adplus-dvertising

Mobilidade de docentes por motivo de doença 2022/2023 – Formalização do pedido

Aplicação eletrónica disponível entre o dia 27 de junho e as 18:00 horas de 30 de junho de 2022 (hora de Portugal continental).

Nota Informativa – Pedido de Mobilidade de Docentes por Motivo de Doença

SIGRHE – Pedido de Mobilidade de Docentes por Motivo de Doença

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2022/06/mobilidade-de-docentes-por-motivo-de-doenca-2022-2023-formalizacao-do-pedido/

5 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • joão on 27 de Junho de 2022 at 14:13
    • Responder

    Que sorte!
    Posso optar por 192 AE/ENA.
    Para quem precisa de mobilidade é uma grande sorte que vai ser premiada com atestados médicos (quase de certeza).

    • sapinhoverde on 27 de Junho de 2022 at 20:19
    • Responder

    Um docente que more em Estarreja, faça hemodiálise em Aveiro, pela anterior legislação ficava em Estarreja e deslocava-se duas vezes por semana a Aveiro, ou ficava em Aveiro.
    Agora, com 50kms de raio a partir de Aveiro….
    Vou colocar apenas os códigos das escolas em que consigo lecionar sem meter baixa.

    • Jorge Pires on 28 de Junho de 2022 at 3:55
    • Responder

    Tem uma notícia, que relata as dificuldades inerentes doenças incapacitantes ! E que a nova lei da MPD , vai prejudicar os docentes que concorreram no ano lectivo 2021/ 22 , para ficarem a lecionar numa Escola ,que fique na área da sua Habitações Permanente e Centro de Saúde, e outras dificuldades de doenças onde tem necessidade de ajudas familiares.
    Como de exemplo doenças de foro oncológicos, doenças incapacitantes, deficiência física e motora , invisuais, etc .

    Com a nova lei MPD , ao concorrer os docentes em 2022/23 terão de sair das suas Escolas que tinham concorrido no ano anterior.
    E terão de se deslocar a 20 kilometros , e longe do perímetro das suas Habitações Permanente e Centro de Saúde, para lecionar nova Escola . E ficarão com dificuldades de tratamentos médicos e enfermagem no seu Centro de Saúde.
    É de uma forma desumana e injusta, que maior dos docentes, derivado as suas doenças incapacitantes, podem se agravar , por percorrer todos dias 40 kilometros ou 50+50 =100 kilometros, e maior parte dos docentes , não terem meios transporte para lecionar.
    Quando em 2021/22 tinham nas suas prestações, um bom desempenho nas Escolas onde os docentes , estavam colocados na área das suas Habitações Permanente e Centro de Saúde.

    – A nova lei MPD tem um erro de interpretação.
    – Já que diz a nova lei , que com esta deslocação de 20 kilometros, vai colocar os docentes perto de Habitações Permanente e Centro de Saúde ( mas isso é uma Minoria) .
    – Mas 100 % dos docentes com doenças
    incapacitantes que concorreram em 2021/22 !
    – Foi para ficarem nas Escolas , perto das suas áreas Habitações Permanente e Centro de Saúde.
    – Assim é contraditório a nova lei, injustamente vai deslocar os docentes 20 kilometros e 50 kilometros das suas Habitações Permanente e Centro de Saúde, para novas Escolas.

    https://www.dn.pt/edicao-do-dia/28-jun-2022/o-que-sera-dos-professores-em-mobilidade-14972763.html

    • Professor on 28 de Junho de 2022 at 13:39
    • Responder

    Como se já não fosse suficiente o que o ME tem feito com os professores em GERAL, agora vem dificultar a vida dos professores com DOENÇAS INCAPACITANTES.

    Também, como já é costume, “baixamos a crista” e os sindicatos continuam a receber e pouco ou nada fazer…

    Mais do mesmo!! Somos o “Mexilhão”..

    • Jorge Pires on 28 de Junho de 2022 at 22:18
    • Responder

    https://www.dn.pt/edicao-do-dia/28-jun-2022/o-que-sera-dos-professores-em-mobilidade-14972763.html

    Aqui relata as dificuldades, que vários docentes vão ter com MPD.
    Seria necessário, que vários docentes com doenças incapacitantes relataram aqui as suas dificuldades, que vão ter para deslocar 20 kilometros

    E necessário uma Manifestação Pacífica, e séria, para lutar contra esta nova lei MPD, desumana e injusta a prejudicar os docentes por doenças incapacitantes.
    E levar todos sindicatos e fontes políticas, levar uma Petição à Assembleia da República, para modificação vários parâmetros da nova lei , que prejudica os docentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: