas de avaliação do desempenho para efeitos de futura alteração de posicionamento remuneratório.

5. A presente atualização salarial produz efeitos a 1 de janeiro de 2022, pelo que deverá ser processada na requisição do mês janeiro.

Subsídio de Refeição 

O valor do subsídio de refeição fixado na Portaria n.º 1553-D/2008, de 31 de dezembro, atualizado, pela Lei nº 42/2016, de 28 de dezembro, mantém-se para o corrente ano no valor de 4,77€.

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2022/01/processamento-de-remuneracoes-2022/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Carlos on 4 de Janeiro de 2022 at 22:54
    • Responder

    E quando abre a plataforma para se puder progredir de escalão????? Estou à espera desde JULHO.

    • Indignado 🤔 on 4 de Janeiro de 2022 at 23:12
    • Responder

    Aumentam o ordenado mínimo e bem! A questão é que, já não existe diferença entre AO e AT passamos todos à mesma carreira? Muito bem, quando passam os licenciados da AP com carreira de AO e AT a tecnicos superiores?

    • torradeira on 5 de Janeiro de 2022 at 12:16
    • Responder

    Com os combustíveis a aumentarem brutalmente, prevendo-se a sua subida contínua nos próximos meses, segundo a comunicação social, para quem faz 70, 100, 125kms diários, é penoso. Ou sobem-nos os salários ou dão um subsídio/ajuda de custos a quem trabalhe a mais de 25kms de distância, nem que seja mais 50€ mensais, que sempre ajuda. Toda a gente fala disto, mas não vejo nenhuma ação enérgica.

    O subsídio de refeição é também ridículo há anos. Como sempre comida de casa, mas quase que nem na cantina da escola conseguimos comer por esse valor, quanto mais fora, em que hoje em dia 6€ será quase sempre o valor mínimo de uma diária…

    • ZE TOI on 6 de Janeiro de 2022 at 1:35
    • Responder

    boa noite. Ainda não percebi porque os assistentes técnicos ficam sentados quando a maioria da função pública faz greve por aumento de ordenados. A.T. ZE TOI

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: