adplus-dvertising

A Conferência Completa do Ministro da Educação

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2022/11/a-conferencia-completa-do-ministro-da-educacao/

4 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • ??????? on 29 de Novembro de 2022 at 23:42
    • Responder

    https://www.jn.pt/nacional/diretores-nao-vao-decidir-quem-vincula-professores-e-graduacao-continuara-a-ser-criterio-15401287.html

    “O secretário de Estado da Educação, António Leite, explicou também que a intenção do Governo é que a distribuição dos professores pelas escolas integradas em cada mapa “possa ser feita por um conselho local de diretores”.

    • Atento on 30 de Novembro de 2022 at 0:03
    • Responder

    Inacreditável!11
    O ME diz que a colocação é feita pela lista graduada. O SE desmente-o, segundos depois!!!, afirmando que os QZP são colocados pelo conselho de diretores, conforme a cor política, desculpem o projeto apresentado!!!!!

      • Prof on 30 de Novembro de 2022 at 0:56
      • Responder

      Exatamente. O SE clarificou qual a intenção que têm. Acho que o ME ao referir-se à graduação profissional parece-me que se refere ao concurso interno onde os docentes poderão ser vinculados a Qa ou QZP´s. Aliás o ME disse que a vinculação a lugares de quadro será sempre feita através de concurso nacional. Mas depois o SE referiu claramente que a distribuição de docentes pelos concelhos do novo QZP será feita pelo tal conselho de diretores de acordo com os perfis adequados aos projetos, isto é, abrir a porta legal para que os diretores escolham quem querem para o seu agrupamento. Aqui claramente não interessa a graduação profissional. Os professores de QZP deixam de escolher as escolas pela ordem que lhes interessa para serem os diretores a escolherem quem querem. ISTO É INACEITÁVEL! NÃO AO CONSELHO DE DIRETORES A ESCOLHEREM A AFETAÇÃO DE PROFESSORES. ISTO É ACABAR COM A MOBILIDADE INTERNA E COM A POSSIBILIDADE DOS DOCENTES ESCOLHEREM A ORDEM DE ESCOLAS QUE LHES INTERESSA.

      Pelo atual regime de concursos, os docentes de qzp para além das escolas do seu qzp podem também colocar outras escolas que lhe interessam por motivos profissionais, familiares ou até de distâncias (quem vive no limite fronteiriço de qzps tem interesse em colocar escolas de outro qzp que lhe são mais próximas do que os extremos do seu qzp, por exemplo) e assim com a novas intenções do Ministério não só deixam de poder concorrer a outras escolas fora do seu QZP como deixam de poder concorrer pela ordem que querem e são os diretores a escolher os professores para os seus agrupamentos. NÃO A ESTA PROPOSTA. NÃO E NÃO!

      Nada disseram como será feita a vinculação dos atuais qzp´s aos novos qzp´s. Quem está num qzp enorme tem de concorrer aos subqzp´s novos que correspondem a essa área? Ou será que podem concorrer para outro novo miniqzp que está mais próximo da sua residência mas fora do seu qzp atual?

      Com a norma travão e concursos externos vincularam contratados a qzp´s do interesse de pessoal do quadro que permaneceram noutros qzp´s e agora têm de continuar longe?

      Nada disseram quanto às prioridades do concurso interno. Se é para manter a graduação profissional então QA e QZP devem ser ordenados por graduação profissional e não colocar os QA à frente dos QZP´s. Note-se que QA´s das ilhas concorrem com menor graduação à frente dos QZP´s do continente, o que é injusto.

      Resumindo: conversa de políticos e jogo de palavras que só uma versão escrita poderá esclarecer!

    • Maria Silva on 30 de Novembro de 2022 at 18:10
    • Responder

    António Costa um verme.
    Greve já! Inadmissível!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: