A Ler – Mas Há Quem Insista No Contrário…

Mas Há Quem Insista No Contrário… | O Meu Quintal

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/a-ler-mas-ha-quem-insista-no-contrario/

Os Opostos do Grupo 200 – Português/HGP

O Grupo de Recrutamento 200 – Português/História e Geografia de Portugal é um dos grupos mais envelhecidos e prevê-se que até 2030 mais de 80% dos professores estejam na aposentação, de acordo com o estudo do CNE.

No entanto é também o grupo de recrutamento com mais professores contratados colocados nas reservas de recrutamento com idade inferior a 40 anos, sendo a média de idades neste grupo de recrutamento de 39,2 anos, a mais baixa de todos os grupos de recrutamento.

Pode-se concluir rapidamente que um grupo já envelhecido leva a que existam mais contratações o que deverá ser tido em conta para uma aposentação antecipada da classe docente e para uma análise custo/benefício de uma aposentação antes dos 66 anos e 6 meses.

No fim de semana será apresentado o quadro com a média de idades na contratação de todos os grupos de recrutamento.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/os-opostos-do-grupo-200-portugues-hgp/

Onde estão os 5604 professores que vincularam no QZP 7?

Desde 2014 vincularam 10648 professores em Portugal Continental… mais de metade (5604) no QZP 7. Ainda assim continua a ser a zona do país onde a falta de professores mais se faz sentir. Analisei então o fluxo dos que aí vincularam, que pode ser visto no mapa seguinte:

Alguns factos:

  • Saíram para diferentes QZP’s do continente 1405 professores (cerca de 400 para horários inferiores a 22h);
  • há 1626 que não constam nas listas de colocados porque:
    • ficaram ao abrigo da mobilidade por doença;
    • foram para as ilhas;
    • conseguiram obter colocação em QA;
    • requereram um conjunto de outros mecanismos  de mobilidade com pouca relevância (em termos absolutos) a nível nacional.
  • Apenas 2573 professores (menos de metade) estão garantidamente no QZP 7.

Este assunto já foi abordado no Expresso e, com base noutros mapas aqui publicados, percebe-se que muitas das necessidades permanentes do sistema (em Lisboa e Algarve) estão a ser asseguradas por professores contratados. Sabemos que em muitos grupos também estes começam a escassear e parece-me certo que os mecanismos de Mobilidade terão de sofrer alterações, de forma que as vinculações consigam atenuar (e não agravar) as falhas permanentes das diferentes áreas geográficas. (Re)pensar os moldes dos concursos ignorando estas circunstâncias é perder uma oportunidade!

Não será a redução da área geográfica dos QZP’s o argumento/isco criado pelo governo para obter um compromisso à esquerda ou direita?

Algo do género: “Nós reduzimos as áreas geográficas, reordenamos os professores de acordo com a graduação em cada QZP, mas vocês deixam passar a lei que lhes limita a Mobilidade.”

É uma suspeita que eu tenho…

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/onde-estao-os-5600-professores-que-vincularam-no-qzp-7/

“Quem não é visto não é lembrado.” O que é feito da Susana?

Do ministro ninguém sabe. Entre um jogo de futebol e uma qualquer corrida de bairro, de vez em quando, lá aparece a fazer de “figura presente” ou demonstrar que pouco percebe da pasta. Ninguém dá pela sua falta, nem pela sua presença.

Mas agora põe-se uma questão. Por onde andará a SE Susana Amador? Sabemos que o SE João Costa anda no seu périplo pelo país, aparece aqui, ali e além. É ativo nas redes sociais e, de vez em quando, escreve nuns jornais. Mas da Susana Amador, sim Amador, porque anda por aí outra Susana que só fala quando quer, que andará ela a fazer.

Até hoje, ouvimos a senhora por duas ocasiões: a primeira, quando se veio apresentar ao “povo” num video elucidativo (podem visualizar aqui): a segunda vez quando interveio na sessão de abertura do seminário internacional «Apostar na Inovação – Construir Futuros». Entre uma e outra aparição passou mais de um mês. Será que esta Susana vai seguir os passos do Tiago? Será que ainda nenhum programa da manhã, tarde ou noite, daqueles para desocupados, a convidou para dar umas opiniões?

Sabe de uma coisa Susana?

“Quem não é visto não é lembrado” 

PS: será que anda ocupada a preparar a preconização do que defende às escondidas do “pessoal”?

“È preciso mais ambição nesta matéria e uma nova geração de políticas municipais mais depuradas e imateriais na área da Educação, assim o exigem. Descentralizar, regionalizar e municipalizar são palavras-chave, que deram ser corporizadas em reformas dignas desse nome. Era esse o caminho que estava (e bem) a ser trilhado. E hoje onde estamos, para onde vamos, o que queremos da escola, dos professores, das autarquias e da comunidade educativa?”

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/quem-nao-e-visto-nao-e-lembrado-o-que-e-feito-da-susana/

O Curso de Marketing Digital da Master D Portugal abre-lhe as portas para o futuro

O Curso de Marketing Digital da Master D Portugal abre-lhe as portas para o futuro

Sabia que, com a atual evolução tecnológica, 65% das crianças que hoje estão na escola primária terão empregos que ainda não existem? Isto prova que, cada vez mais, estamos a utilizar os meios digitais como parte do nosso quotidiano. Portanto, é claro que trabalhar com estas tecnologias e aprimorá-las são funções cada vez mais necessárias.

Neste âmbito, destacam-se os trabalhos relacionados as áreas das Tecnologias da Informação e do Marketing Digital. Estabelecer uma presença online para as empresas e aumentar as vendas têm-se tornado objetivos de muitos profissionais e agências. Portanto, apresentamos algumas opiniões sobre o Curso de Marketing Digital da Master D Portugal – uma oportunidade única de investir na profissão de sucesso do presente e que lhe abre portas para o futuro.

Este é um curso cada vez mais procurado na Master D, um centro espanhol que há 17 anos faz a diferença no mercado de trabalho em Portugal, com formações cujas modalidades de ensino dividem-se entre o e-learning, ou seja, o ensino a distância, e o b-learning, semi-presencial. As opiniões sobre a Master D e sobre o Curso de Marketing Digital são das melhores e podem ser facilmente encontradas através das suas redes sociais e dos seus sites.

 

As opiniões sobre a Master D Portugal

A ex-formanda Noélia, por exemplo, concluiu o curso e, com os conhecimentos adquiridos, pôde investir na divulgação e nos lucros do seu novo empreendimento, que é um misto entre um espaço de restauração e de consultas nutricionais. “Eu antes fazia tudo intuitivamente e agora já sei o caminho certo para realizar os planeamentos e organizar a gestão do meu negócio para ter sucesso”, conta.

Já a Flor Guerreiro dedicou-se aos estudos de tal forma que conseguiu terminar o curso em apenas seis meses e inclusive foi admitida para realizar estágio numa empresa de Lisboa. Na sua opinião, a Master D é uma excelente opção para aqueles que queiram fazer os seus horários de estudo: “Principalmente para quem quer ter o controle do que está a fazer. Para quem esteja a trabalhar, queira estar em casa ou vir às instalações, aconselho a Master D”.

Gostava de saber que conhecimentos pode adquirir durante o curso e em que áreas pode atuar depois de formado?

 

Conhecimentos e saídas profissionais – Curso de Marketing Digital da Master D Portugal

Este curso da Master D recebe ótimas opiniões dos formandos, porque tem como objetivo dotá-los de conhecimentos que os tornem capazes de utilizar os principais meios digitais disponíveis para o desenvolvimento de estratégias e campanhas de marketing. Portanto, os objetivos desta formação incluem: compreender o conceito de marketing digital; saber definir, coordenar, implementar e acompanhar estratégias de marketing; aprender a gerir comunidades online em redes sociais como o Facebook, Twitter, Youtube, Instagram etc.; conhecer as principais funcionalidades do Google Adwords; reconhecer a importância da reputação online de uma marca; entre outras.

Após concluído o curso, os formandos podem desempenhar várias funções nos mais diversos locais. Por exemplo, podem atuar como analistas e gestores de redes sociais, de marcas, de conteúdos online, de marketing de afiliados, entre outros. Poderão efetuar essas funções em agências de marketing digital e empresas ou organizações com departamento de marketing que já utilizem ou queiram utilizar a internet para gerar oportunidades de negócio.

Se quer construir uma carreira no Marketing Digital e abrir portas ao futuro, então tem de conhecer as opiniões dos formandos da Master D sobre este curso. Acompanhe as redes sociais deste centro de formação e descubra a sua maior oportunidade profissional!

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/o-curso-de-marketing-digital-da-master-d-portugal-abre-lhe-as-portas-para-o-futuro/

Professora perde bebé após ser agredida pela mãe de aluno

“…o meu, não chegou a ver a luz do dia.” “Participei da mãe, a mãe foi a tribunal e a mãe foi ilibada.”

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/professora-perde-bebe-apos-ser-agredida-pela-mae-de-aluno/

PROFESSORA GRÁVIDA AGREDIDA POR MÃE DE ALUNO

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/professora-gravida-agredida-por-mae-de-aluno/

Que Soluções Podem Existir para Reduzir/Eliminar as Retenções no Ensino Básico?

O programa do governo aponta na página 142 para a criação de um “plano de não retenção no ensino básico, trabalhando de forma intensiva e diferenciada com os alunos que revelam mais dificuldades“.

No entanto o Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, afirmou que o Programa do Governo não defende a eliminação dos chumbos, mas antes pretende garantir que nenhum aluno «fica para trás».
Sendo o final do ciclo o momento onde se pode ou não reter o aluno a primeira ideia com que fico é que as passagens possam ser feitas sempre até final de ciclo, sendo nessa altura avaliada a progressão do aluno ao ciclo seguinte. No entanto isso já existe agora e o que parece que vai acontecer é uma passagem “quase” direta até ao 9.º ano sem que o final de ciclo seja motivo para a retenção do aluno.
Existem diversos fatores que implicam a retenção de um aluno, sendo a mais usual pela não obtenção de dois ou mais nível negativos, em anos de final de ciclo, ou mais de 3 níveis negativos nos anos não terminais de ciclo. A falta de assiduidade por motivos não justificáveis é outro dos motivos para a retenção do aluno.
Sendo estes dois os maiores motivos para a retenção de um aluno qualquer plano que venha aí tem de olhar para estes dois grandes motivos.
Ao primeiro motivo é possível criar-se um plano que o aluno transite ao nível seguinte, frequentando a turma de origem nas disciplinas que obteve sucesso e tenha um trabalho específico para recuperar as aprendizagens nas disciplinas que não obteve aprovação. Seria quase impossível isto acontecer com alunos que obtêm mais de 4 ou 5 níveis negativos, mas… (a tentação pelo fim das retenções pode mesmo levar a que isto venha a acontecer).
Sobre o segundo motivo que leva à retenção (faltas injustificadas) é possível que as medidas de recuperação possam ser aligeiradas ou transpostas para uma prova extraordinária de avaliação que já se aplica aos alunos que justificadamente faltaram e apenas têm um momento de avaliação.
Independentemente do que aí venha no “Plano de Não Retenção” é importante que os recursos financeiros não sejam esquecidos no pacote.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/que-solucoes-podem-existir-para-reduzir-eliminar-as-retencoes-no-ensino-basico/

Questão: Concorda, ou não, com a unificação de todas as vagas a concurso

Nos moldes em que o concurso de docentes se faz, hoje em dia, os docentes do quadro não podem aceder às vagas abertas ao abrigo da Norma Travão e do Concurso Externo e vice-versa. A questão de hoje é para saber a opinião dos docentes em se se deve, ou não, juntar as vagas atribuídas aos diferentes tipos de concurso (Concurso Interno, Concurso Extraordinário e Concurso Externo) para que sejam atribuídas por uma única lista de graduação.

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/questao-concorda-ou-nao-com-a-unificacao-de-todas-as-vagas-a-concurso/

Cartoon do Dia – De pequenino se torce o pepino – Paulo Serra

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2019/12/cartoon-do-dia-de-pequenino-se-torce-o-pepino-paulo-serra/

Load more

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: