Prevejo Uma Enorme Sarilhada com a Recuperação de Vagas no CEE

Está previsto no número 3 do artigo 6º do Decreto-Lei nº 60/2014, de 22 de Abril que no caso de um docente que vincule no CEE e não aceite a colocação que a mesma seja preenchida por docentes não colocados, respeitando a sua graduação e a ordem das suas preferências.

No caso dos grupos onde só existem vagas num QZP não se coloca qualquer problema, no entanto, nos grupos de recrutamento onde existem vagas distribuídas por vários quadros de zona pedagógica pode muito bem acontecer que um docente mais graduado seja ultrapassado por outro docente, que por não ter sido colocado tenha a sorte de apanhar um QZP apetecível de um desistente.

Se tal vier a acontecer não estranhem porque é o que a lei prevê.

 

 

não colocados

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2014/07/prevejo-uma-enorme-sarilhada-com-a-recuperacao-de-vagas-no-cee/

12 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Nada de novo.

    Por isso é que eu sou da opinião que deveria existir uma séria penalização mesmo no CEE.

      • listas on 8 de Julho de 2014 at 14:23
      • Responder

      Concordo em pleno com o colega! E que houvesse a recuperação da vaga para quem tinha direito a ela.

    • drika on 8 de Julho de 2014 at 12:56
    • Responder

    Não concordo, porque primeiro está a graduação, e devem ver todas as preferências do candidato não colocado, só depois devem passar para o de menor graduação, vendo tb as preferências, e assim sucessivamente. Esta é a minha leitura e o que deve ser feito. Se tal não acontecer, então há que reclamar.

    1. Eles vão fazer isso.
      O que não vão fazer é o seguinte que vou dar como exemplo:
      imagina que o 1º colocado fica na única vaga do QZP1, o segundo colocado já não apanha vaga do QZP 1 e apanha de outro QZP. Se o 1º não aceitar vai passar a vaga dele ao 1º não colocado que concorreu ao QZP1 que pode ser o 3º da lista.

    • L. M. on 8 de Julho de 2014 at 13:09
    • Responder

    Já me tinha assado isto pela cabeça!

    • drika on 8 de Julho de 2014 at 13:38
    • Responder

    Estou tão farta de injustiças…. E o Arlindo não pode chamar o MEC à atenção para essas situações que irão despoletar injustiças e problemas acrescidos ao próprio MEC?

    • anita on 8 de Julho de 2014 at 15:53
    • Responder

    Mais danças de cadeiras?!!
    Penalizações já!

    • sandra on 8 de Julho de 2014 at 17:18
    • Responder

    Mas acham q há quem n aceite?

      • listas on 8 de Julho de 2014 at 17:31
      • Responder

      O ano passado houve quem não aceitasse. Como este ano são muitas mais pessoas isso poderá acontecer por diversificadas razões: esquecerem-se de aceitar na aplicação; não tomarem conhecimento da colocação, por diversificadas situações (doença; morte; outros); irresponsabilidade; terem concorrido apenas para verem se ficavam (estarem, por exemplo, em escolas privadas)…

    • Pieiro on 8 de Julho de 2014 at 18:35
    • Responder

    Alto lá! Se estou a pensar bem, seria quase impossível fazer recuperação automática. Senão vejamos: Imaginemos que um candidato colocado não aceita essa colocação. Perde o direito à vaga e essa mesma vaga fica livre. Mas entretanto os outros candidatos também já estão colocados. Se se fizesse a recuperação automática, os candidatos já colocados deixariam de estar colocados (mesmo que já tivessem aceitado essa colocação)… era uma enorme confusão e, provavelmente, seria inexequível. Estarei a pensar bem?
    A aparente injustiça resulta de um incumprimento de alguém que não aceita uma colocação… se aceitasse não havia injustiça… entendem o que quero dizer?
    É, de facto, uma questão complexa do ponto de vista da operacionalização.

  2. Não é por nada, mas há UMA GRANDE SARILHADA na indicação da ordem das preferências dos candidatos “elegíveis” ao Concurso Externo Extraordinário – http://www.regiprof.com/concursos/ 😮

    Miguel Fernandes ou Arlindo, por favor esclareçam… há quem esteja a preencher errado o questionário… de forma inocente.

    Ao comparar com dados já conhecidos, por exemplo, um colega que só tenha concorrido aos QZPs 4,6 e 7 terá colocado um 3 por baixo de 4º, 1 por baixo de 6ª, um 2 por baixo de 7º.

    Não concorreu aos QZP1, QZP2 e QZP3 pela ordem 3,1,2 mas DE FACTO terá concorrido: QZP6, QZP7, QZP4.

    Neste caso, dá-se pelo erro… mas para quem concorre a todos os QZP como detetar se houve erro? Por favor, esclareçam para que quem eventualmente tenha preenchido mal possa corrigir.

    Grata pela atenção, e EXCELENTE trabalho o vosso ;-).

    • Antónia Gomes on 9 de Julho de 2014 at 1:18
    • Responder

    Boa noite Colegas e datas para a mobilidade já há? Em relação ao QA que tiveram de ir a DACL por falta de componente letiva e este ano estão destacados noutra escola tb com horas já se sabe como poderão regressar à sua escola de provimento se existirem pelo menos seis horas, sob pena de verem o seu lugar ocupado por outra pessoa podendo eles ir parar à mobilidade especial, o que seria completamente inadmissível!!! Agradecia muito se alguém me souber responder!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: