Um Pequeno Exemplo da Calamidade

… de duas escolas que acabaram de agregar e que pelas contas da nova CAP só vai haver lugar para 6 docentes neste grupo.

Se me arranjarem outros exemplos depois coloco no blog para termos a noção da calamidade que se aproxima.

 

graduação

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2013/05/um-pequeno-exemplo-da-calamidade/

20 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Não consigo entender como se perdem tantos horários. Como é possível que agrupando duas escolas se percam 11 horários de um só gupo???

    1. Erros do passado que se refletem agora.
      Ainda em 2009 entraram 6 nos dois agrupamentos.
      E quem entrou em 2009 tinha agora componente letiva nas escolas de onde saíram.
      No meu caso estou lá desde 2005.

  2. Queria dizer grupo.

  3. Com as agregações feitas e a fazer, está mais do que na hora de encetar uma nova luta, a do pagamento, no mínimo, a quem tem de se deslocar entre escolas, para leccionar. Não se pode permitir que neste caso se faça mais com menos, pq é do bolso dos professores que sairá e alguns já pagam para trabalhar…

  4. Vai ser assim um pouco por todos os grupos, penso eu … mas também Arlindo, colocaste aqui o grupo que penso ser o mais afetado, o de EVT.

    1. É o único exemplo que tenho por enquanto, por ser o meu.

      1. E quem tem componente letiva em EVT este ano, mas em princípio para o próximo ano letico não vai ter, será que é melhor concorrer à Educação Especial, mesmo em 3ª prioridade?

  5. O grupo MAIS afetado é sem dúvida e de Educação Tecnológica (530).

      • Alberto Miranda on 6 de Maio de 2013 at 8:23
      • Responder

      Caro colega,
      O grupo mais afetado (sem ir ao 1ºciclo) é o 240 ao nível de números de professores com horário zero, mas em percentagem é o grupo 530 (a relação de professores com horário zero relativamente ao número total de professores do quadro desse grupo).

    • Prof.ª (Des)empregada on 4 de Maio de 2013 at 22:15
    • Responder

    Assustador, Arlindo! Estou contigo e com todos os colegas que se encontram em idêntica situação. Lutem, por favor. Não desistam…

  6. “Eles comem tudo, eles comem tudo e não deixam nada…
    São mordomos do universo todo, senhores à força, mandadores sem lei…”
    Se for necessário uma nova senha penso que o Zeca não se importaria.
    A hora está a chegar!!!

    • Ratatui on 4 de Maio de 2013 at 22:53
    • Responder

    Então e o de Alemão????? Estou no grupo desde 2006 e nunca leccionei a disciplina????

    • JOAMA MARGARIDA on 4 de Maio de 2013 at 22:54
    • Responder

    PSD e CDS mentiram aos professores na campanha eleitoral.
    Os professores destes partidos que são Deputados esqueceram-se que um dia têm que voltar à escola.
    Vamos todos mandar mensagens a lembrá-los das promessas feitas por Passos Coelho na campanha eleitoral.
    Não sabem os endereços do PSD e do CDS?
    Eu digo:
    gp_psd@psd.parlamento.pt
    gp_pp@pp.parlamento.pt

  7. O grupo mais afetado será sem dúvida o 1º ciclo! A situação ainda não é revelada pelas CAP´s porque as DEgesT´s estão a fazer as contas finais nas redes e o que vai vir ai é dramático e ainda por cima com turmas jeitosas de 26 alunos….

    1. Diz isso com base em quê?

      Aqui pelos meus lados há menos professores do quadro do que turmas na maioria das escolas do 1.º ciclo. Estou na cidade do Porto.

      Se descermos até Lisboa encontramos escolas do 1.º ciclo com mais de 50% de professores a contrato.

  8. Todos os professores e funcionários devem dar uma resposta nas próximas eleições autarquicas – doa a quem doer – nós já estamos fff Há que linchar quem o merece!

  9. sem dúvida que o grupo 530 e 240 são os que mais vão sofrer com tudo isto!

    é uma vergonha

    estou cansado….

    Jorge

  10. olá, todos os professores sofrem, independentemente dos grupos, uns por trabalharem (muitos até muito longe…) e não são respeitados, valorizados; outros por não terem horário completo e andarem a saltar em diversas escolas, desperdiçando tempo, dinheiro e energia em transportes… outros por terem horário 0 sendo eles do quadro ou contratados! Talvez uns sejam mais positivos e confiantes, outros mais amargurados mas, a insegurança está instalada para todos; as situações são cada vez mais instáveis e isso é dramático sim, tanto para aqueles quase na reforma como para os contratados: não esquecer cada situação é legítima, não há mais nem menos “Dói a todos”: seria bom sermos mais unidos sim!

    • Sardinha on 5 de Maio de 2013 at 23:18
    • Responder

    Há que lutar desde já e seguir em frente.
    Ontem já era tarde.
    Não há tempo a perder.

    • CatarinaG on 6 de Maio de 2013 at 9:03
    • Responder

    E o grupo 600 sofre por acréscimo porque casos há em que mesmo sem a respetiva profissionalização, por terem horário zero ou incompleto, os professores do 240 saltaram para o 3º ciclo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: