Sobre as Listas da BCE

Uma longa troca de e-mails entre um professor e a DGAE sobre a publicação das listas de colocações em BCE, mas que só coloco os últimos dois.

O sublinhado e o negrito da resposta da DGAE são meus.

 

 

 

De: P XXX [mailto:XXXXXXXX@portugalmail.pt]
Enviada: segunda-feira, 13 de Abril de 2015 11:37
Para: DSCI – DIREÇÃO SERVIÇOS CONCURSOS E INFORMÁTICA; Correio Geral DGAE
Assunto: Listas BCE

Exmos Srs

Conforme nota informativa da DGAE iriam ser publicadas as listas das colocações em BCE, sendo que a última saiu em Dezembro.

Estamos em Abril e as colocações posteriores continuam ocultas, adensando a opacidade, a desconfiança e a falta de transparência que esteve sempre por detrás desta forma de concurso.

Para quando a publicação dessas listas em cumprimento com a nota informativa?

Cumprimentos

P XXX

 

Resposta DGAE

 

Exmo. Sr. Professor
P XXX

Em referência ao assunto supra referenciado, informa-se V. Exa. que a publicação das listas de colocação em BCE é da responsabilidade dos agrupamentos de escolas/escolas não agrupadas.
Cabe ainda informar V.ª Exa. que foram registadas as preocupações manifestadas, e que a DGAE se limita, nos termos do artigo 3.º do CPA, a operacionalizar os comandos legais existentes, nomeadamente em termos de procedimentos concursais.

Com os melhores cumprimentos
DGAE/DSCI

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/04/sobre-as-listas-da-bce/

3 comentários

    • Sílvio Miguel on 14 de Abril de 2015 at 1:59
    • Responder

    Então se a responsabilidade na publicação das listas de colocação em BCE é dos Agrupamentos de Escolas/Escolas não Agrupadas porque é que a DGAE se deu ao trabalho de publicar as listas de BCE dos dias 10 de novembro e 12 de dezembro de 2014?

    Então para que serve a circular B14024576Q de 12 de setembro de 2014 no seu ponto 12.3 Publicação das colocações?

    Mas será que a DGAE já não se respeita a si própria, nem tem respeito pelo Exmo. Sr. Diretor-Geral, Mário Agostinho Alves Pereira, signatário da respetiva circular?

    Isto é hilariante. Esta gente só pode estar a brincar!

    Como já o referi anteriormente isto não vai voltar a acontecer para o Ano Letivo 2015/2016, porque eu não vou permitir.

    Saliento o facto que, já este ano letivo nas listas publicadas de BCE foi colocado um professor contratado, em Coimbra, num Agrupamento de Escolas para o qual concorri e, sendo eu, professor do Quadro de Agrupamento de Escolas fui preterido. Com todo o respeito que os professores contratados me merecem pois, não faço nem nunca fiz essa distinção até porque estive contratado 7 anos, não vou admitir que o Ministério da Educação e Ciência e seus organismos tenham este tipo de procedimentos nos concursos com as inerentes implicações que estas ilegalidades provocam na vida profissional e familiar dos docentes.

      • Bekas510 on 14 de Abril de 2015 at 13:03
      • Responder

      “Como já o referi anteriormente isto não vai voltar a acontecer para o Ano Letivo 2015/2016, porque eu não vou permitir.”
      Silvio, em todo o seu comentário (com o qual concordo pois também eu gostaria de ver as listas) o que mais me captou a atenção foi o parágrafo que copiei: o que pretende fazer para não permitir?
      Sózinho consegue?
      Ou quer partilhar a sua ideia para todos o apoiarem?

        • Sílvio Miguel on 15 de Abril de 2015 at 1:51
        • Responder

        Independentemente de ser ou não apoiado irei denunciar estas situações de irregularidades, caso elas venham a ocorrer, pois como se constatou este ano letivo vários colegas com a sua situação profissional “definida” foram postos em situação precária com manobras administrativas e irregularidades nos concursos. Eu também fui uma das vítimas deste sistema este ano letivo, mas como é público fui retirado da Requalificação.
        Saí da Requalificação por direito próprio sem dever nada ao sistema, pelo contrário.
        Tenho todo o gosto em partilhar com os colegas o que vou fazer caso existam novamente irregularidades.
        APRESENTO RECURSO HIERÁRQUICO, FAÇO DENÚNCIA PÚBLICA E RECORRO AO TRIBUNAL SE FOR NECESSÁRIO.
        Das denúncias públicas que efetuei considero que este Blog contribuiu grandemente para a resolução do meu caso, tendo expressado aqui o meu agradecimento.
        Gostava também de partilhar esta situação que considero importante: este ano letivo, no concurso de mobilidade interna, como tinha vários colegas com graduação profissional superior à minha não apresentei recurso hierárquico uma vez que nunca teria hipótese de ser colocado. Só agi quando foram colocados colegas com graduações profissionais próximas da minha. FOI O MEU ERRO. Vários colegas com graduações superiores podiam-no ter feito. Nunca vi denunciadas, publicamente, essas situações.
        Por isso, para o próximo ano letivo, vou denunciar essas situações independentemente dos colegas terem graduação superior à minha e ainda não terem sido colocados.
        No nosso grupo de recrutamento 240 – EVT do que tenho vivenciado a palavra partilha de conhecimentos e experiências foi sempre a chave fundamental para evoluirmos a todos os níveis. Até isso o MEC nos tirou por razões unicamente economicistas.
        Ficaria extremamente satisfeito que existisse essa união e partilha entre todos os colegas do Quadro e Contratados e que não acontecessem ultrapassagens cumprido-se, respeitosamente, a colocação dos professores de acordo com a sua graduação profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: