A Ler com muita atenção – O professor, o cigano e a negra | Raquel Varela

O professor, o cigano e a negra
Posted on October 24, 2019

O grande tema da semana foi o silêncio ensurdecedor do Ministério da Educação sobre uma família cigana que bateu numa funcionária negra, noutra branca e em dois professores – tudo com directos para a TV, em confissão pública com dolo. Ao mesmo tempo que agia suspendendo o professor que bateu no aluno, o Ministério da Educação e o Ministério Público remeteram-se ao silêncio quando a violência recaiu em directo sobre professores e funcionários. A família cigana bateu no aluno por esta mesma razão: o Ministério tem dois pesos e duas medidas – desculpando publicamente quem bate em professores ou agride verbalmente estes (o que acontece todos os dias), e agindo com mão dura contra um professor que bateu num aluno (algo excepcional) – assim, o sinal que está a dar à sociedade, e também o sinal que está a dar aquela comunidade cigana, é o de que podem desrespeitar os professores – e isso é o caldo que permite à família ter batido no professor e ainda terem ido dar a cara, pulando e rindo, para as TVs, explicando que estavam cheios de razão. O resumo é este: para retirar força salarial a professores e funcionários o Ministério está disposto a dar força a uma milícia popular. Milícia que se apresenta como uma família de uma etnia oprimida. Sim, tudo começa no momento em que o Ministério, o Estado, desrespeita os professores, dando luz verde à restante parte da sociedade para fazer o mesmo.

(…)

Continua aqui:

O professor, o cigano e a negra | Raquel Varela

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/10/a-ler-com-muita-atencao-o-professor-o-cigano-e-a-negra-raquel-varela/

3 comentários

    • Monserrate75 on 25 de Outubro de 2019 at 15:36
    • Responder

    BRAVO.

      • Orquídea neves on 25 de Outubro de 2019 at 16:00
      • Responder

      É isso mesmo. Dois pesos duas medidas. Haveria mais a declarar. Todos percebem, penso.

    • CF on 25 de Outubro de 2019 at 23:28
    • Responder

    Os professores com a mania de colocarem cidadãos a pensarem são o maior perigo para políticos medíocres, incompetentes e corruptos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores:

x
Gosta do Blog