adplus-dvertising

A Petição “Pelo Fim das Vagas no Acesso ao 5.º e 7.º Escalão” Renasce com Projeto de Resolução do BE

O Bloco de Esquerda apresentou ontem na Assembleia da República o Projeto de Resolução 1456/XIV/3 [BE]  “Pela remoção dos obstáculos à progressão de docentes para os 5º e 7º escalões.”

O texto e os pontos da resolução são os mesmo que elaborei na petição que deu entrada na Assembleia da República com mais de 20 mil assinaturas.

Agora que se aproximam algumas datas importantes, como a greve de dia 4 de outubro e a manifestação no dia Internacional do Professor (5 de outubro) é importante a mobilização dos professores e dos partidos para a votação favorável deste projeto de resolução.

O Orçamento de Estado para 2022 estará neste momento a ser negociado, em especial com o PCP, pelo que qualquer pressão que vá no sentido da aprovação desta resolução deverá ser enquadrado no OE2022.

O PS continua sem maioria parlamentar e caso o PSD/CDS  não apoiem esta iniciativa não haverá qualquer Moeda de troca  no apoio dos professores a estes dois partidos em próximas eleições.

Compete agora aos líderes destes dois partidos mostrar de que massa são feitos, e caso queiram permanecer líderes têm de saber liderar, e obviamente apoiar esta iniciativa.

 

 

Link permanente para este artigo: https://www.arlindovsky.net/2021/09/a-peticao-pelo-fim-das-vagas-no-acesso-ao-5-o-e-7-o-escalao-renasce-com-projeto-de-resolucao-do-be/

17 comentários

1 ping

Passar directamente para o formulário dos comentários,

    • Ana on 30 de Setembro de 2021 at 0:46
    • Responder

    Os professores que foram ultrapassados ficaram esquecidos….

      • Teresa Martins on 30 de Setembro de 2021 at 8:35
      • Responder

      Plenamente de acordo. Pois é premente:
      -Acabar com este sistema de avaliação preverso que desce Muito Bom para Bom por falta de vagas e leva a que profs estejam de 2004 a 2020 para ter vaga na lista de acesso ao 7.Escalão.
      -Alertar o BE e líderes políticos que ressuscitarem a questão para os profs que foram ultrapassados e continuam a ser.

    • Fartinho desta gente on 30 de Setembro de 2021 at 8:46
    • Responder

    É evidente que esta proposta não vai passar. O PSD jamais votará a favor. O que se passa da Educação é um descalabro que se pode estender a toda a Administração Pública. Tudo demora muito tempo, veja-se o caso recente da CP. A abertura de vagas para o 5.º e 7.º escalões que deveria ter tido lugar no início do ano civil só aconteceu em julho. As listas definitivas saíram em Agosto e ainda ninguém foi posicionado no escalão correto. Não abrem a Plataforma Progressão na carreira desde maio, logo ninguém ainda tem contabilizado os últimos 339 dias do faseamento e quem mudou de escalão desde daí ainda não foi reposicionado. É uma vergonha, mas não vejo ninguém falar disto, está tudo conformado. Em relação às ultrapassagens é mais uma questão de justiça em que toda a gente assobia para o lado. Vivemos num lamaçal, está tudo amorfo, sem reação…somos zombies….Talvez isto contribua para o bem estar emocional dos docentes e faça parte da transição digital….

      • Vaga on 30 de Setembro de 2021 at 9:40
      • Responder

      Muito bem. O Ambiente nas escolas está horrível e com tendência a piorar à medida que os anos vão passando e a espera de vaga perdurar. Para muitos a reforma chegará primeiro que a dita vaga…

    • P.daSilva on 30 de Setembro de 2021 at 9:41
    • Responder

    Com maus resultados eleitorais e a fazer contas à vida, o BE atrela-se, agora, a antigas iniciativas dos professores, entretanto frustradas no Parlamento, para tentar recuperar a credibilidade perdida junto da massa eleitoral que os professores representam. Nos últimos seis anos de Governo Costista o BE foi metido no bolso e corresponsável pelas “tareias” que o PS tem dado aos professores, sem esquecer a contínua e crescente degradação da Escola Pública.
    A mim já não voltam a enganar…

    • luis on 30 de Setembro de 2021 at 10:16
    • Responder

    O BE acordou com os maus resultados eleitorais
    , pena é que quando é para votar leis no parlamento a favor dos profs se abstenham ou votem contra como aconteceu o ano passado

    • Manuel on 30 de Setembro de 2021 at 11:04
    • Responder

    Oportunismo pos eleitoral, não enganam ninguém!!

    • Vaga on 30 de Setembro de 2021 at 14:30
    • Responder

    Ainda assim o BE pretende mudar estrategicamente o seu paradigma. É verdade que sim.
    No entanto, já outros partidos continuam no mesmo registo , daí que entre um e outros qual destas posições será mais útil aos docentes?
    Não será preciso pensar muito…

    • Ex-eleitor do BE on 30 de Setembro de 2021 at 14:50
    • Responder

    O BE é o clube dos MENTIROSOS.
    Começaram por prometer o mais importante, o regresso da democracia às escolas. 8 ANOS DEPOIS, ZERO. Seguiram-se, tempo de serviço, ADD…
    Tudo promessas fraudulentas.
    Agora mais uma encenação, uma proposta de resolução!!! Mesmo que fosse/seja aprovada vale ZERO. Acordem. Eu NUNCA MAIS voto neles.

    • Maria Simões on 30 de Setembro de 2021 at 15:04
    • Responder

    Mas anda tudo doido?! Não consigo perceber os comentários que li! Em vez de ficarem agradecidos por o BE levar o assunto, que estava totalmente esquecido, completamente morto, à Assembleia, ainda o criticam? Que interessa se é o BE, o PSD, o PS ou outro partido qualquer a fazê-lo? O que nos interessa é que se fale no assunto e que alguém dê a conhecer a injustiça que vivemos. É um passo de cada vez. A verdade, doa a quem doer, é que o BE foi o único partido que se interessou pelo assunto. Os motivos dele não nos interessam, desde que lute pelos nossos interesses. O que temos de fazer é comparecer em peso, na manifestação de dia 5, para mostrarmos ao PS e ao PSD que somos muitos e unidos e que representamos muitos votos. Neste momento, o PS está fragilizado e o PSD quer a todo o custo vencer as eleições de 2023. Cuspir na mão de quem nos quer ajudar é burrice! Vamos lá ser inteligentes …

      • Atento on 30 de Setembro de 2021 at 15:44
      • Responder

      A verdadeira pandemia nas escolas é a ausência democracia. O que fez o BE?

      • P.daSilva on 30 de Setembro de 2021 at 16:25
      • Responder

      Se, no 1º governo costista, quando esteve forte, o BE acobardou-se às pretensões dos professores será agora, fragilizado, que vai impor-se ao PS? As iniciativas dos professores que chegaram ao Parlamento foram todas pelo cano abaixo… quem traiu várias vezes os professores voltará a traí-los com a mesma face. O ditado é antigo: “com papas e bolos enganam-se os tolos”
      Ainda muito, muito, recentemente, Paulo Rangel (PSD) falava em “valorizar os professores”.
      Anda tudo à caça ao voto.
      Vamos ser inteligentes e remar todos para o mesmo lado, atitude esta que está longe de acontecer por egoísmos próprios.

    • João Almeida Pinto on 30 de Setembro de 2021 at 17:13
    • Responder

    O PSD tem uma oportunidade de ouro de chegar ao poder e só se for irrealista é que rejeitará o voto de centenas de milhar de professores e respetivas famílias. Um tiro de canhão no próprio pé aniquilará as suas pretensões de chegar ao poder. Já quanto ao CDS, enfim… segue de táxi.
    O PS fragilizado com as autárquicas nada, ou muito pouco, poderá fazer. Pouco adiantará agora ao Costa vir ameaçar com a demissão. Desta vez, no pasará.
    A FENPROF dará uma enorme ajuda a um PCP em estado comatoso, concedendo-lhe uma nova vida com a próxima manifestação e outras que, seguramente, se seguirão.
    Por fim, e embora os intentos do BE sejam facilmente identificáveis, o que nos interessa é que esta questão reúna o consenso necessário à aprovação de uma recomendação na AR. E que se resolva isto de uma vez por todas.
    Dia 5 de outubro lá estarei.

    • BotaAcima on 30 de Setembro de 2021 at 21:51
    • Responder

    O BE é oportunista e está frágil? O PSD tem oportunidade de ouro? O BE nada fez para mudar a ADD? O BE governa? Lembram-se quem se acovardou no PL aprovado no parlamento para recuperação do tempo total de TS para progressão? Epá, não tentem enganar o pessoal sff! Se o BE tivesse poder há muito que as nossas reivindicações estariam resolvidas. E não tenho cartão de partido algum…

      • Acordem! on 1 de Outubro de 2021 at 15:02
      • Responder

      O BE e o PCP TÊM PODER há 6 anos.
      Não querem é mudar o que quer que seja.
      Onde estão as propostas de regresso da democracia às escolas, de alteração do modelo de gestão? Se os diretores fossem eleitos, há muito teríamos neles um fortíssimo lobby de pressão para defender o fim da, iníqua, ADD.
      Seria também o fim das ilegalidades , das perseguições e do ambiente salazarento nas escolas.
      Na atualidade temos neles um forte suporte da defesa deste status quo.
      É só ler:

      https://www.dn.pt/portugal/amp/pais-e-diretores-chumbam-mudancas-na-gestao-das-escolas-5688182.html

      Os partidos da esquerda estão muito confortáveis, ideologicamente, com as ditaduras reinantes.
      Limitam-se a promover farsas, para enganar os professores.

    • António Loren on 30 de Setembro de 2021 at 23:48
    • Responder

    De facto este governo e alguns partidos estão bem compostos de pessoas incompetentes e mentirosas , pois não fazem nada do que prometem. senão, vejamos; o que fez o Sr. Costa com os Professores ? A resposta é simples – prometeu-lhes tudo e mais alguma coisa , mas nada lhes deu. O Sr. Brandão segue também a mesma linha de pensamento para satisfazer as ordens do seu mestre Costa, e até ainda faz mais, uma vez que responde aos Professores com um silencio ensurdecedor, profundo e contínuo. Mais, este governo continua a ter milhões para injetar nos bancos mas não tem uns céntimos para dar aos Professores. No que diz respeito à progressão da carreira esta é legítima e merecedora, dado que os Docentes muito têm feito em prol da educação e formação de uma sociedade. Conquanto à reposição dos salários, já é tempo de ser concedida porque os anos de espera para se progredir,são mais que muitos.
    Srs. do governo e partidos, acordem uma vez que o vosso fim já se vislumbra e se nada fizerem pelo corpo Docente, nas próximas eleições vão ter uma derrota retumbante.

    • Zulmiro on 3 de Outubro de 2021 at 18:23
    • Responder

    Ao longo da última década o BE (e o PCP) foram o outro lado da moeda do socialismo cínico, uma década em que a luta sindical esteve completamente abafada por uma geringonça que agora faliu porque só trazia lucro eleitorais ao PS. A estratégia eleitoral do BE e o do PCP falidos não engana ninguém! E mais até engana, há muito docente bacoco… Se o Bloco e Esquerda e os comunistas quisessem de facto fazer alguma coisa por nós, tinham-no feito quanto tiveram a faca e o queijo na mão antes da aprovação dos orçamentos. Agora que se f*dam, a mim não me enganam mais.


  1. […] o PCP e o BE apresentaram propostas […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Seguir

Recebe os novos artigos no teu email

Junta-te a outros seguidores: