Março 2015 archive

Acreditem

… que sabe muito bem ver o reconhecimento ao reconhecimento no “boletim” da freguesia de 2 páginas que é entregue de porta a porta na pequena freguesia onde vivo.

Apesar de ser uma freguesia muito pequena são desta terra várias personalidades importantes ligadas à educação e à área social, em especial o actual presidente do Conselho de Escolas, José Eduardo Lemos e o actual presidente da CNIS, o Padre Lino Maia.

E a história também diz que nasceu aqui Gonçalo Mendes da Maia, “O Lidador”, que junto com D. Afonso Henriques partiu à conquista de Portugal. Apesar de Guilhabreu pertencer actualmente ao Concelho de Vila do Conde em tempos pertenceu ao Concelho da Maia.

Por isso, apesar de pequena no tamanho é grande na história e nas pessoas.

Página do Facebook do “Guilhabreu é Notícia

guilhabreu

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/acreditem/

Retomando o Que Escrevi em 24 de Setembro de 2014

Quando foi dado a conhecer internamente às escolas o parecer de concordância do Diretor-Geral da Administração Escolar.

 

 

E foi este parecer que Mário Agostinho Pereira assinou e enviou (ou alguém por ele) hoje às escolas de forma invertida e com erros ortográficos.

Obviamente que não publico o ficheiro invertido porque me dei ao trabalho de o colocar direito (demorou meio minuto apenas).

É caso para dizer que se o Diretor-Geral tivesse ido embora mais cedo, mais cedo tinha sido publicado este documento que vai alterar muitas contas feitas até ao dia de ontem.

E muitos registos biográficos tinham de ser mudados por altura do Concurso Externo Extraordinário, da Contratação Inicial e da Mobilidade Interna, muitas contas teriam de ser refeitas às minutas da rescisão amigável e muitas pedidos de aposentação da Caixa Geral de Aposentações teriam de ser revistos.

Já para não falar em muitas progressões que não foram feitas por este tempo de serviço não contar.

Parece que não, mas este documento altera a vida de muita gente e terá enormes repercussões na carreira dos professores.

 

retroativos

Correio da Manhã (28-03-2015)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/retomando-o-que-escrevi-em-24-de-setembro-de-2014/

Que a Páscoa nos Abençoe

Para ficarmos um poucochinho mais riquinhos.

 

 

euromilhoes 31 marco

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/que-a-pascoa-nos-abencoe/

A Interpretação Correta da Recuperação de Vagas

Que foi enviada à direção de uma escola a seu pedido.

Porque sei que não foi isto que muitas escolas fizeram só espero que o erro cometido por algumas direções não tenha qualquer implicação com a correta recuperação de vagas.

Porque se tiver, garanto que haverá muito menos colocações do que aquelas que deveriam ocorrer.

E nesse caso a culpa não será do MEC, mas sim de quem interpretou mal a questão da recuperação de vagas da questão 12.

E depois não adianta andar a fazer-se formações de líderes inovadores quando os mesmos continuam presos aos mesmos erros do passado.

 

 

Exmo(a). Sr(a). Diretor(a)

Tendo em conta o teor do e-mail infra, cumpre-nos clarificar o pretendido na resposta à questão 12 “Há lugar à recuperação automática de vaga caso este docente seja colocado?”:

a)    Se docente QA/QE e QZP das Regiões Autónomas, LSVLD (QA/QE e/ou QZP) ou Externo – deve selecionar “Não relevante”;

b)    Se docente QZP colocado por Concurso Externo Extraordinário de 2013 (DL n.º 7/2013 de 17/01) ou 2014 (DL n.º 60/2014 de 22/04)– deve selecionar “Não (não recupera)”;

c)     Para os restantes candidatos  QA/QE  ou QZP  (não enquadrados nas situações atrás referidas)  – deve selecionar “Sim (recupera)” , exceto se, o provimento na carreira, resultou de execução de recurso hierárquico ou  de outra forma de integração excecional, como por exemplo ao abrigo  DL nº 41/97, de 06/02,  DL n.º66/2000, de 26/04, DL n.º109/2002, de 16/04.

Com os melhores cumprimentos,

DGAE/DSCI

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/a-interpretacao-correta-da-recuperacao-de-vagas/

Projeto «Iniciação à Programação no 1.º Ciclo do Ensino Básico»

Projeto «Iniciação à Programação no 1.º Ciclo do Ensino Básico»

 

 

A Direção-Geral da Educação irá lançar o projeto-piloto «Iniciação à Programação no 1.º Ciclo do Ensino Básico», desafiando os estabelecimentos de ensino público de Portugal Continental a nele participar, no próximo ano letivo (2015/16), com os seus alunos dos 3.º e 4.º anos de escolaridade.

 

Até ao dia 15 de abril de 2015, cada Direção de Agrupamento de Escolas deverá, através do preenchimento de um formulário disponível em http://area.dge.mec.pt/dspeprogramacao, identificar as escolas que pretende inscrever neste projeto-piloto. Esta iniciativa poderá ser dinamizada quer na Oferta Complementar quer nas Atividades de Enriquecimento Curricular, ficando esta opção a decidir pelos órgãos internos do Agrupamento, nos termos do estabelecido nos respetivos diplomas legais.

 

Os Agrupamentos participantes poderão indicar até três professores para participar na formação, a promover pela DGE, que decorrerá em sistema de e-learning, durante os próximos meses de junho e julho. As escolas terão, ainda, acesso a um sistema de acompanhamento e apoio online, através de uma comunidade de prática alojada no sítio web da iniciativa http://programacao1ceb.dge.mec.pt/

 

Para outros esclarecimentos, poderá ser enviada mensagem de correio eletrónico para programacao1ceb@dge.mec.pt.

 

inic_program.jpg

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/projeto-iniciacao-a-programacao-no-1-o-ciclo-do-ensino-basico/

O Fim do Umbigo no Diário de Notícias

"Não há vaga de fundo que ressuscite o "Umbigo" enquanto tal"

Calou-se uma das vozes mais críticas e mais populares da educação na blogosfera. Paulo Guinote admite fim do ‘blog’ por cansaço e não por pressões, embora elas tenham existido ao longo dos últimos 10 anos.

Criou o blogue “A Educação do Meu Umbigo” em 2006, o que o motivou na altura?

A criação original, em novembro de 2005, destinava-se a funcionar como um arquivo de materiais que eu não usaria na minha tese de doutoramento em História da Educação. Por isso, as publicações iniciais são muito irregulares. Em finais de maio de 2006, com a discussão em torno da revisão do Estatuto da Carreira Docente, comecei a publicar de forma diária e com um sentido de maior intervenção sobre a atualidade.

Esperava o impacto que teve?

Não, de forma alguma e ainda hoje me interrogo sobre a dimensão desse impacto.

Está orgulhoso do sucesso que a página teve e agora com as dezenas de mensagens de incentivo para que continue?

Sim, orgulho tenho, porque foi uma “obra” de muitos anos, de muitos milhares de páginas, algumas delas melhores, muitas outras piores, mas todas nascidas de um imperativo para escrever algo, nem que fosse um título, ao fim de um dia de trabalho. As mensagens para que continue são agradáveis, mas não há “vaga de fundo” que ressuscite o Umbigo enquanto tal.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN

 

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/o-fim-do-umbigo-no-diario-de-noticias/

O Recurso aos Tribunais na Imprensa Escrita

Sobre a circular publicada pela DGAE na passada sexta-feira.

0001

Público (31-03-2015)

0001
Correio da Manhã (31-03-2015)
i
Jornal i (31-03-2015)

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/o-recurso-aos-tribunais-na-imprensa-escrita/

Sobre as Permutas e a Invalidação da Candidatura

Já perdi a conta a quantas vezes disse que só estão impedidos de concorrer neste concurso os docentes que fizeram a permuta ao abrigo do nº 3 do artigo 46º do DL 83-A/2014.

Essa permuta é a que decorreu das listas de colocações do último concurso interno e foi pedida entre final de Julho e início de Agosto de 2013.

Quem pediu permuta sobre as listas de mobilidade interna de 2013 e 2014 pode estar no concurso.

É assim tão difícil as escolas perceberem isso?

 

Deixo apenas este link que remete para os artigos anteriores sobre este assunto.

 

permuta 3

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2015/03/sobre-as-permutas-e-a-invalidacao-da-candidatura/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: