Tem o Seu Aspeto Positivo

… já que se mantém o número máximo de elementos (15) no Conselho Pedagógico o que por si pode levar à criação de novos Departamentos Curriculares subdividindo os que já existem.

Esta alteração a ser definitiva pode levar a imensas melhorias no funcionamento das escolas desde que não sejam travadas por questões orçamentais.

Pais, alunos e funcionários fora dos conselhos pedagógicos das escolas

 

A principal alteração à última versão da proposta do Governo de modelo de gestão das escolas, que será debatida nesta sexta-feira pelo Ministério da Educação com as duas principais organizações de sindicatos de professores, diz respeito à composição do conselho pedagógico, que passa a incluir apenas professores, deixando de fora pais, alunos e funcionários

Link permanente para este artigo: http://www.arlindovsky.net/2012/03/tem-o-seu-aspeto-positivo/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Pedro on 9 de Março de 2012 at 11:38
    • Responder

    Olá Arlindo,

    sugiro um tópico para discussão, relacionado com os grupos disciplinares.

    Tendo em conta que o Português Língua Não Materna já é uma disciplina no ensino básico e no ensino secundário, será que a inexistência de um grupo disciplinar de PLNM não compromete a qualidade do ensino?

    É que o que se verifica, em muitos casos, são professores de Português sem formação específica a serem “forçados” a fazerem este trabalho, aliás, esta é mais uma das áreas muito deficitárias na formação de professores, onde a oferta formativa é escassa, mas extremamente necessária.

    Eu digo SIM ao grupo disciplinar de PLNM… o mais depressa possível. E vocês?

    • maria on 9 de Março de 2012 at 13:48
    • Responder

    Lolololololol…

    • Maria on 11 de Março de 2012 at 0:26
    • Responder

    É sem dúvida um aspecto muito positivo…

    • Manuel Miranda on 11 de Março de 2012 at 0:36
    • Responder

    Um passo atrás na educação.
    São elementos importantes no processo educativo daí não compreender este retrocesso.

    M.M.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: